A maior rede de estudos do Brasil

Por que não é necessário realizar a antissepsia na pele para a aplicação de vacinas?


3 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

b>Antissepsia e desinfecção são partes vitais dos cuidados de saúde com base no seu papel na prevenção da propagação da infecção. O grau de controle sobre uma população microbiana varia com base nas circunstâncias: desinfetar um paciente antes da cirurgia elimina a maioria dos micróbios sem prejudicar o paciente, enquanto as ferramentas usadas durante a cirurgia podem ser duramente tratadas para eliminar toda a vida microbiana, usando exposição ao gás etileno ou autoclavagem. A limpeza completa também evita a contaminação patogênica potencial de superfícies que podem abrigar micróbios e serem transmitidas como fômites.
Assim, os Anti-sépticos são substâncias antimicrobianas que são aplicadas ao tecido vivo / pele para reduzir a possibilidade de infecção , septicemia ou putrefação . Os anti-sépticos são geralmente diferenciados dos antibióticos pela capacidade deste último de destruir com segurança as bactérias no corpo e dos desinfetantes , que destroem microorganismos encontrados em objetos não vivos.
Alguns anti-sépticos são verdadeiros germicidas , capazes de destruir micróbios ( bactericidas ), enquanto outros são bacteriostáticos e apenas previnem ou inibem seu crescimento. Antibacterianos incluem anti-sépticos que têm a capacidade comprovada de agir contra bactérias. Microbicidas que destroem as partículas do vírus são chamados de viricidas ou antivirais . Antifúngicos , também conhecidos como antimicóticos , são fungicidas farmacêuticos usados para tratar e prevenir micose (infecção fúngica).
b>Antissepsia e desinfecção são partes vitais dos cuidados de saúde com base no seu papel na prevenção da propagação da infecção. O grau de controle sobre uma população microbiana varia com base nas circunstâncias: desinfetar um paciente antes da cirurgia elimina a maioria dos micróbios sem prejudicar o paciente, enquanto as ferramentas usadas durante a cirurgia podem ser duramente tratadas para eliminar toda a vida microbiana, usando exposição ao gás etileno ou autoclavagem. A limpeza completa também evita a contaminação patogênica potencial de superfícies que podem abrigar micróbios e serem transmitidas como fômites.
Assim, os Anti-sépticos são substâncias antimicrobianas que são aplicadas ao tecido vivo / pele para reduzir a possibilidade de infecção , septicemia ou putrefação . Os anti-sépticos são geralmente diferenciados dos antibióticos pela capacidade deste último de destruir com segurança as bactérias no corpo e dos desinfetantes , que destroem microorganismos encontrados em objetos não vivos.
Alguns anti-sépticos são verdadeiros germicidas , capazes de destruir micróbios ( bactericidas ), enquanto outros são bacteriostáticos e apenas previnem ou inibem seu crescimento. Antibacterianos incluem anti-sépticos que têm a capacidade comprovada de agir contra bactérias. Microbicidas que destroem as partículas do vírus são chamados de viricidas ou antivirais . Antifúngicos , também conhecidos como antimicóticos , são fungicidas farmacêuticos usados para tratar e prevenir micose (infecção fúngica).
User badge image

Bruna Esteves

Há mais de um mês

Deve-se realizar assepsia da pele antes da aplicação de medicamentos injetáveis, independente da via (intradérmica, subcutânea, intramuscular, endovenosa), pois esse procedimento minimiza os riscos de infecção local ou sistêmica. 

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas