2) Leia o texto a seguir: “A respeito dos estudos comparativos, a resposta de Weber foi a elaboração de “tipos ideais”, que constituem um dispositivo

2) Leia o texto a seguir: “A respeito dos estudos comparativos, a resposta de Weber foi a elaboração de “tipos ideais”, que constituem um dispositivo generalizante, um modelo heurístico, sobre o qual era possível aplicar a comparação. Nas suas explicações históricas comparadas, Weber rejeita sempre a hipótese de leis ou de monocausalidade; ele pensa, portanto, que um evento pode ter diversas causas e que conjuntos diversos de causas podem ter o mesmo efeito. A validade das comparações em Weber provém das suas construções empíricas dos processos de indução e de introspecção mais do que de uma verificação causal de hipóteses”. (REBUGHINI, Paola. A comparação qualitativa de objetos complexos e o efeito da reflexividade. In: MELLUCI, Alberto (Org.) Por uma sociologia reflexiva: pesquisa qualitativa e cultura. Petrópolis: Vozes, 2005. p. 242 - com adaptações). A partir do fragmento de texto, avalie as afirmações: I – Os “tipos ideais” foram elaborados através de estudos comparativos. II – Para Weber, não há monocausalidade: um evento pode ter diversas causas e conjuntos diversos de causas podem ter o mesmo efeito. III – A comparação não é essencial para a construção dos “tipos ideais”. IV – Os “tipos ideais” não permitem uma explicação histórica. Estão corretas as afirmativas: Alternativas: a) II, III e IV. b) II, IV e V. c) Somente a IV. d) I e II. e) I, II e III.

Disciplina:Sociologia1.519 materiais