A maior rede de estudos do Brasil

Quais era as ideias dos sofistas?

Filosofia

Colegio Estadual Rui Barbosa


2 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

Para responder esta questão vamos, primeiramente, apresentar quem eram os sofistas e depois, caracterizar no que se baseava o pensamento sofístico.
Os sofistas eram pensadores da Grécia Antiga contemporâneos de filósofos como Sócrates e Platão. Eles costumavam a mudar de cidades com frequência, viajando a procura de trabalho, já que eram como professores particulares, pagos para ensinar temas que importavam no contexto grego. Os sofistas que conhecemos são os personagens dos diálogos platônicos, como Crático, Protágoras, Górgias, Hípias, etc.
Havia uma grande ruptura no pensamento dos fiósofos e dos sofistas, o que gerava muitas discussões e até brigas. Isto acontecia porque os sofistas, diferentemente dos filósofos, não tinha nenhum comprometimento com a verdade e, assim, ensinavam o que quer que seja para as pessoas desde que ganhassem dinheiro.
Na Grécia Antiga, a retórica, oratória e a argumentação em geral tinha muito valor, principalmente nas assembleias dos cidadãos, por isto o pensamento e ensino dos sofistas muitas vezes era voltado para o ensino destes recursos: procuravam sempre ensinar estratégias de argumentação para ganhar debates e provar um ponto. O problema é que como eles não tinha compromisso com a verdade, eles utilizavam a probabilidade como critério de argumentação e acabavam conseguindo provar suas posições quando estavam discutindo com pessoas desavisadas.
Finalmente, temos que o pensamento dos sofistas era totalmente baseado no ensino de estratégias para vencer discussões e provar posições, neste sentido, eles utilizavam várias técnicas que não eram comprometidas com a verdade, já que seu objetivo não era alcançar o que é verdadeiro, mas lucrar com seus ensinamentos.
Para responder esta questão vamos, primeiramente, apresentar quem eram os sofistas e depois, caracterizar no que se baseava o pensamento sofístico.
Os sofistas eram pensadores da Grécia Antiga contemporâneos de filósofos como Sócrates e Platão. Eles costumavam a mudar de cidades com frequência, viajando a procura de trabalho, já que eram como professores particulares, pagos para ensinar temas que importavam no contexto grego. Os sofistas que conhecemos são os personagens dos diálogos platônicos, como Crático, Protágoras, Górgias, Hípias, etc.
Havia uma grande ruptura no pensamento dos fiósofos e dos sofistas, o que gerava muitas discussões e até brigas. Isto acontecia porque os sofistas, diferentemente dos filósofos, não tinha nenhum comprometimento com a verdade e, assim, ensinavam o que quer que seja para as pessoas desde que ganhassem dinheiro.
Na Grécia Antiga, a retórica, oratória e a argumentação em geral tinha muito valor, principalmente nas assembleias dos cidadãos, por isto o pensamento e ensino dos sofistas muitas vezes era voltado para o ensino destes recursos: procuravam sempre ensinar estratégias de argumentação para ganhar debates e provar um ponto. O problema é que como eles não tinha compromisso com a verdade, eles utilizavam a probabilidade como critério de argumentação e acabavam conseguindo provar suas posições quando estavam discutindo com pessoas desavisadas.
Finalmente, temos que o pensamento dos sofistas era totalmente baseado no ensino de estratégias para vencer discussões e provar posições, neste sentido, eles utilizavam várias técnicas que não eram comprometidas com a verdade, já que seu objetivo não era alcançar o que é verdadeiro, mas lucrar com seus ensinamentos.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas