A maior rede de estudos do Brasil

Quais são os instrumentos normativos que preconiza a educação escolar indígena no Brasil?

Pedagogia

UFRJ


3 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

Visando responder a esse questionamento empregaremos nossos conhecimentos acerca da disciplina de Pedagogia.
A Escola é uma entidade tão antiga quanto o próprio homem, visto que ela surgiu em prol da divisão do trabalho, em que os indivíduos necessitavam aprender um ofício para contribuir na comunidade. Com o passar do tempo essa instituição tornou-se um lugar de reprodução de idealizações, transformando indivíduos livres em alienados ao Estado. Depois, de ser uma fábrica de alienados, ela foi novamente modificada para um repertório de conhecimento, a famosa Educação Tradicional, onde havia repetição de conhecimento. Conforme o sociólogo Paulo Freire a educação é a chave para a mudança. A educação faz-se presente desde os primórdios, pois através dela o individuo era preparado para exercer sua cidadania, o processo de ensino começava com a convivência com os pais, até o encaminhamento para as instituições de ensino, ou a relação mestre-aluno, esse processamento nos dias nomeia-se pedagogia. Com promulgação da Constituição Federativa de 1998 trouxe inúmeros benefícios para o país, principalmente no que tange a educação, visto que, a partir daquele momento ele passa a ser o maior responsável pela disseminação e manutenção da educação no Estado, e também todos passaram a terem direitos a educação, não importando a idade, sendo a instituição escolar o órgão responsável por promover o ensino-aprendizado. No caso da educação indígena, consiste numa educação diferenciada, voltada para a sua realidade, ou seja, o educador deve preservar as tradições e costumes da tribo, disseminando um ensino eficaz sem ferir a cultura local. Cabendo a FUNAI, mediar esse acesso junto ao Ministério da Educação. Sendo que, os mesmos intrumentos legislativos empregados para a sociedade, são empregados aos indígenas, entretanto, estes aparatos legislativos sofrem alterações para serem adapatados a realidade local, como preservação de cultura, língua, costumes.
Visando responder a esse questionamento empregaremos nossos conhecimentos acerca da disciplina de Pedagogia.
A Escola é uma entidade tão antiga quanto o próprio homem, visto que ela surgiu em prol da divisão do trabalho, em que os indivíduos necessitavam aprender um ofício para contribuir na comunidade. Com o passar do tempo essa instituição tornou-se um lugar de reprodução de idealizações, transformando indivíduos livres em alienados ao Estado. Depois, de ser uma fábrica de alienados, ela foi novamente modificada para um repertório de conhecimento, a famosa Educação Tradicional, onde havia repetição de conhecimento. Conforme o sociólogo Paulo Freire a educação é a chave para a mudança. A educação faz-se presente desde os primórdios, pois através dela o individuo era preparado para exercer sua cidadania, o processo de ensino começava com a convivência com os pais, até o encaminhamento para as instituições de ensino, ou a relação mestre-aluno, esse processamento nos dias nomeia-se pedagogia. Com promulgação da Constituição Federativa de 1998 trouxe inúmeros benefícios para o país, principalmente no que tange a educação, visto que, a partir daquele momento ele passa a ser o maior responsável pela disseminação e manutenção da educação no Estado, e também todos passaram a terem direitos a educação, não importando a idade, sendo a instituição escolar o órgão responsável por promover o ensino-aprendizado. No caso da educação indígena, consiste numa educação diferenciada, voltada para a sua realidade, ou seja, o educador deve preservar as tradições e costumes da tribo, disseminando um ensino eficaz sem ferir a cultura local. Cabendo a FUNAI, mediar esse acesso junto ao Ministério da Educação. Sendo que, os mesmos intrumentos legislativos empregados para a sociedade, são empregados aos indígenas, entretanto, estes aparatos legislativos sofrem alterações para serem adapatados a realidade local, como preservação de cultura, língua, costumes.
User badge image

Endy Natali

Há mais de um mês

A história da educação escolar indígena no Brasil é marcada, até recentemente, por políticas e ações que visavam a integração dos indígenas ao modo de vida cultural e econômico da sociedade envolvente. É a Constituição Federal de 1988 que marca normativamente o novo paradigma de reconhecimento das identidades étnicas diferenciadas dos povos indígenas brasileiros e impõe um novo modelo de educação escolar indígena de educação bilíngue, diferenciada, intercultural e de qualidade. O texto a seguir apresenta um panorama histórico da legislação e paradigmas normativos da educação escolar indígena desde o período colonial até os dias de hoje, inclusive com a novidade dos territórios etnoeducacionais.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas