A maior rede de estudos do Brasil

o que levou o declínio do império romano?

História

Colégio Dom Bosco


3 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

Para responder essa pergunta devemos colocar em prática nosso conhecimento sobre História, mais especificamente sobre o Império Romano.
A civilização romana foi um grande império que dominou boa parte da Europa por vários séculos. Tinha como capital a cidade de Roma, que até hoje é o centro político-administrativo da Itália. Os romanos influenciavam vários povos naquela época. Existiam vários povos que faziam parte da vizinhança dos romanos, dentre eles, os bárbaros, que sempre tentavam invadir o território romano, para usar suas terras ou para se protegerem de invasões ocorridas em seus próprios territórios. Dentre os bárbaros, os mais conhecidos eram os visigodos, francos, vândalos e os anglo-saxões.

O império romano acabou se enfraquecendo por conta de epidemias que dizimaram uma parte considerável de pessoas, de desorganização política e a dificuldade de coordenar um grande império. Essa foi a grande oportunidade para que os povos bárbaros invadissem e tomassem as cidades romanas, destruindo e matando todos que viam pela frente, roubando tudo que podiam, e isso acabou por contribuir para a queda de Roma.


Portanto, a civilização romana foi um império que dominou, durante séculos a Europa. Era cobiçada por diversos povos, dentre eles os bárbaros, que eram povos nômades, e sempre tentavam invadir. Por conta de diversos fatores, o império acabou se enfraquecendo e isso foi a deixa para que os bárbaros conseguissem invadir as cidades e saquear as riquezas dos romanos. Isso contribuiu para a queda de Roma em 476 d.C.
Para responder essa pergunta devemos colocar em prática nosso conhecimento sobre História, mais especificamente sobre o Império Romano.
A civilização romana foi um grande império que dominou boa parte da Europa por vários séculos. Tinha como capital a cidade de Roma, que até hoje é o centro político-administrativo da Itália. Os romanos influenciavam vários povos naquela época. Existiam vários povos que faziam parte da vizinhança dos romanos, dentre eles, os bárbaros, que sempre tentavam invadir o território romano, para usar suas terras ou para se protegerem de invasões ocorridas em seus próprios territórios. Dentre os bárbaros, os mais conhecidos eram os visigodos, francos, vândalos e os anglo-saxões.

O império romano acabou se enfraquecendo por conta de epidemias que dizimaram uma parte considerável de pessoas, de desorganização política e a dificuldade de coordenar um grande império. Essa foi a grande oportunidade para que os povos bárbaros invadissem e tomassem as cidades romanas, destruindo e matando todos que viam pela frente, roubando tudo que podiam, e isso acabou por contribuir para a queda de Roma.


Portanto, a civilização romana foi um império que dominou, durante séculos a Europa. Era cobiçada por diversos povos, dentre eles os bárbaros, que eram povos nômades, e sempre tentavam invadir. Por conta de diversos fatores, o império acabou se enfraquecendo e isso foi a deixa para que os bárbaros conseguissem invadir as cidades e saquear as riquezas dos romanos. Isso contribuiu para a queda de Roma em 476 d.C.
User badge image

Geisy Lima

Há mais de um mês

O processo de declínio do Império Romano do Ocidente começou em meados do século IV d.C., sobretudo em razão da série de problemas que desde o século III o assolava, como as invasões bárbaras, a crise econômica e a disputa dos militares pelo poder.As ondas migratórias dos povos bárbaros do norte da Europa e de regiões da Ásia em direção a Roma, provocadas por transformações climáticas e outros fatores similares, forçavam o Império a repelir os invasores e a mover progressivamente mais contingentes do exército para a defesa do centro do Império, que era a cidade de Roma.

Do ponto de vista econômico, o Império entrou em crise sobretudo após o colapso do sistema escravista, que teve de ser substituído pelo sistema de colonato, que consistia na relação entre pessoas com precárias condições de subsistência e grandes proprietários de terras, que contratavam seus serviços e, em troca, ofereciam proteção e terras para o trabalho. Muitos proprietários que possuíam escravos passaram a libertá-los e a estabelecer também o regime de colonato com eles. Esse processo acabou por provocar uma decadência dos centros urbanos e da atividade comercial nas cidades.Outro fenômeno que ganhou proporção grandiosa em meio à crise do Império foi a ascensão do cristianismo. Os cristãos, que já habitavam os domínios do Império há bastante tempo, passaram a crescer numericamente. Esse fato levou o Imperador Constantino – que, depois, transferiu a sede do Império Romano para Bizâncio – a instituir o cristianismo como religião principal do Império Romano, tendo ele próprio se convertido.

 

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas