A maior rede de estudos do Brasil

Oito em cada dez moradores do Grande ABC

Oito em cada dez moradores do Grande ABC são favoráveis à redução da maioridade penal de 18 para 16 anos. O resultado é mostra de estudo do DGABC Pesquisas, a pedido do Diário, que coletou a opinião de moradores das sete cidades na semana passada. Foram 79% dos entrevistados na região a defenderem a diminuição da idade mínima para prisão, 16,4% são contrários à alteração, 0,8% indiferente à discussão e outros 3,8% não souberam responder.

É a primeira amostragem do pensamento da população de Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra sobre o tema que dominou a pauta do Congresso no mês passado. E indica percentual inferior de adesão à redução na comparação com levantamento do Datafolha, de abril, com entrevistados de todo o País – o estudo nacional apontou que 87% são favoráveis à alteração no Código Penal.

 

Fonte: ROCHA, Rafael. No Grande ABC, 79% aprovam redução da maioridade penal. Disponível em: <http://www.dgabc.com.br/Noticia/1539927/no-grande-abc-79-aprovam-reducao-da-maioridade-penal>. Acesso em 19 ago. 2015.

 

Na matéria acima, temos o resultado de uma pesquisa realizada na região do ABC em São Paulo. Pelo tamanho da população-alvo, podemos descartar que foi realizado um Censo, ou seja, entrevistaram todos os moradores da região. Neste caso, o instituto de pesquisa necessitou realizar uma amostragem probabilística, e sabemos que existem três tipos.


3 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

Nesse exercício, iremos estudar sobre os resultados obtidos da pesquisa do enunciado e quais as implicações deles para a amostragem probabilística.
Primeiramente, temos que na amostragem aleatória simples,todo membro da população tem a mesma chance de ser escolhido. Além disso, é possível analisarmos que, nessa amostra, existe uma estratificação da pesquisa, no qual ela é feita baseada nos membros da população de uma forma aleatória, assim tais grupos presentes nas amostras por agrupamentos, sendo que nessas a entrevista também é aleatória.
Por fim, temos que toda a síntese resultante é uma forma muito comum de ser utilizada, contudo, tem como característica ser algo mais prolixo do que o normal. Além disso, os resumos estatísticos são mais simples, tornando a leitura mais fluida.
Nesse exercício, iremos estudar sobre os resultados obtidos da pesquisa do enunciado e quais as implicações deles para a amostragem probabilística.
Primeiramente, temos que na amostragem aleatória simples,todo membro da população tem a mesma chance de ser escolhido. Além disso, é possível analisarmos que, nessa amostra, existe uma estratificação da pesquisa, no qual ela é feita baseada nos membros da população de uma forma aleatória, assim tais grupos presentes nas amostras por agrupamentos, sendo que nessas a entrevista também é aleatória.
Por fim, temos que toda a síntese resultante é uma forma muito comum de ser utilizada, contudo, tem como característica ser algo mais prolixo do que o normal. Além disso, os resumos estatísticos são mais simples, tornando a leitura mais fluida.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas