A maior rede de estudos do Brasil

qual a diferença de roubo próprio e impróprio?


2 resposta(s)

User badge image

Estudante PD

Há mais de um mês

 

O roubo próprio está previsto no caput do artigo 157 já o roubo impróprio está previsto no §1º do artigo 157 ambos do Código Penal que dispõem:

  Roubo

        Art. 157 - Subtrair coisa móvel alheia, para si ou para outrem, mediante grave ameaça ou violência a pessoa, ou depois de havê-la, por qualquer meio, reduzido à impossibilidade de resistência:

        Pena - reclusão, de quatro a dez anos, e multa.

        § 1º - Na mesma pena incorre quem, logo depois de subtraída a coisa, emprega violência contra pessoa ou grave ameaça, a fim de assegurar a impunidade do crime ou a detenção da coisa para si ou para terceiro.

No roubo próprio o agente emprega a violência no início de sua ação, seja ela violência própria ou imprópria.

No roubo impróprio o agente primeiramente queria praticar um furto, porém, ele é obrigado após a subtração da coisa empregar a violência para assegurar a detenção do bem móvel. 

 

 

O roubo próprio está previsto no caput do artigo 157 já o roubo impróprio está previsto no §1º do artigo 157 ambos do Código Penal que dispõem:

  Roubo

        Art. 157 - Subtrair coisa móvel alheia, para si ou para outrem, mediante grave ameaça ou violência a pessoa, ou depois de havê-la, por qualquer meio, reduzido à impossibilidade de resistência:

        Pena - reclusão, de quatro a dez anos, e multa.

        § 1º - Na mesma pena incorre quem, logo depois de subtraída a coisa, emprega violência contra pessoa ou grave ameaça, a fim de assegurar a impunidade do crime ou a detenção da coisa para si ou para terceiro.

No roubo próprio o agente emprega a violência no início de sua ação, seja ela violência própria ou imprópria.

No roubo impróprio o agente primeiramente queria praticar um furto, porém, ele é obrigado após a subtração da coisa empregar a violência para assegurar a detenção do bem móvel. 

 

User badge image

dani silva

Há mais de um mês

No roubo próprio  - a violência (violência, grave ameaça ou qualquer outro meio que reduz a vítima a impossibilidade de resistência) e empregada antes ou durante a subtração e tem como objetivo permitir que a subtração se realize.

Roubo impróprio -  a subtração e realizada sem violência, e esta será empregada depois da subtração, pois tem como objetivo assegurar a impunidade pelo crime ou a Detenção da coisa. Assim, o roubo impróprio e um furto que deu errado, pois começa com a simples subtração do furto, mas termina como roubo. Note-se que a violência posterior não precisa necessariamente ser contra o proprietário da coisa subtraída, podendo inclusive ser contra o policial que faz a perseguição, ela deve ser realizada com a finalidade de assegurar a impunidade do crime ou a Detenção da coisa.

 

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes