A maior rede de estudos do Brasil

6- O Poder Público pode praticar atividades de fomento? Explique


3 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

Para responder esta questão vamos apresentar o que são atividades de fomentos e verificar se estas condizem com as tarefas do Poder Público.
As atividades de fomento são aquelas que buscam auxiliar, impulsionar ou mesmo criar algum tipo de movimento que visa benefícios para a sociedade. Ou seja, as atividades de fomento são incentivos, funcionando como catalizadores, para que algo aconteça de modo forte na sociedade.
Estas atividades de fomento podem estar em áreas da saúde, da economia, da educação, da cultura, entre outros, sempre tendo em vista o bem público. O Poder Público pode praticar sim estas atividades de fomento, principalmente porque é algo que tem como objetivo promover direitos básicos e desenvolvimento do país em várias âmbitos distintos.
Neste sentido, o Poder Público, ou administração pública, geralmente se alinha a inicitivas privadas para que estas possam fornecer benefícios para a população, como a baixa de impostos, incentivos fiscais, doações, vendas ou desapropriações. Deste modo, ganha a iniciativa privada e também ganha a população.
Portanto, o Poder Público pode sim realizar atividades de fomento o que é, na maioria dos casos, vantajoso para toda a sociedade e visa o desenvolvimento social, o que é um dos interesses do Poder Público.
Para responder esta questão vamos apresentar o que são atividades de fomentos e verificar se estas condizem com as tarefas do Poder Público.
As atividades de fomento são aquelas que buscam auxiliar, impulsionar ou mesmo criar algum tipo de movimento que visa benefícios para a sociedade. Ou seja, as atividades de fomento são incentivos, funcionando como catalizadores, para que algo aconteça de modo forte na sociedade.
Estas atividades de fomento podem estar em áreas da saúde, da economia, da educação, da cultura, entre outros, sempre tendo em vista o bem público. O Poder Público pode praticar sim estas atividades de fomento, principalmente porque é algo que tem como objetivo promover direitos básicos e desenvolvimento do país em várias âmbitos distintos.
Neste sentido, o Poder Público, ou administração pública, geralmente se alinha a inicitivas privadas para que estas possam fornecer benefícios para a população, como a baixa de impostos, incentivos fiscais, doações, vendas ou desapropriações. Deste modo, ganha a iniciativa privada e também ganha a população.
Portanto, o Poder Público pode sim realizar atividades de fomento o que é, na maioria dos casos, vantajoso para toda a sociedade e visa o desenvolvimento social, o que é um dos interesses do Poder Público.
User badge image

Jane Mary Parisi de Amorim

Há mais de um mês

Fomento

Trata-se de uma atividade do Estado, voltada ao incentivo das atividades da iniciativa privada que provocam utilidades públicas.

Segundo Oliveira (RDA 120/14), o fomento abrange:

  1. auxílios financeiros ou subvenções efetivados nos orçamentos públicos;
  2. financiamento, sob condições especiais, para construção de obras relacionadas com o desenvolvimento do turismo, ou para o funcionamento de indústrias ligadas à construção civil que promovam o barateamento de materiais aplicáveis à edificação de residências populares;
  3. favores fiscais à atividades particularmente benéficas ao progresso material do País; e
  4. desapropriações que favoreçam entidades privadas sem fins lucrativos, que realizem atividades úteis à coletividade.

A Lei n. 13.019/2014, com alterações da Lei n. 13.204/2015, disciplinou o regime jurídico das parcerias entre a administração pública e as organizações da sociedade civil, em regime de mútua cooperação, para a consecução de finalidades de interesse público e recíproco, mediante a execução de atividades ou de projetos previamente estabelecidos em planos de trabalho inseridos em termos de colaboração, em termos de fomento ou em acordos de cooperação. Tanto o termo de colaboração como o de fomento envolvem transferência de recursos, mas enquanto o termo de colaboração é feito por iniciativa da Administração Pública, o de fomento resulta de proposta da sociedade civil. Cf. NOHARA, Irene Patrícia. Direito Administrativo. São Paulo: Atlas, 2016. p. 661.

< VOLTAR

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas