A maior rede de estudos do Brasil

Considerando o conceito e o objeto de estudo de um novo ramo do Direito Penal -

 o Direito Penal Econômico - a doutrina acabou por fixar características essenciais nesse estudo. Dentre as quais, pode-se identificar:

. A existência de bens jurídicos supraindividuais, que ultrapassam o aspecto restrito da microcriminalidade, fazendo com que esse novo ramo do Direito se diferencie do Direito Penal clássico, considerando que este protege, geralmente, bens jurídicos individuais.
    A existência de uma macrocriminalidade, assim como ocorre com o Direito Penal clássica. Justamente por esta característica em comum, os crimes que atingem a Ordem Econômica são tratados no Código Penal.
    A existência de uma divisão na tutela da Ordem Econômica, de forma que em alguns crimes percebe-se a proteção de bens jurídicos individuais, enquanto na maioria se percebe a proteção de bens jurídicos individuais de grande importância
    A existência de bens jurídicos individuais e de uma macrocriminalidade, geralmente organizada, que pratica os delitos econômicos em virtude de sua elevada posição social
    A ocorrência de crimes que, em sua maioria, denotam a preocupação do Estado com o delinquente, de forma que é pequena a incidência de tipos penais prevendo pena privativa de liberdade para os delitos econômicos.

 


2 resposta(s)

User badge image

Estudante PD

Há mais de um mês

 O Direito Penal Econômico - a doutrina acabou por fixar características essenciais nesse estudo. Dentre as quais, pode-se identificar:

a) A existência de bens jurídicos supraindividuais, que ultrapassam o aspecto restrito da microcriminalidade, fazendo com que esse novo ramo do Direito se diferencie do Direito Penal clássico, considerando que este protege, geralmente, bens jurídicos individuais - Correto, pois o direito penal econômico protege bens jurídicos de toda uma sociedade. 

 

b) A existência de uma macrocriminalidade, assim como ocorre com o Direito Penal clássica. Justamente por esta característica em comum, os crimes que atingem a Ordem Econômica são tratados no Código Penal - Errado, pois os crimes contra a Ordem Econômica não são tratados no Código Penal. 

 

c) A existência de uma divisão na tutela da Ordem Econômica, de forma que em alguns crimes percebe-se a proteção de bens jurídicos individuais, enquanto na maioria se percebe a proteção de bens jurídicos individuais de grande importância - Errado, há a proteção de bens jurídicos supraindividuais. 

 

d) A existência de bens jurídicos individuais e de uma macrocriminalidade, geralmente organizada, que pratica os delitos econômicos em virtude de sua elevada posição social - Errado, pois o correto seria a existência de bens jurídicos supraindividuais. 

 

e) A ocorrência de crimes que, em sua maioria, denotam a preocupação do Estado com o delinquente, de forma que é pequena a incidência de tipos penais prevendo pena privativa de liberdade para os delitos econômicos - Errado, pois  os crimes contra a ordem econômica cominam penas privativas de liberdade em virtude do mal praticado pelo agente criminoso. 

 

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes