EAD ATIVIDADE 2

Fazer teste: ATIVIDADE 2

 

 

Informações do teste

 

Descrição  
Instruções  
Várias tentativas Não permitido. Este teste só pode ser feito uma vez.
Forçar conclusão Este teste pode ser salvo e retomado posteriormente.

 Estado de Conclusão da Pergunta:

PERGUNTA 1

  1. Podemos considerar o Centro Histórico de Olinda, em Pernambuco, um monumento da memória social brasileira. Isso porque é um conjunto arquitetônico, urbanístico e paisagístico tombado pelo IPHAN e reconhecido como Patrimônio Mundial Cultural pela UNESCO.

    Aliás, Olinda foi uma das cidades mais ricas do Brasil entre os séculos XVI e XVII. Seus prédios testemunharam histórias e registram as mudanças nos estilos arquitetônicos: edifícios coloniais, fachadas de azulejos e obras neoclássicas e ecléticas do início do século XX. Com isso, Olinda nos remete à história, ao carnaval e à brasilidade.

    Em relação à memória social, analise as afirmativas a seguir.

    I. A memória possui duas perspectivas: uma individual e outra social; pois uma lembrança existe sempre em relação a algo, alguém ou um acontecimento.

    II. A memória social é uma memória coletiva, que é acessada e mantida pelos membros de um grupo, de um povo ou de uma nação. Ela constitui as identidades de um grupo.

    III. A preservação e a identificação de patrimônios culturais é importante para criação e preservação das memórias sociais. São os bens culturais tombados que estarão presentes e disponíveis nas memórias sociais.

    IV. A memória social nunca é construída de forma coletiva, pois ela existe apenas a partir dos relatos e registros históricos oficiais de um país. 

    Está correto o que se afirma em:

      a.

    I e IV, apenas.

      b.

    II, III e IV, apenas.

      c.

    II e III, apenas.

      d.

    I, III e IV, apenas.

      e.

    I, II e III, apenas.

0,2 pontos   

PERGUNTA 2

  1. O excerto abaixo integra a Declaração Universal sobre a Diversidade Cultural da UNESCO. 

     

    "A cultura adquire formas diversas através do tempo e do espaço. Essa diversidade se manifesta na originalidade e na pluralidade de identidades que caracterizam os grupos e as sociedades que compõem a humanidade. Fonte de intercâmbios, de inovação e de criatividade, a diversidade cultural é, para o gênero humano, tão necessária como a diversidade biológica para a natureza. Nesse sentido, constitui o patrimônio comum da humanidade e deve ser reconhecida e consolidada em beneficio das gerações presentes e futuras. Em nossas sociedades cada vez mais diversificadas, torna-se indispensável garantir uma interação harmoniosa entre pessoas e grupos com identidades culturais a um só tempo plurais, variadas e dinâmicas, assim como sua vontade de conviver."

     

    Fonte: http://unesdoc.unesco.org/images/0012/001271/127160por.pdf. Acesso em 21/08/2018.

     

    Diante do exposto, ao entrarmos em contato com povos diferentes e observarmos suas culturas, podemos dizer que:


    I. Os intercâmcios culturais podem agir favoravelmente no desenvolvimento de populações consideradas incultas, pois um povo incluto é aquele que não partilha dos valores culturais que caracterizam as civilizações em estágio superior de desenvolvimento;

    II. A diversidade das culturas existentes acompanha a pluralidade da existência humana. Assim, é importante termos em mente que existem diferenças culturais, mas essas não devem ser encaradas segundo a lógica da superioridade e inferioridade;

    III. A diversidade cultural pode ser vista como fonte de desenvolvimento, que proporciona intercâmbios que agem no sentido de diversificar as identidades, tornando-as plurais, variadas e dinâmicas.

    IV. Todas as sociedades humanas possuem cultura, sejam simples ou complexas. Essa premissa compõe a base da diversidade, considerada pela UNESCO como um patrimônio comum da humanidade.

     

    Assinale a alternativa correta:

     

     

      a.

    Apenas as alternativas I e IV são verdadeiras.

      b.

    Apenas a alternativa II é verdadeira.

     

      c.

    Apenas as alternativas I, III e IV são verdadeiras.

      d.

    Apenas a alternativa IV é verdadeira.

     

      e.

    Apenas as alternativas II, III e IV são verdadeiras.

     

     

     

0,2 pontos   

PERGUNTA 3

  1. Leia o trecho a seguir.

    “[...] se somos descendentes de um mesmo antepassado, por que alguns têm a pele negra, cabelos crespos e olhos escuros, enquanto outros têm olhos puxados, cabelos lisos e a pele amarela? Por que os pigmeus medem em média 1,50 metro, enquanto suecos chegam a 1,77 m? As diferenças são tantas, que apenas enumerá-las já soa como uma missão impossível quanto mais listar respostas para cada uma. Mas para geneticistas como Langaney ou o célebre italiano Luigi Luca Cavalli-Sforza, um dos maiores especialistas no assunto, muito mais numerosas e essenciais são as igualdades.”

    HEYMANN, G. Brancos, negros, índios e amarelos: Todos parentes. SuperInteressante, Paris, 31 out. 2016. Disponível em: <https://super.abril.com.br/comportamento/brancos-negros-indios-e-amarelos-todos-parentes/>. Acesso em: 22/03/2018.

    Considerado que, apesar de sermos diferentes (negros, brancos, altos, baixos etc.), somos todos da raça humana; quando de trata do conceito de raça, é correto afirmar que:

      a.

    As teorias sobre as diferentes raças humanas surgiram inicialmente no final do século XVIII e início do século XIX. Até hoje são utilizadas para classificar os seres humanos de acordo com o desenvolvimento social e cultural.

      b.

    “Raça” é uma categoria social de dominação e exclusão. Os avanços na ciência genética mostraram que existem muito mais semelhanças entre os humanos do que diferenças. Em termos biológicos, não existem “raças”, apenas variações físicas entre os seres humanos.

      c.

    O termo “raça” tem uma variedade de definições utilizadas para descrever um grupo de pessoas que compartilham as mesmas características culturais, como língua, costumes e religião. O uso do conceito de raça para distinguir as pessoas é uma prática comum e bem aceita nas ciências.

      d.

    Raça e etnia são sinônimos, sendo que “raça” se aplica às características físicas e biológicas; a “etnia”, por sua vez, se refere aos aspectos culturais das sociedades. A raça negra, por exemplo, possui características fenotípicas, sendo da etnia africana.

      e.

    “Raça” é um conceito sociobiológico aplicado aos grupos e subgrupos de uma espécie. Assim, a espécie humana está dividida em subespécies ou subcategorias, as quais envolvem brancos, negros e amarelos.

0,2 pontos   

PERGUNTA 4

  1. Leia o texto abaixo: 


    “[ ... ] para designar os fenômenos que resultam da existência de contatos diretos e prolongados entre duas culturas diferentes e que se caracterizam pela modificação ou pela transformação de um ou dos dois tipos culturais em presença”. (Panoff & Perrin, 1973: 13).

    O excerto apresenta uma definição do conceito de aculturação. Tendo como base o estudo do material referencial, analise as asserções abaixo que tratam do processo de aculturação e assinale a alternativa correta:

     

    I. Para a Antropologia, a aculturação é definida como um processo que conduz à mescla entre culturas, que resulta na configuração de uma nova sociedade, assim como em um novo sistema cultural.


    POIS


    II. A cultura, sendo parte de uma sociedade, pode ser entendida como espaço de transformação social. O contato entre visões de mundo distintas e também entre grupos que são etnicamente e culturalmente diversificados geram profundas mudanças em seus padrões culturais.

     

      a.

    As asserções I e II são proposições verdadeiras, mas a II não se relaciona com a I.  

      b.

    A asserção I é uma proposição verdadeira, e a II é uma proposição falsa.    

      c.

    A asserção I é uma proposição falsa, e a II é uma proposição verdadeira.    

      d.

    As asserções I e II são proposições falsas.    

      e.

    As asserções I e II são proposições verdadeiras, e a II relaciona-se com a I.    

0,2 pontos   

PERGUNTA 5

  1. Na Bolívia, temos o Carnaval de Oruro, uma mistura de crenças espanholas e andinas. Além das danças típicas com máscaras, há uma procissão em que dançarinos caminham por 4km durante 20 horas sem interrupção. No fim da festa, fazem oferendas a Pachamama, a mãe-terra da mitologia inca. 

    PORTILHO, G. Como é o Carnaval em outros países?. Mundo Estranho, 09 fev. 2018. Disponível em: <https://mundoestranho.abril.com.br/cultura/como-e-o-carnaval-em-outros-paises/>. Acesso em: 12/03/2018.


    O carnaval é uma festa que envolve música, dança e artesanato, capaz de reunir todas as classes sociais. Ou seja, o carnaval é expressão cultural. 
    Sendo assim, podemos afirmar que a cultura de um país:  

     
      a.

    é determinada por fatores geográficos, na medida em que o meio ambiente e o clima são fatores decisivos para o desenvolvimento cultural de um povo. 

      b.

    é fruto de um processo biológico e se encontra inserido na genética de um povo. Dessa forma, a cultura é hereditária e alguns de seus aspectos podem ser rasteadas até os povos antigos.

      c.

    é resultado de fenômenos psicobiológicos que se desenvolveram a partir da evolução humana. Assim, as culturas também possuem diferentes estágios de evolução, ou seja, existem culturas mais primitivas, outras avançadas.

      d.

    é formada de diversos elementos e está em transformação contínua. A cultura é o conjunto de manifestações artísticas, sociais, linguísticas e comportamentais passadas de geração em geração.

      e.

    é formada exclusivamente do encontro entre diferentes povos por meio do comércio, de guerras e casamentos. Nesse processo de troca, a cultura de um sofre ou exerce influência sobre a construção cultural do outro.

0,2 pontos   

PERGUNTA 6

  1. O conceito de cultura envolve diferentes aspectos e abordagens, tal como a cultura material: objetos ou materiais arquitetônicos que têm significado para o grupo social. 

    O estudo das tradições e manifestações de um povo (que não se traduzem em objetos materiais) também pode ser considerado como um dos aspectos do patrimônio cultural de um povo. 

    Assinale a opção correta que apresenta o nome desse aspecto da cultura, seguido de um exemplo: 

     

     

      a.

    Cultura Social e Ofício das Baianas do Acarajé

      b.

    Cultura Incompleta e ruínas de fortalezas abandonadas  

      c.

    Cultura Imaterial e Elevador Lacerda

      d.

    Cultura Imaterial e Capoeira

      e.

    Cultura Social e Partidos Políticos

0,2 pontos   

PERGUNTA 7

  1. Leia o texto a seguir. “Desde o início as religiões afro-brasileiras se fizeram sincréticas, estabelecendo paralelismos entre divindades africanas e santos católicos, adotando o calendário de festas do catolicismo, valorizando a frequência aos ritos e sacramentos da igreja. Assim aconteceu com o candomblé da Bahia, o xangô de Pernambuco, o tambor-de-mina do Maranhão, o batuque do Rio Grande do Sul e outras denominações, todas elas arroladas pelo censo do IBGE sob o nome único e mais conhecido: candomblé. Até recentemente essas religiões eram proibidas e, por isso, duramente perseguidas por órgãos oficiais. Continuam a sofrer agressões, hoje menos da polícia e mais de seus rivais pentecostais, e seguem sob forte preconceito, o mesmo preconceito que se volta contra os negros independentemente de religião”. PRANDI, R. O Brasil com axé: candomblé e umbanda no mercado religioso. Estudos avançados, São Paulo, v. 18, n. 52, p. 223-238, set./dez. 2004, p. 225. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142004000300015>. Acesso em: 18/04/2018.

    O histórico das diferentes religiões presentes no Brasil, a forma como elas se estabeleceram e a maneira como diferentes arranjos sociais propiciam maior ou menor legitimidade para determinadas crenças nos auxiliam na compreensão da realidade social brasileira. Como sabemos, a influência de preconceitos relativos a determinadas religiosidades coopera com a reiteração de outros tipos de discriminação.

    O excerto de Prandi (2004) trata justamente sobre o sincretismo e a intolerância religiosa, abordando a forma como esses dois aspectos se relacionam dentro do âmbito das religiões de matriz africana no Brasil. Sendo assim, tendo como base essas considerações e o que estudamos, assinale a alternativa correta.

     
      a.

    As religiões afro-brasileiras possuem um histórico de perseguição e discriminação no Brasil que está inextricavelmente atado ao preconceito racial. Assim, por sofrerem diversos tipos de violência, essas religiões acabaram se adaptando e assumindo alguns aspectos do cristianismo dominante no país.

      b.

    Com a integração de religiões afro-brasileiras e cristãs, temos observado um crescente número de adeptos do que podemos chamar de “afro-cristianismo”, um movimento que abarca tanto um misticismo quanto uma teologia mais centralizada e conservadora.

      c.

    O catolicismo possui tal influência na atual conjuntura religiosa do país, que acaba por instituir que as demais religiões incorporem suas doutrinas, a fim de que haja maior coesão entre as religiões existentes em território nacional.

      d.

    Na atualidade, podemos observar uma abertura, por parte das religiões cristãs, para uma mescla de concepções de origem ocidental e oriental, de modo que há um engajamento generalizado na proposição de cultos e atividades ecumênicas com a participação de líderes de religiões de matriz africana.

      e.

    Apesar de serem muito antigas, apenas nos últimos anos as religiões afro-brasileiras têm assumido aspectos que se aproximam do cristianismo dominante no Brasil. A aproximação de uma perspectiva cristã se dá pela tentativa de resgatar fiéis que têm se convertido a novas denominações evangélicas.

0,2 pontos   

PERGUNTA 8

  1. “Tornamo-nos conscientes de que o ‘pertencimento’ e a ‘identidade’ não têm a solidez de uma rocha, não são garantidos para toda a vida, são bastante negociáveis e revogáveis, e de que as decisões que o próprio indivíduo toma, os caminhos que percorre, a maneira como age – e a determinação de manter firme a tudo isso – são fatores cruciais tanto para o ‘pertencimento’ quanto para a ‘identidade’. Em outras palavras, a ideia de ‘ter uma identidade’ não vai ocorrer às pessoas enquanto o ‘pertencimento’ continuar sendo o seu destino, uma condição sem alternativa. Só começarão a ter essa ideia na forma de uma tarefa a ser realizada, e realizada vezes e vezes sem conta, e não de uma só tacada”.

    (Fonte: BAUMAN, Zygmunt. Identidade: Entrevista a Benedetto Vecchi. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2004, p. 17-18)

    A partir do comentário de Bauman, analise as premissas abaixo:

    I – A identidade é algo nato ao ser humano, de modo que o sujeito não recebe qualquer tipo de influência externa, pois é um ser acabado e completo por si mesmo;

    II – A flexibilidade e o dinamismo inerentes à identidade demonstram como o fator social é fundamental no que se refere a formação identitária de um indivíduo, de modo que o sujeito vai se formando em contato e em relação com o mundo que o cerca;

    III – O pertencimento é algo já preestabelecido e determinado para o sujeito, assim, cabe a pessoa a incondicional aceitação de uma dentidade já determinada;

    IV – Identidade é uma combinação única de características e elementos que distinguem um indivíduo ou um grupo de outros grupos ou pessoas, é aquilo que singulariza o sujeito em meio à multidão. 

    Estão corretas as afirmativas:

      a.

     I, II, III e IV

      b.

    II, III e IV

      c.

    I e III

      d.

    I, III e IV

      e.

    II e IV

0,2 pontos   

PERGUNTA 9

  1. Patrimônio cultural é um conjunto de manifestações de cultura material e imaterial de um povo. No Brasil, nós temos o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), órgão federal responsável por preservar, divulgar e fiscalizar os bens culturais brasileiros. Esse reconhecimento e atribuição de valor são feitos por meio do tombamento, instrumento que atribui valor cultural a um bem material e determina sua proteção e preservação. Isso é importante porque o patrimônio cultural não é apenas nossa herança, mas sua preservação também garante a permanência e a identidade cultural de um povo.
    Com base no que aprendemos ao longo do capítulo e a partir do trabalho realizado no IPHAN, analise as afirmativas a seguir e marque V para as verdadeiras e F para as falsas. 

    I. (   ) No acervo de mapas do Museu Imperial de Petrópolis está a carta  corográfica do Império do Brasil do ano de 1857, com a planta da cidade do Rio de Janeiro e o quadro estatístico do Império do Brasil, conforme os relatórios oficiais. A descrição corográfica era a descrição geográfica de uma região ou país e incluía um estudo demográfico e antropológico das povoações descritas. Portanto, trata-se de uma peça de cultura imaterial.

    II. (   ) A festa do Círio de Nossa Senhora de Nazaré é uma das mais famosas de nossa cultura imaterial do Brasil. Trata-se de uma grande procissão em devoção a Nossa Senhora de Nazaré, que existe desde 1793, e reúne milhares de pessoas no Belém do Pará. A festa ocorre sempre no segundo domingo de outubro e é uma das maiores festas católicas do mundo. 

    III. (   ) O frevo é uma das principais danças tradicionais brasileiras e uma das manifestações culturais mais características do Recife. Tem origem no carnaval do século XIX, a partir da rivalidade entre as bandas militares e dos escravos que tinham se tornado livres. O frevo é uma marchinha acelerada que incorpora elementos de outras danças, como maxixe e polca. Essa dança popular é um grande exemplo de cultura material.

    IV. (   ) A partir de influências do jongo, do samba de roda baiano, do maxixe e da marcha carnavalesca, surgiram três novas formas de se fazer samba no Rio de Janeiro: o partido alto. Ele é feito no improviso de forma coletiva e cantando sobre o cotidiano. As matrizes do samba no Rio de Janeiro são cultura imaterial.

    V. (   ) Os adereços que o índios Cinta Larga usam na guerra são considerados cultura material. Eles se pintam de jenipapo, com motivos animais ou vegetais; usam seus cocares de penas de gavião; grossos colares de contas (bak´rĩ) no pescoço e cruzados no peito; e as cintas típicas (zalâpíáp), confeccionadas de entrecasca da árvore tauari.

    Agora, assinale a sequência correta de classificação.

     

     

     

      a.

    F, V, F, V, V.

      b.

    F, F, F, V, V. 

      c.

    F, F, V, V, F.

      d.

    V, V, V, F, F. 

      e.

    V, V, F, F, F.

0,2 pontos   

PERGUNTA 10

  1. Leia o excerto a seguir.

    “O filme [Ex-Pajé] também mostra como outros aspectos da modernidade, como a internet, mudaram a vida de toda a tribo. ‘A tecnologia vem de uma forma intensa e entra nas aldeias sem freio. Mas a gente tenta se adaptar e usar como uma ferramenta, pois com ela a gente pode registrar a nossa cultura’, explicou Ubiratã. ‘Com toda a pressão do desmatamento em nosso território, a gente tenta divulgar em redes sociais para que o mundo conheça o que esta acontecendo de verdade’”.

    MENDES, S. Manifesto de índios brasileiros emociona durante a Berlinale. As Vozes do Mundo, Berlim, 18 fev. 2018. Disponível em: <http://br.rfi.fr/brasil/20180218-manifesto-pelos-indios-brasileiros-emociona-durante-berlinale-1>. Acesso em: 22/03/2018.

    Com base nessas informações e a partir de nossos estudos sobre o índio na formação da cultura brasileira, analise as afirmativas a seguir e marque V para as verdadeiras e F para as falsas.

    I. (   ) Desde a colonização, passando pelo Império e pela República, a convivência entre indígenas e colonizadores seguiu sem conflitos e de forma amistosa. Muito recentemente, no século XX, devido a disputas pela demarcação de terras indígenas, os conflitos entre índios e fazendeiros no Centro-Oeste e Norte do país se tornou uma realidade.

    II. (   ) Em todas as expedições empreendidas pelos colonizadores, os índios serviram como guias e serviçais. Essa presença constante configurou no primeiro tipo de contribuição indígena na formação do país. Foi com os ensinamentos dos índios que os primeiros colonos e exploradores conseguiram lidar com perigos nas florestas ou se orientar no território invadido.

    III. (   ) O contato e o convívio entre colonos e nativos nunca foi completamente harmonioso. O processo de dominação foi longo e violento. A população indígena que existe hoje no país é descendente de sobreviventes de nações dizimadas, de povos que conseguiram superar os grandes deslocamentos de território, as doenças, a violência e a escravidão.

    IV. (   ) Apesar da cultura indígena ter influenciado os colonizadores, a dominação europeia teve pouco ou nenhum impacto nas sociedades indígenas. Cada grupo manteve sua  própria cultura, religião e idioma. Não houve assimilação cultural por parte dos índios.

    V. (   ) O tratamento dado aos índios pelos portugueses jamais foi cordial. Os indígenas, no Brasil, sempre foram considerados escravos ou servos. E ainda que as terras indígenas se encontrem em disputas, e os conflitos entre fazendeiros e índios seja uma realidade no interior do país, esse povo vem lutando pelos seus direitos e pela inclusão social.

    Agora, assinale a alternativa com a sequência correta.

     
      a.

    V, F, F, V, V.

      b.

    F, F, V, V, F.

      c.

    V, F, V, F, F.

      d.

    F, V, V, F, V.

      e.

    V, F, F, V, F.

0,2 pontos   

Clique em Salvar e Enviar para salvar e enviar. Clique em Salvar todas as respostas para salvar todas as respostas.

  

Disciplina:Antropologia Forense1.519 materiais

Ainda não existe resposta para essa pergunta.
Cadastre-se e tire a dúvida de outros estudantes