A maior rede de estudos do Brasil

Metodologia e Prática do Ensino da Matematica

Pergunta 1

  1. Hoffmann (2009) questiona a capacidade da avaliação classificatória como instrumento que garante a melhoria na qualidade do ensino. A crença popular é de que, nas escolas tradicionais, os professores são mais exigentes do que nas escolas inovadoras, e a avaliação tradicional, por meio de provas e notas, seria a prática mais eficaz para a garantia de um ensino de qualidade, uma vez que asseguraria o acompanhamento dos alunos no processo de aprendizagem. A ideia é simples: quanto maior é a nota, melhor foi o aprendizado do aluno.
     
    HOFFMANN, J. Avaliação mediadora
    : uma prática em construção da pré-escola à universidade. Porto Alegre: Editora Mediação, 2009.
     
    Sobre os princípios norteadores da avaliação apresentados por Hoffmann, relacione-os com as respectivas descrições.
     
    I. Princípio de investigação docente
    II. Princípio da provisoriedade dos juízos estabelecidos
    III. Princípio de complementariedade
     
    (  ) Nesse princípio faz-se necessário perceber a provisoriedade das observações feitas sobre a criança por conta de seu acelerado desenvolvimento e permanente evolução de seu pensamento.
    ( ) Nesse princípio o docente deve investigar a maneira pela qual cada um dos alunos constrói seus conhecimentos.
    (  ) Nesse princípio o olhar do professor deve acompanhar a trajetória da ação e do pensamento das crianças, provocando-as gradativamente a fim de complementar seu desenvolvimento.
     
    Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta de respostas.

 

 

II, III, I.

 

 

II, I, III.

 

 

III, I, II.

 

 

I, III, II.

 

 

I, II, III.

0,2 pontos  

Pergunta 2

  1. De acordo com Gandin (1983), no ato de planejar os diferentes atores da educação (professores, orientadores, supervisores etc.) analisam a realidade e têm oportunidade de descobrir os principais pontos comuns a todos, realizando comparações com outras experiências do grupo, questionando as diferentes práticas e ações, avaliando os processos e realizando opções por caminhos e práticas diferenciadas, visando a constante melhoria do processo de ensino e aprendizagem. Assim, planejar é transformar a realidade na direção escolhida.
     
    GANDIN, D. Planejamento como prática educativa
    . São Paulo: Loyola, 1983.
     
    Sobre os elementos que compõem um planejamento docente, leia com atenção o trecho a seguir e complete as lacunas.
     
    Em um planejamento docente, ao se determinarem os ______ pretendidos, é importante que o professor faça de uso de verbos no indicativo, como desenvolver, compreender e registrar. Para se definirem os ______ a serem estudados, é necessário ter consciência do que estabelecem os documentos oficiais. Nas ______ o professor deverá descrever exatamente como se dará o desenvolvimento da aula. As ______ e os instrumentos de ______ também precisam estar adequadamente descritos.
     
    Assinale a alternativa cujas palavras e expressões completam corretamente as lacunas.

 

 

objetivos, avaliação, conteúdos, estratégias metodológicas, atividades.

 

 

objetivos, conteúdos, atividades, estratégias metodológicas, avaliação.

 

 

objetivos, conteúdos, estratégias metodológicas, atividades, avaliação.

 

 

conteúdos, objetivos, estratégias metodológicas, atividades, avaliação.

 

 

objetivos, conteúdos, avaliação, estratégias metodológicas, atividades.

0,2 pontos  

Pergunta 3

  1. Zabala (1998) afirma que muitos dos problemas de compreensão que acontecem nas escolas se devem aos hábitos e costumes acumulados de uma tradição escolar, cuja função básica foi sempre seletiva e propedêutica. Numa concepção de ensino que centra-sena seleção dos alunos “mais preparados” para continuar os estudos, é normal que o sujeito de avaliação seja o aluno e que se considerem objeto da avaliação as aprendizagens alcançadas em relação às necessidades futuras que foram estabelecidas: as universitárias.
     
    ZABALA, A. A prática educativa
    : como ensinar. Porto Alegre: Artmed, 1998.
     
    Sobre a questão da avaliação no ciclo de alfabetização, assinale com V as afirmações verdadeiras, e com F as falsas.
     
    (  ) Para ser efetivo e legítimo, o processo avaliativo exige a observação exclusiva da apropriação do conteúdo pela criança. As relações que ela estabelece com o conteúdo aprendido deverão ser exploradas na formação da criança e não em sua avaliação.
    (  ) É importante que o professor busque articular diferentes estratégias de avaliação e, utilizandodistintos mecanismos avaliativos (portfólios, desenhos, manipulação de objetos), desenvolva de forma integral a capacidade de absorção da criança.
    (  ) Os modelos de avaliação que correspondem ao ciclo de avaliação são diagnóstica, mediadorae formativa. Todos estão diretamente relacionados à formação da criança e auxiliam o professor em seu trabalho.
    (  ) O Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil propõe como prática de avaliação entender esse processo como um conjunto de ações que auxiliam o professor a verificar o quanto os alunos têm aprendido em sala de aula.
     
    Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta de respostas.

 

 

V, F, F, V.

 

 

F, F, V, V.

 

 

F, V, V, F.

 

 

V, F, V, F.

 

 

F, V, F, F.

0,2 pontos  

Pergunta 4

  1. Bernardes e Asbahr (2007) destacam que é imprescindível entender o significado da atividade pedagógica como um elemento intrínseco à realidade escolar. Isso é fundamental para se compreender o que motiva a atividade docente, isto é, qual é o sentido pessoal atribuído a essa atividade, já que este se relaciona diretamente com a significação social. A pedagogia trata, em termos gerais, da educação, portanto a expressão “atividade pedagógica” compreende as tarefas voltadas à educação, como lecionar, preparar aulas, escrever textos de ensino, corrigir provas etc.
     
    BERNARDES, M. E. M.; ASBAHR, F. da S. F. Atividade pedagógica e o desenvolvimento das funções psicológicas superiores. Perspectiva
    , v. 25, n. 2, p. 315-342, 2007.
     
    Sobre os objetivos da atividade pedagógica, assinale com V as afirmações verdadeiras, e com F as falsas.
     
    () Assegurar aos estudantes o domínio mais seguro e duradouro possível dos conhecimentos científicos.
    () Criar condições e meios para que os alunos desenvolvam capacidades e habilidades intelectuais de modo que dominem métodos de estudo e de trabalho intelectual.
    () Visar à autonomia do aluno no processo de aprendizagem e sua dependência de pensamento.
    ()Ajudar os alunos a escolherem um caminho na vida, a terem atitudes e convicções que norteiem suas opções ante problemas e situações cotidianas.
     
    Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta de respostas.

 

 

V, F, F, V.

 

 

V, V,F, V.

 

 

F, V, V,V.

 

 

V, V, V, F.

 

 

F,V, V,F.

0,2 pontos  

Pergunta 5

  1. O Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil determina que cabe ao professor planejar suas aulas-atividades a fim de possibilitar a aprendizagem significativa das crianças por meio da qual possam reconhecer os limites de seus conhecimentos, ampliá-los e reformulá-los. Assim, ao projetar ações, o docente demonstra seus objetivos e, posteriormente, analisa se estes foram ou não alcançados com êxito, além de considerar necessidades de mudanças para que o processo se torne ainda mais rico (JESUS; GERMANO, 2013).
     
    BRASIL. Ministério da Educação. Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil
    . Brasília: MEC/SEF, 1998.
     
    JESUS, D. A. D.; GERMANO, J. A importância do planejamento e da rotina na Educação Infantil. In: JORNADA DE DIDÁTICA, 2.; SEMINÁRIO DE PESQUISA DO CEMAD, 1., Londrina, 10-12/09/2013. Anais...
    Londrina: Universidade Estadual de Londrina, 2013, p. 29-40. V. 10.
     
    Sobre o planejamento docente no contexto do ciclo de alfabetização, assinale a alternativa correta.

 

 

No âmbito do ciclo de alfabetização não há documentos que determinem quais conteúdos e habilidades deverão ser explorados com as crianças; isso significa que o documento que definirá esses itens é o planejamento docente.

 

 

Um bom planejamento possibilita apenas que o professor estabeleça conexões entre o que é apresentado nos documentos oficiais que regem a Educação Infantil e as estratégias metodológicas adotadas por ele na sua prática docente.

 

 

É preciso que o processo de planejar seja desenvolvido unicamente pelo professor, pois somente ele conhece a realidade de sua sala de aula. Tornar esse processo democrático e/ou participativo pode resultar na construção de um planejamento não adequado para uma turma específica.

 

 

A articulação, de maneira crítica, entre as políticas públicas educacionais, os conteúdos curriculares, bem como o mundo infantil dos estudantes deve ser buscada pela prática docente, o que evidencia o papel de responsabilidade do professor no planejamento de seu trabalho.

 

 

Uma das características do planejamento docente é sua impossibilidade de alteração após análise e aprovação da equipe pedagógica do colégio. Assim, antes de finalizá-lo, é necessário que o professor tenha registrado tudo aquilo que pretende desenvolver durante o período letivo.

0,2 pontos  

Pergunta 6

  1. Ao se estudar a história da didática no Brasil,é possível perceber que a trajetória desse ramo da pedagogia procurou, de alguma forma, atender às necessidades educacionais de cada época e contexto social. Inicialmente foi fundamentada de maneira prescritiva e instrumental trazendo teorias que mantivessem esse status e, posteriormente, com uma visão mais individualista que pudesse organizar e manter o saber sistematizado.
     
    SANTOS, H. C.ADidática no Brasil: sua trajetória e finalidade. Revista Estação Científica
    ,Juiz de Fora, n. 11, p. 1-15,2014.
     
    Vimos em nossos estudos a importância do contexto histórico, político e social para definir os objetivos educacionais e pedagógicos de cada época. Sendo assim, ordene corretamente os momentos de discussão da didática no Brasil, considerando a cronologia dela.
     
    (  ) Houve o predomínio dos métodos mistos, e a maturidade era vista como fundamental para a alfabetização do estudante.
     (  ) Predominou o método analítico, e a preocupação era o desenvolvimento de habilidades dos estudantes.
     (   ) Emergiu o construtivismo, e a disputa em alfabetizar para superar o fracasso escolar passou a ser o centro das discussões.
    (   ) Eram utilizados os métodos sintéticos, e a aula centrava-se no método.
     
    Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta de respostas.

 

 

3, 2, 4, 1.

 

 

3, 1, 4, 2.

 

 

3, 4, 2, 1.

 

 

2, 3, 4, 1.

 

 

2, 4, 1, 3.

0,2 pontos  

Pergunta 7

  1. Thies e Alves (2013) destacam que o uso demateriais didáticos é fundamental para que o professor possa trabalhar os diferentes conceitos a serem aprendidos pelos alunos. Assim, material didático é tido como todo objeto disponível ao professor e aos alunos que, de alguma forma, contribua com o processo de aprendizagem. Podemos citar como exemplos: livros didáticos, blocos lógicos, jogos, aparelhos celulares, computadores, compassos, transferidores, enfim, tudo aquilo que potencializa a aprendizagem do estudante.
     
    THIES, V. G.; ALVES, A. M. M. Material didático para os anos iniciais: ler, escrever e contar. In: NOGUEIRA, G. M. (Org.). Práticas pedagógicas na Educação Infantil e anos iniciais do Ensino Fundamental
    : diferentes perspectivas. Rio Grande: Editora da FURG,2013. p. 183-200.
     
    Sobre o uso de materiais didáticos no ciclo de alfabetização, assinale a alternativa correta.

 

 

Um fator relevante no uso de materiais didáticos manipuláveis é que estes devem ser desenvolvidos apenas pelos professores, não deixando essa responsabilidade para os estudantes a fim de ser garantido atendimento igualitário entre todas as crianças.

 

 

O uso dos materiais didáticos deve ocorrer de forma que permita uma intervenção nas dificuldades que os alunos enfrentam para compreender os conteúdos curriculares propostos em todo o processo de ensino e aprendizagem.

 

 

Os materiais didáticos devem ser adequados apenas à realidade histórica e social do aluno, uma vez que a capacidade cognitiva de manipulação é determinada unicamente pelo desenvolvimento biológico da criança, conforme defendido por Piaget.

 

 

Os materiais didáticos não devem corresponder ao uso pedagógico dos conteúdos curriculares proposto durante o processo de ensino; ao contrário, precisam ser materiais extras, isolados, que contribuam com a construção do conhecimento das crianças.

 

 

Material didático é aquilo que o professor utiliza para reforçar o conteúdo já explorado em sala de aula, como livros didáticos e blocos lógicos. Mesa, cadeira, lápis, giz e cartazes são itens complementares, portanto não podem ser considerados didáticos.

0,2 pontos  

Pergunta 8

  1. O planejamento no ciclo de alfabetização é um momento que possibilita o professor encontrar soluções para obter avanços no desenvolvimento cognitivo, afetivo e social dosestudantes. Por essa razão, deve ser uma atividade contínua emque o docentefaça um acompanhamento no qual diagnostica os avanços e dificuldades de toda a turma (JESUS; GERMANO, 2013). Além disso, Gandin (1983) discute três fases que compõem um bom planejamento: elaborar, executar e avaliar.
     
    JESUS, D. A. D.; GERMANO, J. A importância do planejamento e da rotina na Educação Infantil. In: JORNADA DE DIDÁTICA, 2.; SEMINÁRIO DE PESQUISA DO CEMAD, 1., Londrina, 10-12/09/2013. Anais...
    Londrina: Universidade Estadual de Londrina, 2013, p. 29-40. V. 10.
     
    GANDIN, D. Planejamento como prática educativa
    . São Paulo: Loyola, 1983.
     
    Sobre as fases do planejamento docente discutidas por Gandin (1983), relacione-as com as respectivas descrições.
     
    I. Elaborar
    II. Executar
    III. Avaliar
     
    (  ) Nessa fase o professor revisa cada um dos momentos anteriores e cada uma das ações, bem como cada um dos documentos deles derivados.
    (  ) Nessa fase o professor decide que tipo de sociedade e de homem se quer e que tipo de ação educacional é necessária para isso.
    (  ) Após a elaboração do planejamento o professor passa a agir em conformidade com o que foi proposto.
     
    Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta de respostas.

 

 

II, I, III.

 

 

III, II, I.

 

 

I, III, II.

 

 

I, II, III.

 

 

III, I, II.

0,2 pontos  

Pergunta 9

  1. Uma avaliação mal elaborada pode levar o aluno a uma exclusão social, se utilizada como processo de julgamento de valores. Na realização delanão se deve considerar apenaso saber momentâneo, mas também o aspecto socioemocional inerente ao contexto social e o ambiente no qual o aluno está inserido, o que pode resultar num distanciamento entre professor e aluno (PARANÁ, 2014).Comoafirma Buriasco, a “avaliação mal conduzida pode ser elamesma um dos fatores causadores do fracasso escolar”.
     
    PARANÁ. Os desafios da Escola Pública Paranaense na Perspectiva do Professor PDE
    : Produções Didático-Pedagógicas. Curitiba: Secretaria da Educação, 2014.
     
    BURIASCO, R. L. C. Algumas considerações sobre Avaliação Educacional. Estudos em Avaliação Educacional
    , São Paulo, n.22, 2000, p. 158.
     
    Sobre alguns tipos de avaliação assinale a alternativa correta.

 

 

Uma avaliação diagnóstica serve somente para que o professor perceba o que os alunos já conhecem e, a partir daí, inicie o desenvolvimento de suas aulas.

 

 

A avaliação somativa tem por objetivo contribuir para melhorar a aprendizagem em curso, informando o professor sobre as condições em que está se dando essa aprendizagem e instruindo o aprendente sobre seu próprio percurso, êxitos e dificuldades.

 

 

A avaliação diagnóstica, prognóstica ou preditiva, em linhas gerais, pode ser definida como aquela que busca analisar se os estudantes possuem os pré-requisitos necessários para o estudo dos conceitos que estão prestes a ser explorados.

 

 

A avaliação diagnóstica é a única capaz de “orientar”o estudante, no sentido deguiá-lo, permitindo uma análise a respeito de suas aptidões, capacidades, habilidades e competências e os interesses necessários às futuras aquisições.

 

 

A avaliação formativa tem como objetivo a atribuição de notas para os alunos a fim de determinar aqueles que estão aptos e os inaptos a prosseguirem os estudos.

0,2 pontos  

Pergunta 10

  1. O Referencial Nacional Curricular para a Educação Infantil ressalta que a Educação Infantil, assim como o ciclo de alfabetização,correspondem à primeira etapa da Educação Básica. Essa fase da escolaridade é a única que está vinculada a uma idade própria: atende crianças de zero a três anos na creche, e dequatro e cinco anos na pré-escola. A finalidade dessa etapa é o desenvolvimento integral da criança nos aspectos físicos, psicológicos, intelectuais e sociais, complementando a ação da família e da comunidade.
     
    BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação Fundamental. Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil
    . Brasília: MEC/SEF, 1998.
     
    Sobre o ciclo de alfabetização e a Educação Infantil, leia com atenção o trecho a seguir e complete as lacunas.
     
    A escola tem como sujeito central o ______
    , e como objeto fundamental o ______ nas diferentes áreas do conhecimento por meio das ______ .A creche e a pré-escola, por sua vez,buscam explorar as ______ estabelecidas dentro de um espaço de ______ que tem como sujeito central a ______ .
     
    Assinale a alternativa cujas palavras e expressões preenchem corretamente as lacunas.

 

 

aluno, ensino, aulas, criança, convívio coletivo, relações educativas.

 

 

aluno, ensino, relações educativas, aulas, convívio coletivo, criança.

 

 

ensino, aluno, aulas, relações educativas, convívio coletivo, criança.

 

 

ensino, aluno, relações educativas, aulas, convívio coletivo, criança.

 

 

aluno, ensino, aulas, relações educativas, convívio coletivo, criança.

 


11 resposta(s)

User badge image

Adriana Rocha

Há mais de um mês

Pergunta 1                                          (resposta letra B, (ll, l, lll).

  1. Hoffmann (2009) questiona a capacidade da avaliação classificatória como instrumento que garante a melhoria na qualidade do ensino. A crença popular é de que, nas escolas tradicionais, os professores são mais exigentes do que nas escolas inovadoras, e a avaliação tradicional, por meio de provas e notas, seria a prática mais eficaz para a garantia de um ensino de qualidade, uma vez que asseguraria o acompanhamento dos alunos no processo de aprendizagem. A ideia é simples: quanto maior é a nota, melhor foi o aprendizado do aluno.
     
    HOFFMANN, J. Avaliação mediadora
    : uma prática em construção da pré-escola à universidade. Porto Alegre: Editora Mediação, 2009.
     
    Sobre os princípios norteadores da avaliação apresentados por Hoffmann, relacione-os com as respectivas descrições.
     
    I. Princípio de investigação docente
    II. Princípio da provisoriedade dos juízos estabelecidos
    III. Princípio de complementariedade
     
    (  ) Nesse princípio faz-se necessário perceber a provisoriedade das observações feitas sobre a criança por conta de seu acelerado desenvolvimento e permanente evolução de seu pensamento.
    ( ) Nesse princípio o docente deve investigar a maneira pela qual cada um dos alunos constrói seus conhecimentos.
    (  ) Nesse princípio o olhar do professor deve acompanhar a trajetória da ação e do pensamento das crianças, provocando-as gradativamente a fim de complementar seu desenvolvimento.
     
    Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta de respostas.

 

 

II, III, I.

 

 

II, I, III.

 

 

III, I, II.

 

 

I, III, II.

 

 

I, II, III.

 

Pergunta 1                                          (resposta letra B, (ll, l, lll).

  1. Hoffmann (2009) questiona a capacidade da avaliação classificatória como instrumento que garante a melhoria na qualidade do ensino. A crença popular é de que, nas escolas tradicionais, os professores são mais exigentes do que nas escolas inovadoras, e a avaliação tradicional, por meio de provas e notas, seria a prática mais eficaz para a garantia de um ensino de qualidade, uma vez que asseguraria o acompanhamento dos alunos no processo de aprendizagem. A ideia é simples: quanto maior é a nota, melhor foi o aprendizado do aluno.
     
    HOFFMANN, J. Avaliação mediadora
    : uma prática em construção da pré-escola à universidade. Porto Alegre: Editora Mediação, 2009.
     
    Sobre os princípios norteadores da avaliação apresentados por Hoffmann, relacione-os com as respectivas descrições.
     
    I. Princípio de investigação docente
    II. Princípio da provisoriedade dos juízos estabelecidos
    III. Princípio de complementariedade
     
    (  ) Nesse princípio faz-se necessário perceber a provisoriedade das observações feitas sobre a criança por conta de seu acelerado desenvolvimento e permanente evolução de seu pensamento.
    ( ) Nesse princípio o docente deve investigar a maneira pela qual cada um dos alunos constrói seus conhecimentos.
    (  ) Nesse princípio o olhar do professor deve acompanhar a trajetória da ação e do pensamento das crianças, provocando-as gradativamente a fim de complementar seu desenvolvimento.
     
    Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta de respostas.

 

 

II, III, I.

 

 

II, I, III.

 

 

III, I, II.

 

 

I, III, II.

 

 

I, II, III.

 

User badge image

Adriana Rocha

Há mais de um mês

Pergunta 3                          Resposta correta letra c (F,V,V,F)

  1. Zabala (1998) afirma que muitos dos problemas de compreensão que acontecem nas escolas se devem aos hábitos e costumes acumulados de uma tradição escolar, cuja função básica foi sempre seletiva e propedêutica. Numa concepção de ensino que centra-sena seleção dos alunos “mais preparados” para continuar os estudos, é normal que o sujeito de avaliação seja o aluno e que se considerem objeto da avaliação as aprendizagens alcançadas em relação às necessidades futuras que foram estabelecidas: as universitárias.
     
    ZABALA, A. A prática educativa
    : como ensinar. Porto Alegre: Artmed, 1998.
     
    Sobre a questão da avaliação no ciclo de alfabetização, assinale com V as afirmações verdadeiras, e com F as falsas.
     
    (  ) Para ser efetivo e legítimo, o processo avaliativo exige a observação exclusiva da apropriação do conteúdo pela criança. As relações que ela estabelece com o conteúdo aprendido deverão ser exploradas na formação da criança e não em sua avaliação.
    (  ) É importante que o professor busque articular diferentes estratégias de avaliação e, utilizandodistintos mecanismos avaliativos (portfólios, desenhos, manipulação de objetos), desenvolva de forma integral a capacidade de absorção da criança.
    (  ) Os modelos de avaliação que correspondem ao ciclo de avaliação são diagnóstica, mediadorae formativa. Todos estão diretamente relacionados à formação da criança e auxiliam o professor em seu trabalho.
    (  ) O Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil propõe como prática de avaliação entender esse processo como um conjunto de ações que auxiliam o professor a verificar o quanto os alunos têm aprendido em sala de aula.
     
    Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta de respostas.

 

 

V, F, F, V.

 

 

F, F, V, V.

 

 

F, V, V, F.

 

 

V, F, V, F.

 

 

F, V, F, F.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes