A maior rede de estudos do Brasil

Euclides da cunha, quais eram suas conduções do poder público com relação ao que investigou?​


2 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

Influenciado por teorias como o positivismo e o darwinismo social do final do século XIX, Cunha discutiu a formação de uma nova nação republicana brasileira e também sua composição racial e seu promissor futuro de progresso e civilização.

Aqui a Cunha utiliza grande parte das teorias raciais e psiquiátricas então em voga para explicar o atraso e a "insanidade objetificada" dos sertanejos . "A Luta", que narra o conflito entre o exército republicano e os sertanejos que, apesar de serem considerados "racialmente degenerados", conseguem vencer muitas batalhas, mesmo perdendo a guerra.

Ao longo do livro, da Cunha parece ter simpatia pelos sertanejos oprimidos e duvidar do progresso e da modernidade dos ideais republicanos. Através de seu conflito com a comuna de Canudos, as forças da modernidade e do progresso revelam-se tão irracionais quanto seus opositores supostamente "não-civilizados" e a legitimidade da república é abalada em seus alicerces.

Os Sertões é considerado uma das mais importantes obras brasileiras deste período histórico, um esforço para representar a nação como uma totalidade. Apesar de suas idéias históricas e científicas ultrapassadas, o livro de da Cunha é uma pedra angular da cultura literária e política brasileira.

Influenciado por teorias como o positivismo e o darwinismo social do final do século XIX, Cunha discutiu a formação de uma nova nação republicana brasileira e também sua composição racial e seu promissor futuro de progresso e civilização.

Aqui a Cunha utiliza grande parte das teorias raciais e psiquiátricas então em voga para explicar o atraso e a "insanidade objetificada" dos sertanejos . "A Luta", que narra o conflito entre o exército republicano e os sertanejos que, apesar de serem considerados "racialmente degenerados", conseguem vencer muitas batalhas, mesmo perdendo a guerra.

Ao longo do livro, da Cunha parece ter simpatia pelos sertanejos oprimidos e duvidar do progresso e da modernidade dos ideais republicanos. Através de seu conflito com a comuna de Canudos, as forças da modernidade e do progresso revelam-se tão irracionais quanto seus opositores supostamente "não-civilizados" e a legitimidade da república é abalada em seus alicerces.

Os Sertões é considerado uma das mais importantes obras brasileiras deste período histórico, um esforço para representar a nação como uma totalidade. Apesar de suas idéias históricas e científicas ultrapassadas, o livro de da Cunha é uma pedra angular da cultura literária e política brasileira.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas