A maior rede de estudos do Brasil

O volume de ar que permanece nos pulmões após expiração normal, que permite a hematose nos intervalos respiratórios é determinado pela capacidade:


3 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

Os pulmões são um dos órgãos mais importantes que nós dispomos, pois são responsáveis pela nossa respiração.

A respiração pode ser entendida, no que se refere aos volumes de ar, como uma sobreposição de quatro variações volumétricas. Essas variações se referem ao volume corrente (VC), aos volumes de reserva inspiratório (VRI) e expiratório (VRE) e ao volume residual (VR).

O volume residual é, como o nome sugere, o volume que diz qual a quantidade de ar que permanece nos pulmões após a expiração. Esse volume é determinado pela capacidade residual funcional que consiste na soma do VRE com o VR.

Portanto, o volume de ar que permanece nos pulmões é determinado pela capacidade residual funcional.

Os pulmões são um dos órgãos mais importantes que nós dispomos, pois são responsáveis pela nossa respiração.

A respiração pode ser entendida, no que se refere aos volumes de ar, como uma sobreposição de quatro variações volumétricas. Essas variações se referem ao volume corrente (VC), aos volumes de reserva inspiratório (VRI) e expiratório (VRE) e ao volume residual (VR).

O volume residual é, como o nome sugere, o volume que diz qual a quantidade de ar que permanece nos pulmões após a expiração. Esse volume é determinado pela capacidade residual funcional que consiste na soma do VRE com o VR.

Portanto, o volume de ar que permanece nos pulmões é determinado pela capacidade residual funcional.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas