Em relação à coautoria e autoria

Em relação à coautoria e autoria, a doutrina costuma citar as seguintes espécies: a coautoria alternativa, a coautoria sucessiva, a autoria colateral e a autoria incerta. Com relação ao tema, é correto afirmar que:

Coautoria sucessiva acontece quando o coautor, ou um dos coautores, ingressa no delito depois que ele já se iniciou. Nesse caso, em face do liame posterior, o coautor sucessivo irá responder tanto pelos resultados criminosos ocorridos antes quanto pelos resultados ocorridos depois de seu ingresso no evento.

Autoria colateral ocorre quando duas ou mais pessoas combinam entre si um resultado criminoso e todas se postam em condições de alcançá-lo, embora, de fato, apenas uma delas, ou um grupo limitado delas, irá realizá-lo. Se o crime se consumar, todos respondem solidariamente pelo resultado consumado.

Nos casos em que a autoria incerta se deu em crime culposo, como, por exemplo, das duas pessoas que autonomamente começaram a rolar pedras do alto de uma colina, culminando com a morte de um transeunte, que foi atingido por uma delas, não se descobrindo qual exatamente atingiu a vítima a solução penal é punir os dois pela tentativa de homicídio.

A autoria incerta (ou autoria com resultado incerto) se dá quando, na autoria colateral, não se descobre quem produziu o resultado ofensivo ao bem jurídico. Como exemplo, tem-se o caso em que vários policiais disparam suas armas contra vítima comum e a perícia não consegue determinar quem, efetivamente, foi o autor do disparo letal. Em casos que tais, diante da impossibilidade de se descobrir o autor do disparo letal, todos devem responder por homicídio consumado.

Coautoria alternativa ocorre quando duas ou mais pessoas combinam entre si um resultado criminoso e todas se postam em condições de alcançá-lo, embora, de fato, apenas uma delas, ou um grupo limitado delas, irá realizá-lo.

Disciplina:Direito Penal II1.519 materiais