A maior rede de estudos do Brasil

O que é Débito cardíaco e retorno venoso?

Se alguém tiver o resumo do capitulo 20 de Guyton eu agradeço. Ou pelo menos, curta a pergunta para eu ter acesso.

Fisiologia I

PITÁGORAS


3 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

b>O retorno venoso (VR) é o fluxo de sangue de volta ao coração. Sob condições de estado estacionário, o retorno venoso deve ser igual ao débito cardíaco (DC) quando a média é calculada ao longo do tempo, porque o sistema cardiovascular é essencialmente um circuito fechado. Caso contrário, o sangue se acumularia nas circulações sistêmicas ou pulmonares. Embora o débito cardíaco e o retorno venoso sejam interdependentes, cada um pode ser regulado independentemente.
O sistema circulatório é formado por duas circulações (pulmonar e sistêmica) situadas em série entre o ventrículo direito (VD) e o ventrículo esquerdo (VE), conforme representado na figura. O equilíbrio é alcançado, em grande parte, pelo mecanismo Frank-Starling. Por exemplo, se o retorno venoso sistêmico aumentar repentinamente (por exemplo, passando da posição vertical para a posição supinha).
Já o débito cardiáco, é um termo usado na fisiologia cardíaca que descreve o volume de sangue bombeado pelo coração , em particular pelo ventrículo esquerdo ou direito , por unidade de tempo. O débito cardíaco é o produto da frequência cardíaca (FC) ou do número de batimentos cardíacos por minuto (bpm) e do volume sistólico (SV), que é o volume de sangue bombeado do ventrículo por batimento; assim, CO = HR × SV. Valores para o débito cardíaco são geralmente denotados como L / min. Para uma pessoa saudável com peso de 70 kg, o débito cardíaco em repouso é em média de 5 L / min; assumindo uma freqüência cardíaca de 70 batimentos por minuto, o volume sistólico seria de aproximadamente 70 mL.
b>O retorno venoso (VR) é o fluxo de sangue de volta ao coração. Sob condições de estado estacionário, o retorno venoso deve ser igual ao débito cardíaco (DC) quando a média é calculada ao longo do tempo, porque o sistema cardiovascular é essencialmente um circuito fechado. Caso contrário, o sangue se acumularia nas circulações sistêmicas ou pulmonares. Embora o débito cardíaco e o retorno venoso sejam interdependentes, cada um pode ser regulado independentemente.
O sistema circulatório é formado por duas circulações (pulmonar e sistêmica) situadas em série entre o ventrículo direito (VD) e o ventrículo esquerdo (VE), conforme representado na figura. O equilíbrio é alcançado, em grande parte, pelo mecanismo Frank-Starling. Por exemplo, se o retorno venoso sistêmico aumentar repentinamente (por exemplo, passando da posição vertical para a posição supinha).
Já o débito cardiáco, é um termo usado na fisiologia cardíaca que descreve o volume de sangue bombeado pelo coração , em particular pelo ventrículo esquerdo ou direito , por unidade de tempo. O débito cardíaco é o produto da frequência cardíaca (FC) ou do número de batimentos cardíacos por minuto (bpm) e do volume sistólico (SV), que é o volume de sangue bombeado do ventrículo por batimento; assim, CO = HR × SV. Valores para o débito cardíaco são geralmente denotados como L / min. Para uma pessoa saudável com peso de 70 kg, o débito cardíaco em repouso é em média de 5 L / min; assumindo uma freqüência cardíaca de 70 batimentos por minuto, o volume sistólico seria de aproximadamente 70 mL.
User badge image

Ana Lia Lopes Massola

Há mais de um mês

Débito cardíaco é o volume de sangue bombeado pelo coração em um determinado tempo (geralmente um minuto) e pode ser calculado por: DC = Volume sistólico x Frequência Cardíaca. 

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas