A maior rede de estudos do Brasil

O dever será uma necessidade de agir por respeito à lei que a razão dá a si mesma.

Uma ação pode ser conforme ao dever e, no entanto, não ser moralmente boa.

Em qual situação descrita abaixo não encontramos o dever moral contido?

 

 

Escolha uma:

a. Um comerciante que é honesto para com os seus clientes apenas ter mais lucros.

b. Um advogado que orienta uma pessoa independente dela ser seu cliente.

c. Uma pessoa que decide não mentir, durante o julgamento, em relação ao crime que seu melhor amigo cometeu com a intenção de libertá-lo porque ele tem uma família.

d. Um médico que auxilia no cuidado de um paciente fora do seu horário de trabalho.

Filosofia

ESTÁCIO


2 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

Para responder esta questão vamos avaliar os casos oferecidos nas alternativas e indicar qual deles não diz respeito a um dever moral, entendendo aqui que a intenção de uma ação não entra como fator para indicar se ela é ou não moral.
A moral compreende o conjunto de regras criadas pela sociedade e aplicadas no cotidiano. Ela atua como base para os julgamentos do que é certo ou errado. Atrelada à moral está a ética, que, por sua vez, consiste no conjunto de conhecimentos obtidos da investigação do comportamento humano na tentativa de explicar as regras morais através da racionalidade. Trata-se de uma reflexão sobre a moral.
Nesse contexto, a consciência moral é o pensamento do indivíduo com o que é certo, ou seja, ele não abre mão de seus princípios e daquilo que ele acredita ser o certo a se fazer em determinada situação.
A letra a. conta sobre um comerciante que é honesto, mas que o faz com a intenção de lucrar. Este caso diz respeito a uma ação segundo o dever de ser honesto, independentemente de ter intenção egoísta.
A letra b. se refere à ação de um advogado que ajuda alguém que não é seu cliente. Nesta situação não podemos encontrar nenhum dever moral, já que o advogado não deve ajudar todas as pessoas, só as que ele aceita ajudar.
A letra c., por sua vez, contém um dever moral: mesmo que a intenção seja ajudar um amigo, a ação diz respeito ao dever de não mentir durante um julgamente.
Por fim, temos a letra d. que também representa uma ação ligada ao dever moral: os médicos devem ajudar pessoas que necessitam de sua ajuda, independemente do horário, já que pode ser um caso de vida ou morte.
Finalmente, temos que a letra b) não representa um dever moral.
Para responder esta questão vamos avaliar os casos oferecidos nas alternativas e indicar qual deles não diz respeito a um dever moral, entendendo aqui que a intenção de uma ação não entra como fator para indicar se ela é ou não moral.
A moral compreende o conjunto de regras criadas pela sociedade e aplicadas no cotidiano. Ela atua como base para os julgamentos do que é certo ou errado. Atrelada à moral está a ética, que, por sua vez, consiste no conjunto de conhecimentos obtidos da investigação do comportamento humano na tentativa de explicar as regras morais através da racionalidade. Trata-se de uma reflexão sobre a moral.
Nesse contexto, a consciência moral é o pensamento do indivíduo com o que é certo, ou seja, ele não abre mão de seus princípios e daquilo que ele acredita ser o certo a se fazer em determinada situação.
A letra a. conta sobre um comerciante que é honesto, mas que o faz com a intenção de lucrar. Este caso diz respeito a uma ação segundo o dever de ser honesto, independentemente de ter intenção egoísta.
A letra b. se refere à ação de um advogado que ajuda alguém que não é seu cliente. Nesta situação não podemos encontrar nenhum dever moral, já que o advogado não deve ajudar todas as pessoas, só as que ele aceita ajudar.
A letra c., por sua vez, contém um dever moral: mesmo que a intenção seja ajudar um amigo, a ação diz respeito ao dever de não mentir durante um julgamente.
Por fim, temos a letra d. que também representa uma ação ligada ao dever moral: os médicos devem ajudar pessoas que necessitam de sua ajuda, independemente do horário, já que pode ser um caso de vida ou morte.
Finalmente, temos que a letra b) não representa um dever moral.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas