A maior rede de estudos do Brasil

Onde esta o ponto de partida para a teologia patristica?


4 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

Para responder esta questão vamos expor o que foi a teologia e filosofia patrística e, assim, entender quais foram suas origens. A teologia e filosofia patrística se referem a corrente de pensamento medieval baseada principalmente no cristianismo e na propagação da palavra de Deus. Esta corrente de pensamento foi desenvolvida principalmente por padres e teólogos, como Santo Agostinho, que entendiam que existia um grande número de hereges que precisavam ser combatidos. Para acabar com estes hereges e expandir os domínios do cristianismo, a patrística entende que é necessário conciliar a fé com a razão, fazendo com que os mistérios divinos fossem explicados racionalmente e, assim, tornando-os mais aceitáveis a toda a população. A patrística foi muito baseada na filosofia grega, principalmente na corrente de pensamento platônica e também no neoplatonismo e no ceticismo. Tendo em vista suas origens, a patrística explorava temas como o livre arbítrio, o problema da maldade, a bondade de Deus e a crição do mundo. Portanto, podemos estabelecer que o ponto de partida para a teologia patrística foi justamente a necessidade de conciliar fé e razão e entender que somente assim seria possível alcançar a verdade e a salvação.
Para responder esta questão vamos expor o que foi a teologia e filosofia patrística e, assim, entender quais foram suas origens. A teologia e filosofia patrística se referem a corrente de pensamento medieval baseada principalmente no cristianismo e na propagação da palavra de Deus. Esta corrente de pensamento foi desenvolvida principalmente por padres e teólogos, como Santo Agostinho, que entendiam que existia um grande número de hereges que precisavam ser combatidos. Para acabar com estes hereges e expandir os domínios do cristianismo, a patrística entende que é necessário conciliar a fé com a razão, fazendo com que os mistérios divinos fossem explicados racionalmente e, assim, tornando-os mais aceitáveis a toda a população. A patrística foi muito baseada na filosofia grega, principalmente na corrente de pensamento platônica e também no neoplatonismo e no ceticismo. Tendo em vista suas origens, a patrística explorava temas como o livre arbítrio, o problema da maldade, a bondade de Deus e a crição do mundo. Portanto, podemos estabelecer que o ponto de partida para a teologia patrística foi justamente a necessidade de conciliar fé e razão e entender que somente assim seria possível alcançar a verdade e a salvação.
User badge image

Vitória Barreto

Há mais de um mês

A escola patrística, ou simplesmente Patrística, foi uma corrente filosófica e período da filosofia, coincidindo com os primeiros séculos da era cristã, em que o desenvolvimento filosófico foi realizado por filósofos padres da Igreja Católica, designando um grupo de padres ou um trabalho por eles desenvolvido. Tendo em Agostinho de Hipona seu principal filósofo, tinha como um de seus principais objetivos a racionalização da fé cristã.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas