A maior rede de estudos do Brasil

Como descrever e comparar a morfologia dos epitélios intestinais sadios afetados pela doença celíaca?


3 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

O epitélio é o tecido formado por uma ou várias camadas de células unidas entre si, o que colocou revestem todas as superfícies livres do corpo. O epitélio intestinal contém células individuais com função sensorial específica. possuem microvilosidades, sua função é essencialmente absortiva, isto é, elas permitem a passagem de substâncias através delas. A unidade básica que forma as microvilosidades são os filamentos de actina.A doença celíaca ou doença celíaca (CD) é um processo crónico, de múltiplos órgãos auto-imune, para o que em primeiro lugar o intestino lesionado e pode danificar qualquer órgão ou tecido do corpo. A doença celíaca faz com que o intestino delgado são geralmente confinados à presença de uma inflamação crónica da mucosa do duodeno, que consiste principalmente de linfócitos, sem atrofia de microvilosidades intestinais.
O epitélio é o tecido formado por uma ou várias camadas de células unidas entre si, o que colocou revestem todas as superfícies livres do corpo. O epitélio intestinal contém células individuais com função sensorial específica. possuem microvilosidades, sua função é essencialmente absortiva, isto é, elas permitem a passagem de substâncias através delas. A unidade básica que forma as microvilosidades são os filamentos de actina.A doença celíaca ou doença celíaca (CD) é um processo crónico, de múltiplos órgãos auto-imune, para o que em primeiro lugar o intestino lesionado e pode danificar qualquer órgão ou tecido do corpo. A doença celíaca faz com que o intestino delgado são geralmente confinados à presença de uma inflamação crónica da mucosa do duodeno, que consiste principalmente de linfócitos, sem atrofia de microvilosidades intestinais.
User badge image

Vera Regina Nunes

Há mais de um mês

O paciente com doença celíaca apresenta uma atrofia da mucosa intestinal, que leva a um prejuízo na absorção de macronutrientes (como carboidratos, gorduras e proteínas) e micronutrientes (vitaminas e minerais). A atrofia ocorre devido a um processo inflamatório local, decorrente de uma resposta imunológica exacerbada,ativada de forma errônea, contra componentes da mucosa intestinal do próprio indivíduo.  É o que se chama de resposta autoimune. Esta atividade autoimune só ocorre em indivíduos geneticamente predispostos, pode ser ativada em qualquer momento ao longo da vida e depende do contato do indivíduo com o glúten. O glúten,proteína alimentar presente nos cereais, trigo, centeio, cevada e aveia, é o desencadeador externo da doença celíaca.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas