A maior rede de estudos do Brasil

Qual a crítica que Sócrates sofre com a ideia de maiêutica?

Filosofia

ESTÁCIO


2 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

Para responder esta pergunta adequadamente vamos precisar entender o que é a ideia da maiêutica e como ela foi criticada dentro da história da filosofia.
O pensamento socrático, materializado nos escritos de Platão, se baseia no questionamento de dogmas em busca de alcançar o verdadeiro conhecimento. Sócrates representa o papel de um guia que ajuda pessoas a alcançar este conhecimento, ou melhor, encontrar o conhecimento que já existe dentro de cada um.
Por isso, Sócrates acredita em ideias inatas, isto é, ideias que nascem com cada ser humano e representam verdades. Por meio de um percusso onde os preconceitos são deixados de lado é possível “dar a luz” a verdade. Portanto, Sócrates se considera uma parteira que ajuda as pessoas a darem a luz às verdades inatas que se escondem dentro de suas mentes. Este método de busca pela verdade é chamado de maiuêtica.
Entretanto, na história da filosofia há muitos pensadores que não acreditam na existência de ideias inatas e nesta possibilidade de conhecimento proposta por Sócrates. Aristóteles, por exemplo, que é um empirista e acredita que todo o conhecimento tem como base as ideias provindas dos cincos sentidos, critica a posição tomada por Sócrates, dizendo que ninguém nasce com ideias prontas, mas que o conhecimento deve ser construído.
Finalmente, temos que a grande crítica à maiêutica socrática vem dos empiristas que não aceitam a possibilidade de ideias inatas e acreditam que o conhecimento deve ter como base os cinco sentidos.
Para responder esta pergunta adequadamente vamos precisar entender o que é a ideia da maiêutica e como ela foi criticada dentro da história da filosofia.
O pensamento socrático, materializado nos escritos de Platão, se baseia no questionamento de dogmas em busca de alcançar o verdadeiro conhecimento. Sócrates representa o papel de um guia que ajuda pessoas a alcançar este conhecimento, ou melhor, encontrar o conhecimento que já existe dentro de cada um.
Por isso, Sócrates acredita em ideias inatas, isto é, ideias que nascem com cada ser humano e representam verdades. Por meio de um percusso onde os preconceitos são deixados de lado é possível “dar a luz” a verdade. Portanto, Sócrates se considera uma parteira que ajuda as pessoas a darem a luz às verdades inatas que se escondem dentro de suas mentes. Este método de busca pela verdade é chamado de maiuêtica.
Entretanto, na história da filosofia há muitos pensadores que não acreditam na existência de ideias inatas e nesta possibilidade de conhecimento proposta por Sócrates. Aristóteles, por exemplo, que é um empirista e acredita que todo o conhecimento tem como base as ideias provindas dos cincos sentidos, critica a posição tomada por Sócrates, dizendo que ninguém nasce com ideias prontas, mas que o conhecimento deve ser construído.
Finalmente, temos que a grande crítica à maiêutica socrática vem dos empiristas que não aceitam a possibilidade de ideias inatas e acreditam que o conhecimento deve ter como base os cinco sentidos.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas