A maior rede de estudos do Brasil

sobre a metodologia cientifica, como determino o tipo de pesquisa?


1 resposta(s)

User badge image

Fausto Suzuki

Há mais de um mês

Metodologia científica: Como definir os tipos de pesquisa do seu TCC?

Metodologia científica, projeto de pesquisa, tipos de pesquisa científica… afinal, o que é metodologia? O que é pesquisa? Como fazer uma metodologia para TCC?

Essas são algumas das principais dificuldades que os estudantes têm na época de elaborar o TCC.

 

 

Muitas vezes, eles ficam sem saber ao certo o que os avaliadores esperam do seu Trabalho de Conclusão de Curso. Ao mesmo tempo, são pressionados pelo prazo curto.

Isso acontece por que, no Brasil, o sistema educacional não privilegia o estudo científico desde o início da formação do indivíduo. O foco maior infelizmente é na memorização de conceitos.

Mas a metodologia da pesquisa científica não é nenhum “bicho de sete cabeças”, ao contrário, representa um conjunto de conceitos e regras bem simples.

A metodologia está para a pesquisa assim como as placas de trânsito estão para a condução de veículos.

Você pode saber controlar bem um veículo, mas dificilmente será um bom motorista se não entender as placas de trânsito. De igual forma, você pode saber escrever muito bem, porém jamais desenvolverá uma investigação científica se não dominar os métodos.

O que você vai encontrar nesse artigo?

Depois de ler esse artigo até o final, o quesito método não será mais um obstáculo.

Minha pretensão aqui não é aprofundar nenhum dos conceitos, nem falar de todas as metodologias possíveis. O que você está recebendo é um guia prático, focado na escolha e na explicação sobre os métodos do seu TCC.

Ao final, você terá condições de estabelecer os métodos para o seu projeto de pesquisa e se concentrar apenas no desenvolvimento do seu texto.

 

O que é pesquisa? O que é metodologia científica?

Já vi muita gente boa dizendo que investigação científica seria o procedimento voltado à produção de novos conhecimentos. De fato, essa afirmação não é totalmente errada, o erro está em pensar que é só isso!

É importante lembrar que, além da ciência, existem outros tipos de conhecimento: o popular, o filosófico e até o teológico. Além disso, essa ideia acaba encobrindo os elementos que efetivamente caracterizam uma exploração científica.

Elementos necessários de toda investigação científica

É a exploração que parte da existência de um problema e utiliza métodos científicos para chegar a uma conclusão.

Me arrisco a afirmar que, se pelo menos um desses elementos estiver faltando, não haverá exploração científica, mas, tão somente, uma redação simples.

O que é pesquisa?

Toda exploração científica parte da inquietação do autor diante de um problema.

A partir daí, ele busca coletar informações que considere úteis, a fim de organizá-las, analisá-las, colher resultados e, com isso, buscar respostas para o problema.

Mas o simples fato de alguém buscar a solução para um problema, não significa necessariamente que exista uma exploração científica.

Para evidenciar o desenvolvimento científico, é necessária a observação criteriosa dos fatos e fenômenos, com o teste de hipóteses e resultados comprovadamente verificáveis.

Quer dizer, se outro autor utilizar os mesmos métodos, para os mesmos testes, deverá obter os mesmos resultados.

Para que isso aconteça, os métodos utilizados numa devem ser reconhecidos pela ciência.

É possível afirmar que método é um procedimento, uma técnica ou simplesmente um modo de fazer algo.

Por outro lado, método científico é aquele que já foi analisado, testado e tido reconhecida como próxima da exatidão, para um determinado objetivo.

A importância do método

Já a metodologia é o estudo dos métodos reconhecidos pela ciência como sendo mais adequados para a execução de uma investigação.

Conceito

Se o autor não evidenciar que utilizou corretamente a metodologia da pesquisa científica, não haverá nenhuma garantia de que seu texto não contenha meramente suas opiniões pessoais, crenças e valores morais.

Um texto sem cuidados metodológicos pode revelar saber empírico, mas jamais será ciência, por que não passará de um compêndio de conhecimentos populares, filosóficos ou teológicos.

Quer dizer, sem o domínio dos tipos de metodologia, a chance de um examinador desvalorizar seu trabalho e até provocar sua reprovação é, simplesmente, gigante.

Então, você precisa dominar os métodos do seu TCC, pois, o uso correto dos métodos é o que traz credibilidade para que os resultados sejam considerados verdadeiros .

Você compreende o tamanho do risco envolvido e a importância disso?

Por isso mesmo é que você precisa aprender um pouquinho de metodologia para conseguir aplicar os métodos científicos corretamente.

Vamos começar, então, descobrindo quais são os principais procedimentos e como eles são classificados.

Como são classificados os principais métodos

Como vimos, um dos ingredientes para a elaboração de um TCC bem sucedido é a descrição correta dos métodos utilizados.

Isso por que sua identificação servirá para informar aos avaliadores os limites técnicos de sua investigação científica, limitando as exigências deles ao que você se comprometeu a fazer.

Mas para isso, você precisa saber como selecionar os melhores métodos para a busca de uma solução para o seu problema, o que somente será possível quando você compreender sua classificação.

Então vamos lá!

Particularmente, eu classifico em duas grandes classes: os elementos essenciais e os elementos complementares.

Elementos

Elementos essenciais da metodologia do trabalho científico

Essenciais são os elementos mínimos para a completa descrição do trabalho, identificando qual é sua finalidade, seus objetivos, sua abordagem, seu método e seus procedimentos.

Elementos complementares da metodologia do trabalho científico

Complementares são os elementos que adicionam detalhes e esclarecimentos aos elementos essenciais, explicando quais são as unidades de análise, os instrumentos de coleta de dados, as variáveis e dimensões consideradas e as etapas desenvolvidas.

 

Classificação dos métodos

Como usar esses métodos?

Então, obrigatoriamente, você terá de fazer uma análise do seu TCC e identificar como ele se enquadra.

Isso significa que você terá de classificar seu trabalho acadêmico por pelo menos 05 critérios, relativamente aos seus elementos essenciais (finalidade, objetivos, abordagem, método e procedimentos).

Além disso, dependendo dos elementos essenciais que você escolher e da forma como for usá-los, é possível que surjam outros elementos.

Nesse caso, você precisaria ter atenção aos elementos complementares (unidades de análise, os instrumentos de coleta de dados, as variáveis e dimensões consideradas e as etapas desenvolvidas).

Mas não vamos nos preocupar com isso agora. No futuro, quando for te ensinar , por exemplo, como fazer estudos de caso, entrevistas e questionários, irei apresentar alguns artigos específicos sobre os métodos complementares.

Entretanto, você não conseguirá fazer a classificação metodológica do seu TCC corretamente, se não conhecer pelo menos a caracterização dos principais procedimentos de investigação.

Então, leia atentamente o próximo capítulo, que traz a caracterização básica, resumida e simplificada dos mais comuns tipos e métodos.

Metodologia TCC: tipos de pesquisa, características e modos de utilização

A proposta desse artigo, como dito desde o início, não é aprofundar os conceitos, mas oferecer um guia prático para que você saiba os métodos que irá usar e como fazer isso corretamente.

Seguindo essa linha, a seguir você encontrará os principais tipos e métodos de pesquisa, com as características que os individualizam e modos de utilização.

Lembre-se que o domínio desse conteúdo será determinante para o sucesso do seu TCC. Por isso, se ao final ainda houver alguma dúvida, deixe uma pergunta no formulário de comentários, que está logo abaixo do texto.

Classificação dos tipos de metodologia

Elementos essenciais: Quanto à finalidade

Essa é uma das mais tradicionais e também mais simples formas de classificação da investigação.

Quanto à finalidade, a exploração pode ser básica ou aplicada. Já a básica, pode ser pura ou estratégica.

 

 

Pesquisa Básica

É aquela em que se busca apenas aprofundar o conhecimento disponível na ciência.

Isso é feito para preencher a ausência de estudo sobre algum aspecto que ainda não foi completamente abordado, relativamente a um assunto específico.

Normalmente, são textos caracterizados pela a análise de conceitos e sistematização de ideias. Na básica, não se busca a transformação da realidade, apenas do saber.

Ela é usada em estudos predominantemente teóricos e cujo problema não seja relacionado diretamente com uma situação específica.

Porém, se for fazer uma investigação básica, você terá de definir (e deixar claro no texto do seu TCC), se ela será pura ou estratégica.

Básica Pura

Na básica pura o autor não parte de uma situação específica e não demonstra interesse nos possíveis benefícios decorrentes de seu estudo.

Nesse caso, a finalidade do trabalho é puramente teórica, com o único objetivo de expandir o conhecimento disponível. As recomendações, se houverem, serão apenas voltadas ao debate acadêmico, propondo novas questões.

Básica Estratégica

Na básica estratégica o autor não parte de uma situação específica, que ele pretenderia resolver na prática. Porém, ele busca desenvolver conhecimentos que possam eventualmente ser utilizados para a solução de problemas conhecidos.

Essa será a sua escolha se você não buscar resolver diretamente um problema prático e identificado no trabalho, mas propor recomendações úteis para resolver problemas conhecidos.

Pesquisa Aplicada

Aplicada é aquela em que o autor busca fazer um estudo científico voltado a solucionar algum problema específico, que já é conhecido e demonstrado no texto do trabalho.

Desse modo, ela não serve apenas para gerar um novo conhecimento, aumentando o que já está disponível, mas, também para aplicá-lo na prática, intervindo no mundo real.

Normalmente, parte-se de conhecimentos já desenvolvidos em investigações básicas anteriores para aplicá-los na prática.

Ela deve ser usada quando você partir de um problema prático e tiver como finalidade, por exemplo, melhorar algum processo, comportamento ou produto.

Pesquisa básica pura, básica estratégica e Aplicada

Elementos essenciais: Quanto aos objetivos

A partir daqui só seguidores podem ler. Seja VIP! É GRÁTIS!

Clique num dos botões abaixo e compartilhe ou se inscreva para liberar o conteúdo.

É GRÁTIS!

Facebook

 

Youtube

 

Considerações Finais

Agora que chegamos ao final, aposto que você já domina a técnica para definir a metodologia do seu TCC.

Essa era a proposta. Você não precisa ser um especialista em trabalho científico, precisa ser especialista apenas na seu próprio tema!

 

Mesmo assim, se você ainda tiver alguma dúvida… Reitero o convite para você deixar um comentário, logo ali abaixo do texto.

Além disso, peço a você que compartilhe esse artigo. Eu fiz com muita atenção a você e sugiro que você tenha a mesma atitude com as outras pessoas. Lembre-se: compartilhar é se importar com os outros!

Em breve postarei um novo artigo como esse. Se você cadastrar seu e-mail no blog, receberá um aviso por e-mail assim que eu tiver novidades.

Então, deixo o meu abraço e o meu convite para que você volte a visitar meu blog. Até breve!

Professor André Fontenelle

Metodologia científica: Como definir os tipos de pesquisa do seu TCC?

Metodologia científica, projeto de pesquisa, tipos de pesquisa científica… afinal, o que é metodologia? O que é pesquisa? Como fazer uma metodologia para TCC?

Essas são algumas das principais dificuldades que os estudantes têm na época de elaborar o TCC.

 

 

Muitas vezes, eles ficam sem saber ao certo o que os avaliadores esperam do seu Trabalho de Conclusão de Curso. Ao mesmo tempo, são pressionados pelo prazo curto.

Isso acontece por que, no Brasil, o sistema educacional não privilegia o estudo científico desde o início da formação do indivíduo. O foco maior infelizmente é na memorização de conceitos.

Mas a metodologia da pesquisa científica não é nenhum “bicho de sete cabeças”, ao contrário, representa um conjunto de conceitos e regras bem simples.

A metodologia está para a pesquisa assim como as placas de trânsito estão para a condução de veículos.

Você pode saber controlar bem um veículo, mas dificilmente será um bom motorista se não entender as placas de trânsito. De igual forma, você pode saber escrever muito bem, porém jamais desenvolverá uma investigação científica se não dominar os métodos.

O que você vai encontrar nesse artigo?

Depois de ler esse artigo até o final, o quesito método não será mais um obstáculo.

Minha pretensão aqui não é aprofundar nenhum dos conceitos, nem falar de todas as metodologias possíveis. O que você está recebendo é um guia prático, focado na escolha e na explicação sobre os métodos do seu TCC.

Ao final, você terá condições de estabelecer os métodos para o seu projeto de pesquisa e se concentrar apenas no desenvolvimento do seu texto.

 

O que é pesquisa? O que é metodologia científica?

Já vi muita gente boa dizendo que investigação científica seria o procedimento voltado à produção de novos conhecimentos. De fato, essa afirmação não é totalmente errada, o erro está em pensar que é só isso!

É importante lembrar que, além da ciência, existem outros tipos de conhecimento: o popular, o filosófico e até o teológico. Além disso, essa ideia acaba encobrindo os elementos que efetivamente caracterizam uma exploração científica.

Elementos necessários de toda investigação científica

É a exploração que parte da existência de um problema e utiliza métodos científicos para chegar a uma conclusão.

Me arrisco a afirmar que, se pelo menos um desses elementos estiver faltando, não haverá exploração científica, mas, tão somente, uma redação simples.

O que é pesquisa?

Toda exploração científica parte da inquietação do autor diante de um problema.

A partir daí, ele busca coletar informações que considere úteis, a fim de organizá-las, analisá-las, colher resultados e, com isso, buscar respostas para o problema.

Mas o simples fato de alguém buscar a solução para um problema, não significa necessariamente que exista uma exploração científica.

Para evidenciar o desenvolvimento científico, é necessária a observação criteriosa dos fatos e fenômenos, com o teste de hipóteses e resultados comprovadamente verificáveis.

Quer dizer, se outro autor utilizar os mesmos métodos, para os mesmos testes, deverá obter os mesmos resultados.

Para que isso aconteça, os métodos utilizados numa devem ser reconhecidos pela ciência.

É possível afirmar que método é um procedimento, uma técnica ou simplesmente um modo de fazer algo.

Por outro lado, método científico é aquele que já foi analisado, testado e tido reconhecida como próxima da exatidão, para um determinado objetivo.

A importância do método

Já a metodologia é o estudo dos métodos reconhecidos pela ciência como sendo mais adequados para a execução de uma investigação.

Conceito

Se o autor não evidenciar que utilizou corretamente a metodologia da pesquisa científica, não haverá nenhuma garantia de que seu texto não contenha meramente suas opiniões pessoais, crenças e valores morais.

Um texto sem cuidados metodológicos pode revelar saber empírico, mas jamais será ciência, por que não passará de um compêndio de conhecimentos populares, filosóficos ou teológicos.

Quer dizer, sem o domínio dos tipos de metodologia, a chance de um examinador desvalorizar seu trabalho e até provocar sua reprovação é, simplesmente, gigante.

Então, você precisa dominar os métodos do seu TCC, pois, o uso correto dos métodos é o que traz credibilidade para que os resultados sejam considerados verdadeiros .

Você compreende o tamanho do risco envolvido e a importância disso?

Por isso mesmo é que você precisa aprender um pouquinho de metodologia para conseguir aplicar os métodos científicos corretamente.

Vamos começar, então, descobrindo quais são os principais procedimentos e como eles são classificados.

Como são classificados os principais métodos

Como vimos, um dos ingredientes para a elaboração de um TCC bem sucedido é a descrição correta dos métodos utilizados.

Isso por que sua identificação servirá para informar aos avaliadores os limites técnicos de sua investigação científica, limitando as exigências deles ao que você se comprometeu a fazer.

Mas para isso, você precisa saber como selecionar os melhores métodos para a busca de uma solução para o seu problema, o que somente será possível quando você compreender sua classificação.

Então vamos lá!

Particularmente, eu classifico em duas grandes classes: os elementos essenciais e os elementos complementares.

Elementos

Elementos essenciais da metodologia do trabalho científico

Essenciais são os elementos mínimos para a completa descrição do trabalho, identificando qual é sua finalidade, seus objetivos, sua abordagem, seu método e seus procedimentos.

Elementos complementares da metodologia do trabalho científico

Complementares são os elementos que adicionam detalhes e esclarecimentos aos elementos essenciais, explicando quais são as unidades de análise, os instrumentos de coleta de dados, as variáveis e dimensões consideradas e as etapas desenvolvidas.

 

Classificação dos métodos

Como usar esses métodos?

Então, obrigatoriamente, você terá de fazer uma análise do seu TCC e identificar como ele se enquadra.

Isso significa que você terá de classificar seu trabalho acadêmico por pelo menos 05 critérios, relativamente aos seus elementos essenciais (finalidade, objetivos, abordagem, método e procedimentos).

Além disso, dependendo dos elementos essenciais que você escolher e da forma como for usá-los, é possível que surjam outros elementos.

Nesse caso, você precisaria ter atenção aos elementos complementares (unidades de análise, os instrumentos de coleta de dados, as variáveis e dimensões consideradas e as etapas desenvolvidas).

Mas não vamos nos preocupar com isso agora. No futuro, quando for te ensinar , por exemplo, como fazer estudos de caso, entrevistas e questionários, irei apresentar alguns artigos específicos sobre os métodos complementares.

Entretanto, você não conseguirá fazer a classificação metodológica do seu TCC corretamente, se não conhecer pelo menos a caracterização dos principais procedimentos de investigação.

Então, leia atentamente o próximo capítulo, que traz a caracterização básica, resumida e simplificada dos mais comuns tipos e métodos.

Metodologia TCC: tipos de pesquisa, características e modos de utilização

A proposta desse artigo, como dito desde o início, não é aprofundar os conceitos, mas oferecer um guia prático para que você saiba os métodos que irá usar e como fazer isso corretamente.

Seguindo essa linha, a seguir você encontrará os principais tipos e métodos de pesquisa, com as características que os individualizam e modos de utilização.

Lembre-se que o domínio desse conteúdo será determinante para o sucesso do seu TCC. Por isso, se ao final ainda houver alguma dúvida, deixe uma pergunta no formulário de comentários, que está logo abaixo do texto.

Classificação dos tipos de metodologia

Elementos essenciais: Quanto à finalidade

Essa é uma das mais tradicionais e também mais simples formas de classificação da investigação.

Quanto à finalidade, a exploração pode ser básica ou aplicada. Já a básica, pode ser pura ou estratégica.

 

 

Pesquisa Básica

É aquela em que se busca apenas aprofundar o conhecimento disponível na ciência.

Isso é feito para preencher a ausência de estudo sobre algum aspecto que ainda não foi completamente abordado, relativamente a um assunto específico.

Normalmente, são textos caracterizados pela a análise de conceitos e sistematização de ideias. Na básica, não se busca a transformação da realidade, apenas do saber.

Ela é usada em estudos predominantemente teóricos e cujo problema não seja relacionado diretamente com uma situação específica.

Porém, se for fazer uma investigação básica, você terá de definir (e deixar claro no texto do seu TCC), se ela será pura ou estratégica.

Básica Pura

Na básica pura o autor não parte de uma situação específica e não demonstra interesse nos possíveis benefícios decorrentes de seu estudo.

Nesse caso, a finalidade do trabalho é puramente teórica, com o único objetivo de expandir o conhecimento disponível. As recomendações, se houverem, serão apenas voltadas ao debate acadêmico, propondo novas questões.

Básica Estratégica

Na básica estratégica o autor não parte de uma situação específica, que ele pretenderia resolver na prática. Porém, ele busca desenvolver conhecimentos que possam eventualmente ser utilizados para a solução de problemas conhecidos.

Essa será a sua escolha se você não buscar resolver diretamente um problema prático e identificado no trabalho, mas propor recomendações úteis para resolver problemas conhecidos.

Pesquisa Aplicada

Aplicada é aquela em que o autor busca fazer um estudo científico voltado a solucionar algum problema específico, que já é conhecido e demonstrado no texto do trabalho.

Desse modo, ela não serve apenas para gerar um novo conhecimento, aumentando o que já está disponível, mas, também para aplicá-lo na prática, intervindo no mundo real.

Normalmente, parte-se de conhecimentos já desenvolvidos em investigações básicas anteriores para aplicá-los na prática.

Ela deve ser usada quando você partir de um problema prático e tiver como finalidade, por exemplo, melhorar algum processo, comportamento ou produto.

Pesquisa básica pura, básica estratégica e Aplicada

Elementos essenciais: Quanto aos objetivos

A partir daqui só seguidores podem ler. Seja VIP! É GRÁTIS!

Clique num dos botões abaixo e compartilhe ou se inscreva para liberar o conteúdo.

É GRÁTIS!

Facebook

 

Youtube

 

Considerações Finais

Agora que chegamos ao final, aposto que você já domina a técnica para definir a metodologia do seu TCC.

Essa era a proposta. Você não precisa ser um especialista em trabalho científico, precisa ser especialista apenas na seu próprio tema!

 

Mesmo assim, se você ainda tiver alguma dúvida… Reitero o convite para você deixar um comentário, logo ali abaixo do texto.

Além disso, peço a você que compartilhe esse artigo. Eu fiz com muita atenção a você e sugiro que você tenha a mesma atitude com as outras pessoas. Lembre-se: compartilhar é se importar com os outros!

Em breve postarei um novo artigo como esse. Se você cadastrar seu e-mail no blog, receberá um aviso por e-mail assim que eu tiver novidades.

Então, deixo o meu abraço e o meu convite para que você volte a visitar meu blog. Até breve!

Professor André Fontenelle

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes