A maior rede de estudos do Brasil

Quais são os benefícios do Treinamento de Força?


3 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

A Educação Física trata-se de um ramo do conhecimento humano focado nas práticas corporais. Seu principal objetivo é a formação do homem capacitado para executar de forma plena suas atividades, além de prevenir doenças. Ademais, a mesma faz uso de um conjunto de atividades físicas e exercícios físicos não competitivos e esportes com fins recreativos quanto a ciência que baseia a correta prática destas atividades, resultado de uma série de pesquisas e procedimentos determinados.

Nesse contexto, o treinamento de força trata-se de um tipo de exercício físico especializado no uso de resistência para induzir a contração muscular que aumenta a força, a resistência anaeróbica e o tamanho dos músculos esqueléticos.

A Educação Física trata-se de um ramo do conhecimento humano focado nas práticas corporais. Seu principal objetivo é a formação do homem capacitado para executar de forma plena suas atividades, além de prevenir doenças. Ademais, a mesma faz uso de um conjunto de atividades físicas e exercícios físicos não competitivos e esportes com fins recreativos quanto a ciência que baseia a correta prática destas atividades, resultado de uma série de pesquisas e procedimentos determinados.

Nesse contexto, o treinamento de força trata-se de um tipo de exercício físico especializado no uso de resistência para induzir a contração muscular que aumenta a força, a resistência anaeróbica e o tamanho dos músculos esqueléticos.

User badge image

Eder Rosio

Há mais de um mês

Benefícios do Treinamento de força

O treinamento de força - musculação - por muito tempo foi associado somente à estética corporal, contudo, nos últimos anos, novos estudos demonstraram que o treinamento de força contribui para a melhora da glicemia plasmática, redução de massa gorda, melhora do perfil lipídico, aumento de massa muscular, densidade mineral óssea entre outros benefícios. Tais resultados são observados independentemente do sexo, idade ou etnia, desde que sejam seguidos alguns critérios básicos para a prescrição do exercício.

De acordo com o American College of Sports Medicine (2002) a recomendação para um indivíduo adulto saudável seria de 8 a 10 exercícios com três séries de 8 a 12 repetições máximas, com frequência semanal de 2 a 3 dias. Cabendo a responsabilidade de um profissional de Educação Física adequar a progressão deste treinamento, com base nos princípios do treinamento desportivo.

Segundo o posicionamento oficial da Sociedade Brasileira de Medicina do Esporte e da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia, a prescrição do treinamento de força deve fazer parte da rotina de atividades físicas indicadas não só como fator de prevenção, mas também como de promoção da saúde também de indivíduos com algum tipo de comprometimento. Além dos benefícios cardiometabólicos já conhecidos, observam-se também benefícios relacionados aos aspectos cognitivos e psicossociais, tais como melhora da auto-estima, da imagem corporal, do estado de humor, retardo do declínio das funções cognitivas, redução do risco de depressão, estresse, ansiedade e outros (Matsudo, 2009).

Quanto à prescrição do treinamento de força para crianças e adolescentes, sabe-se atualmente que não há risco algum, desde que sejam levadas em consideração as especificidades de cada indivíduo, segundo a sua experiência motora prévia e níveis de condicionamento atual. Em relação a isso, as recomendações do American College of Sports Medicine (2002) relatam que indivíduos iniciantes deveriam utilizar cargas leves; 1-3 séries de 6-15 repetições; duas a três vezes por semana. Os problemas relacionados à insegurança do treinamento de força para esse grupo de pessoas só ocorrem se houver ausência de supervisão, instrução ou técnica inadequada.

Por fim, vale ressaltar a necessidade de uma orientação adequada e individualizada para que tais benefícios sejam alcançados e os riscos em relação à prática do treinamento de força sejam eliminados. Para tanto, a escolha de um profissional de educação física com experiência na prescrição de exercícios deve ser feita.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas