A maior rede de estudos do Brasil

Direito Constitucional

Considere o seguinte caso um deputado federal, estadual e um vereador estão sendo investigados, pois há indícios de que, sem ligação entre si, cometeram crimes no exercício de suas funções. O ministério público pede que os parlamentares sejam afastados cautelarmente dos seus mandatos, para evitar que prejudiquem. Como juiz competente para a causa considerando as regras constitucionais e as funções de imunidades parlamentares, bem como a posição do supremo tribunal federal, a respeito do tema responda fundamentadamente sobre a possibilidade do afastamento de cada um dos membros do Poder legislativo, nas três esferas federais


2 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

Carlos Eduardo Ferreira de Souza Verified user icon

Há mais de um mês

No julgamento da ADI 5.526, o Supremo Tribunal Federal assentou que o afastamento de Deputados Federais pode ser determinado cautelarmente pelo Poder Judiciário (o próprio STF). Nesse caso, os autos serão remetidos dentro de vinte e quatro horas à Casa respectiva, para que, pelo voto da maioria de seus membros, resolva sobre o afastamento.

O entendimento tem sido utilizado para Deputados Estaduais também, por meio do princípio da simetria, bem como do art. 27, §1º, da CRFB, que determina aplicação das regras de imunidade aos deputados estaduais.

Os Vereadores também podem ser afastados de seus mandatos, por ordem do Poder Judiciário, mas, diversamente, não terão os autos submetidos à respectiva Câmara Municipal, perdurando a medida até decisão judicial em contrário, pois os Vereadores não gozam de imunidade formal, mas apenas de imunidade material por palavras, votos e opiniões, nos limites municipais.

No julgamento da ADI 5.526, o Supremo Tribunal Federal assentou que o afastamento de Deputados Federais pode ser determinado cautelarmente pelo Poder Judiciário (o próprio STF). Nesse caso, os autos serão remetidos dentro de vinte e quatro horas à Casa respectiva, para que, pelo voto da maioria de seus membros, resolva sobre o afastamento.

O entendimento tem sido utilizado para Deputados Estaduais também, por meio do princípio da simetria, bem como do art. 27, §1º, da CRFB, que determina aplicação das regras de imunidade aos deputados estaduais.

Os Vereadores também podem ser afastados de seus mandatos, por ordem do Poder Judiciário, mas, diversamente, não terão os autos submetidos à respectiva Câmara Municipal, perdurando a medida até decisão judicial em contrário, pois os Vereadores não gozam de imunidade formal, mas apenas de imunidade material por palavras, votos e opiniões, nos limites municipais.

User badge image

Larissa Rocha

Há mais de um mês

Conforme a jurisprudência do Supremo Tribunal Federal, em casos em que as medidas cautelares do judiciário impossibilitarem o exercício regular do mandato, deverão ser submetidas ao aval do Legislativo.

 

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas