A maior rede de estudos do Brasil

Qual a linha tênue entre dolo eventual e culpa?


1 resposta(s)

User badge image

Danielle Campos

Há mais de um mês

Portanto existe uma linha tênue entre dolo eventual e culpas consciente, tendo que entender o subconsciente dos acusados, para uma melhor avaliação.

Capez define os conceitos que diferenciam as duas figuras, da seguinte forma:

A culpa consciente difere do dolo eventual, porque neste o agente prevê o resultado, mas não se importa que ele ocorra (‘se eu continuar dirigindo assim, posso vir a matar alguém, mas não importa; se acontecer, tudo bem, eu vou prosseguir’). Na culpa consciente, embora prevendo o que possa vir a acontecer, o agente repudia essa possibilidade (‘se eu continuar dirigindo assim, posso vir a matar alguém, mas estou certo de que isso, embora possível, não ocorrerá’). O traço distintivo entre ambos, portanto, é que no dolo eventual o agente diz: ‘não importa’, enquanto na culpa consciente supõe: ‘é possível, mas não vai acontecer de forma alguma.

Portanto existe uma linha tênue entre dolo eventual e culpas consciente, tendo que entender o subconsciente dos acusados, para uma melhor avaliação.

Capez define os conceitos que diferenciam as duas figuras, da seguinte forma:

A culpa consciente difere do dolo eventual, porque neste o agente prevê o resultado, mas não se importa que ele ocorra (‘se eu continuar dirigindo assim, posso vir a matar alguém, mas não importa; se acontecer, tudo bem, eu vou prosseguir’). Na culpa consciente, embora prevendo o que possa vir a acontecer, o agente repudia essa possibilidade (‘se eu continuar dirigindo assim, posso vir a matar alguém, mas estou certo de que isso, embora possível, não ocorrerá’). O traço distintivo entre ambos, portanto, é que no dolo eventual o agente diz: ‘não importa’, enquanto na culpa consciente supõe: ‘é possível, mas não vai acontecer de forma alguma.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes