A maior rede de estudos do Brasil

Quais as principais consequências da globalização nos países periféricos:


1 resposta(s)

User badge image

Danielle Campos

Há mais de um mês

Os países são obrigados a seguir regras que mantenham a estabilidade financeira e econômica mesmo que seja em detrimento de investimentos sociais;  

Os países periféricos, também conhecidos como subdesenvolvidos, precisam zelar constantemente pela estabilidade econômica, com o objetivo de gerar emprego e distribuir mais renda para as suas populações.


Há um aumento do poder do Estado, que barganha condições e estímulos com as empresas que se estabelecem em seu território, em troca de empregos e investimentos no país.  

No atual contexto da Globalização, a força do Estado consiste em controlar a atuação das grandes empresasmultinacionais (como a isenção de impostos), de forma que elas possam contribuir para a geração de empregos diretos e indiretos.


Verifica-se nestes países um aumento do acumulo da riqueza entre os mais ricos e uma queda vertiginosa das condições de vida dos mais pobres; 

O processo de Globalização ainda é muito desigual. Na realidade, os países mais ricos são detentores de todo o aparato tecnológico essencial para prodição; por outro lado, os países periféricos (terceiro mundo) são dependentes da tecnologia daquelas nações.

Como consequência disto, a riqueza dos países periféricos é mal distribuída, o que aumenta ainda mais a desigualdade social.

 

Os países são obrigados a seguir regras que mantenham a estabilidade financeira e econômica mesmo que seja em detrimento de investimentos sociais;  

Os países periféricos, também conhecidos como subdesenvolvidos, precisam zelar constantemente pela estabilidade econômica, com o objetivo de gerar emprego e distribuir mais renda para as suas populações.


Há um aumento do poder do Estado, que barganha condições e estímulos com as empresas que se estabelecem em seu território, em troca de empregos e investimentos no país.  

No atual contexto da Globalização, a força do Estado consiste em controlar a atuação das grandes empresasmultinacionais (como a isenção de impostos), de forma que elas possam contribuir para a geração de empregos diretos e indiretos.


Verifica-se nestes países um aumento do acumulo da riqueza entre os mais ricos e uma queda vertiginosa das condições de vida dos mais pobres; 

O processo de Globalização ainda é muito desigual. Na realidade, os países mais ricos são detentores de todo o aparato tecnológico essencial para prodição; por outro lado, os países periféricos (terceiro mundo) são dependentes da tecnologia daquelas nações.

Como consequência disto, a riqueza dos países periféricos é mal distribuída, o que aumenta ainda mais a desigualdade social.

 

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes