A maior rede de estudos do Brasil

AV1 da disciplina corpo e movimento?


1 resposta(s)

User badge image

Suéli

Há mais de um mês

1)

Na prática pedagógica do professor deve existir espaço para o movimento corporal, pois é por meio dele que a criança se relaciona consigo e com o mundo ao redor, desenvolvendo a sua competência corporal. Elas podem ser exploradas por jogos e brincadeiras, pois o brincar livremente permite uma pesquisa pessoal em relação às suas próprias possibilidades corporais.

Neste sentido, classifique as sentenças como verdadeiras (V) ou falsas (F):

( ) Brincar de roda, pular corda e pega-pega são algumas brincadeiras que estimulam o desenvolvimento corporal.

( ) Os momentos de movimento na escola devem ser exclusivos para a hora do lanche, afinal em sala de aula o professor deve seguir o planejamento.

( ) A criança aprende mais nas aulas propostas em sala de aula do que aulas em outros espaços na escola, pois o professor a estimulará de acordo com o conteúdo planejado.

Agora, assinale a alternativa que apresenta a sequência correta.


Alternativas:

  • a)

    V, V, F.

  • b)

    V, F, V.

  • c)

    V, F, F.

    Alternativa assinalada

  • d)

    F, F, V.

  • e)

    F, V, V.

2)

Há uma tradição de ver o homem da perspectiva dicotômica. A escola não foge a essa regra. Em geral, separa corpo e mente como se o cérebro não fizesse parte do corpo, como se fosse possível matricular só a cabeça, deixando o corpo do lado de fora nas aulas de educação física ou no recreio.

Essa concepção de corpo aparece, ainda que não conscientemente, em toda a instituição. A organização da sala, as rotinas de tempo, a distribuição do lanche, as aulas de matemática, revelam como esse corpo é tratado.

Em geral é um corpo que atrapalha a aprendizagem e que precisa ser contido, por isso as crianças estão sentadas em fila, umas atrás das outras e não podem movimentar sem autorização.

Dificilmente há a visão de que o corpo pode se expressar, circular pela sala, fazer ações diversas que facilitariam o modo de a pessoa ser e estar no mundo. O que se deseja é domesticar esse corpo ou que ele esteja realmente presente no processo de aprendizagem da criança?

As próprias regras da escola – quando se pode beber água, quando levantar da cadeira, quando começar a atividade, se pode ou não virar para o lado – agem sobre o corpo e podem inibir um envolvimento ativo do aluno com o conteúdo trabalhado. Insiste-se, por exemplo, para que as crianças se organizem sempre em fila. No entanto, aprender a andar pela escola sem ser dessa forma apresenta, do ponto de vista cognitivo, da aprendizagem de relacionamento e da autonomia, um desafio muito maior do que andar em fila.

Um projeto educativo que de fato considere o homem integral não pensa uma só aula, uma vez por semana, ocasião em que a criança terá a oportunidade de se movimentar. Ao contrário, dá espaço de movimento e expressão, assegura a liberdade de trabalhar em grupo, circular pela sala, sair da sala e todas as demais ações que permitem que as crianças se coloquem inteiras no mundo.

Superar esta dicotomia corpo/mente, fazer/compreender é um grande desafio do educador para humanizar tanto as aulas de educação física como o trabalho nas demais disciplinas (FILGUEIRA, 2002).

Considere as seguintes afirmações:

1. A educação para o não-movimento está pautada na ideia de que o movimento atrapalha o rendimento escolar.

2. A escola separa corpo e mente e prioriza atividades cognitivas.

3. A separação de corpo e mente é um recurso didático que pode ser útil para a elaboração de atividades para o desenvolvimento corporal dos alunos.

4. A escola precisa de regras, como a organização de filas, pois as crianças precisam aprender a ficar em grupo.

5. A possibilidade de se expressar com o corpo deve ser permitida em todos os momentos da rotina escolar.

Qual das alternativas abaixo representa o conjunto de afirmações corretas?


Alternativas:

  • a)

    1, 2 e 3.

  • b)

    1, 2, 3 e 4.

  • c)

    1, 3 e 4.

  • d)

    1, 2 e 5.

    Alternativa assinalada

  • e)

    1, 2, 3 e 5.

3)

"O corpo humano é ao mesmo tempo e indissociavelmente natureza e cultura. Se por um lado existe um patrimônio biológico universal, que faz com que todos os homens sejam membros da mesma espécie, por outro lado, há construções corporais diferentes" (Daolio, 1998, p.18). Então, segundo Bracht (1997), o grande desafio do projeto educativo talvez seja culturalizar sem desnaturalizar o corpo, o movimento, o pensamento, sendo denominado por Marcassa (2008) como movimento-pensamento, ou seja, uma tentativa de ampliação do conceito de linguagem corporal.

Nesse contexto, e considerando os dados apresentados, avalie as afirmações e assinale a alternativa correta.

I) A linguagem corporal é somente fruto de desenvolvimento motor.

II) É correto afirmar que aprendemos sobre o corpo com o corpo, porém é preciso ir além de gestos corriqueiros e buscar outras formas de expressões corporais.

III) Somos todos da mesma espécie, e por isso nosso desenvolvimento corporal relacionado a linguagem corporal segue um padrão cultural e biológico de desenvolvimento.

IV) Existem inúmeras maneiras de se expressar através do corpo, e é importante para a criança que o professor crie um espaço para isso.

Assinale a alternativa correta:


Alternativas:

  • a)

    As afirmativas I e III estão corretas. 

  • b)

    As afirmativas I e IV estão corretas.

  • c)

    As afirmativas II e IV estão corretas.

    Alternativa assinalada

  • d)

    As afirmativas I, II e IV estão corretas.

  • e)

    As afirmativas II, III e IV estão corretas.

4)

Para se desenvolver na expressão corporal é preciso ir além do que já se sabe nesse campo. Sendo assim, a partir de situações significativas que proponham desafios, supera-se os conhecimentos prévios para se construir novas aprendizagens. Para que de fato haja desenvolvimento nessa linguagem (assim como nas demais), é preciso que o sujeito construa conhecimentos e que estes passem a fazer parte de seu repertório pessoal.

De acordo com o trecho acima, escreva V para verdadeiro e F para falso nas afirmativas a seguir.

( ) O aluno começa aprendendo pequenas partes que reúne em conjuntos maiores. Depois, constrói significados cada vez mais complexos.

( ) É preciso ir além dos movimentos e gestos corriqueiros e buscar outras formas de se expressar nessa linguagem.

( ) A criança aprende a utilizar a dança como comunicação e expressão para dizer de si mesma e do mundo a partir de um trabalho intencional, restrito e sistematizado, de situações desafiadoras em torno dessa vivência.

( ) O corpo fala. Sendo assim, é possível fazer os alunos avançarem com novas experiências e propostas de ação, realizando propostas restritas e sistemáticas de movimento para que ampliem seu repertório de vivências.

Assinale a sequência correta:


Alternativas:

  • a)

    V, V, F e F.

    Alternativa assinalada

  • b)

    F, V, V e F.

  • c)

    V, V, V e F.

  • d)

    F, F, V e V.

  • e)

    F, V, F e V.

5)

A função postural dá sustentação à atividade cognitiva. Todos nós já pudemos observar como modificamos nosso tônus quando estamos com dificuldade de entender uma aula, compreender um texto ou resolver um problema.

Levantar da cadeira, mudar de posição, "dar um tempo" para o ajustamento postural podem contribuir para que nossa atividade intelectual volte a fluir. De certa forma, as variações tônicas desobstruem o fluxo mental e orientam nossa percepção.

Para a criança, esta relação de reciprocidade entre a atividade cognitiva e o controle do tônus é ainda mais relevante: ela aprende por meio da expressão corporal e ao experimentar desafios motores. Assim, a movimentação das crianças na sala de aula deve ser encarada como um recurso para aprendizagem e não um obstáculo.

Um projeto educativo que considera a criança deve ter um olhar sobre a motricidade que não leve em conta apenas a função cinética do movimeno, como tradicionalmente a educação física tem feito,mas também a função tônica e expressiva.

As variações de postura e posições do corpo, a possibilidade de movimentar-se pela sala, fazer experiências, expressar-se, podem permitir uma maior atenção e interesse na atividade que está sendo realizada.

Avalie as seguintes afirmações e a relação entre as mesmas. Em seguida, assinale a alternativa correta.

1. A escola costuma impedir o movimento dos alunos em sala de aula.

PORQUE

2. Costuma-se associar a imobilidade à atenção e à concentração em determinada atividade.


Alternativas:

  • a)

    As afimações 1 e 2 são proposições verdadeiras e a 2 justifica a 1.

    Alternativa assinalada

  • b)

    As afimações 1 e 2 são proposições verdadeiras e a 2 não justifica a 1.

  • c)

    A afirmação 1 é verdadeira e a 2, falsa.

  • d)

    A afirmação 1 é falsa e a 2, verdadeira.

  • e)

    Ambas as afimações são falsas.

1)

Na prática pedagógica do professor deve existir espaço para o movimento corporal, pois é por meio dele que a criança se relaciona consigo e com o mundo ao redor, desenvolvendo a sua competência corporal. Elas podem ser exploradas por jogos e brincadeiras, pois o brincar livremente permite uma pesquisa pessoal em relação às suas próprias possibilidades corporais.

Neste sentido, classifique as sentenças como verdadeiras (V) ou falsas (F):

( ) Brincar de roda, pular corda e pega-pega são algumas brincadeiras que estimulam o desenvolvimento corporal.

( ) Os momentos de movimento na escola devem ser exclusivos para a hora do lanche, afinal em sala de aula o professor deve seguir o planejamento.

( ) A criança aprende mais nas aulas propostas em sala de aula do que aulas em outros espaços na escola, pois o professor a estimulará de acordo com o conteúdo planejado.

Agora, assinale a alternativa que apresenta a sequência correta.


Alternativas:

  • a)

    V, V, F.

  • b)

    V, F, V.

  • c)

    V, F, F.

    Alternativa assinalada

  • d)

    F, F, V.

  • e)

    F, V, V.

2)

Há uma tradição de ver o homem da perspectiva dicotômica. A escola não foge a essa regra. Em geral, separa corpo e mente como se o cérebro não fizesse parte do corpo, como se fosse possível matricular só a cabeça, deixando o corpo do lado de fora nas aulas de educação física ou no recreio.

Essa concepção de corpo aparece, ainda que não conscientemente, em toda a instituição. A organização da sala, as rotinas de tempo, a distribuição do lanche, as aulas de matemática, revelam como esse corpo é tratado.

Em geral é um corpo que atrapalha a aprendizagem e que precisa ser contido, por isso as crianças estão sentadas em fila, umas atrás das outras e não podem movimentar sem autorização.

Dificilmente há a visão de que o corpo pode se expressar, circular pela sala, fazer ações diversas que facilitariam o modo de a pessoa ser e estar no mundo. O que se deseja é domesticar esse corpo ou que ele esteja realmente presente no processo de aprendizagem da criança?

As próprias regras da escola – quando se pode beber água, quando levantar da cadeira, quando começar a atividade, se pode ou não virar para o lado – agem sobre o corpo e podem inibir um envolvimento ativo do aluno com o conteúdo trabalhado. Insiste-se, por exemplo, para que as crianças se organizem sempre em fila. No entanto, aprender a andar pela escola sem ser dessa forma apresenta, do ponto de vista cognitivo, da aprendizagem de relacionamento e da autonomia, um desafio muito maior do que andar em fila.

Um projeto educativo que de fato considere o homem integral não pensa uma só aula, uma vez por semana, ocasião em que a criança terá a oportunidade de se movimentar. Ao contrário, dá espaço de movimento e expressão, assegura a liberdade de trabalhar em grupo, circular pela sala, sair da sala e todas as demais ações que permitem que as crianças se coloquem inteiras no mundo.

Superar esta dicotomia corpo/mente, fazer/compreender é um grande desafio do educador para humanizar tanto as aulas de educação física como o trabalho nas demais disciplinas (FILGUEIRA, 2002).

Considere as seguintes afirmações:

1. A educação para o não-movimento está pautada na ideia de que o movimento atrapalha o rendimento escolar.

2. A escola separa corpo e mente e prioriza atividades cognitivas.

3. A separação de corpo e mente é um recurso didático que pode ser útil para a elaboração de atividades para o desenvolvimento corporal dos alunos.

4. A escola precisa de regras, como a organização de filas, pois as crianças precisam aprender a ficar em grupo.

5. A possibilidade de se expressar com o corpo deve ser permitida em todos os momentos da rotina escolar.

Qual das alternativas abaixo representa o conjunto de afirmações corretas?


Alternativas:

  • a)

    1, 2 e 3.

  • b)

    1, 2, 3 e 4.

  • c)

    1, 3 e 4.

  • d)

    1, 2 e 5.

    Alternativa assinalada

  • e)

    1, 2, 3 e 5.

3)

"O corpo humano é ao mesmo tempo e indissociavelmente natureza e cultura. Se por um lado existe um patrimônio biológico universal, que faz com que todos os homens sejam membros da mesma espécie, por outro lado, há construções corporais diferentes" (Daolio, 1998, p.18). Então, segundo Bracht (1997), o grande desafio do projeto educativo talvez seja culturalizar sem desnaturalizar o corpo, o movimento, o pensamento, sendo denominado por Marcassa (2008) como movimento-pensamento, ou seja, uma tentativa de ampliação do conceito de linguagem corporal.

Nesse contexto, e considerando os dados apresentados, avalie as afirmações e assinale a alternativa correta.

I) A linguagem corporal é somente fruto de desenvolvimento motor.

II) É correto afirmar que aprendemos sobre o corpo com o corpo, porém é preciso ir além de gestos corriqueiros e buscar outras formas de expressões corporais.

III) Somos todos da mesma espécie, e por isso nosso desenvolvimento corporal relacionado a linguagem corporal segue um padrão cultural e biológico de desenvolvimento.

IV) Existem inúmeras maneiras de se expressar através do corpo, e é importante para a criança que o professor crie um espaço para isso.

Assinale a alternativa correta:


Alternativas:

  • a)

    As afirmativas I e III estão corretas. 

  • b)

    As afirmativas I e IV estão corretas.

  • c)

    As afirmativas II e IV estão corretas.

    Alternativa assinalada

  • d)

    As afirmativas I, II e IV estão corretas.

  • e)

    As afirmativas II, III e IV estão corretas.

4)

Para se desenvolver na expressão corporal é preciso ir além do que já se sabe nesse campo. Sendo assim, a partir de situações significativas que proponham desafios, supera-se os conhecimentos prévios para se construir novas aprendizagens. Para que de fato haja desenvolvimento nessa linguagem (assim como nas demais), é preciso que o sujeito construa conhecimentos e que estes passem a fazer parte de seu repertório pessoal.

De acordo com o trecho acima, escreva V para verdadeiro e F para falso nas afirmativas a seguir.

( ) O aluno começa aprendendo pequenas partes que reúne em conjuntos maiores. Depois, constrói significados cada vez mais complexos.

( ) É preciso ir além dos movimentos e gestos corriqueiros e buscar outras formas de se expressar nessa linguagem.

( ) A criança aprende a utilizar a dança como comunicação e expressão para dizer de si mesma e do mundo a partir de um trabalho intencional, restrito e sistematizado, de situações desafiadoras em torno dessa vivência.

( ) O corpo fala. Sendo assim, é possível fazer os alunos avançarem com novas experiências e propostas de ação, realizando propostas restritas e sistemáticas de movimento para que ampliem seu repertório de vivências.

Assinale a sequência correta:


Alternativas:

  • a)

    V, V, F e F.

    Alternativa assinalada

  • b)

    F, V, V e F.

  • c)

    V, V, V e F.

  • d)

    F, F, V e V.

  • e)

    F, V, F e V.

5)

A função postural dá sustentação à atividade cognitiva. Todos nós já pudemos observar como modificamos nosso tônus quando estamos com dificuldade de entender uma aula, compreender um texto ou resolver um problema.

Levantar da cadeira, mudar de posição, "dar um tempo" para o ajustamento postural podem contribuir para que nossa atividade intelectual volte a fluir. De certa forma, as variações tônicas desobstruem o fluxo mental e orientam nossa percepção.

Para a criança, esta relação de reciprocidade entre a atividade cognitiva e o controle do tônus é ainda mais relevante: ela aprende por meio da expressão corporal e ao experimentar desafios motores. Assim, a movimentação das crianças na sala de aula deve ser encarada como um recurso para aprendizagem e não um obstáculo.

Um projeto educativo que considera a criança deve ter um olhar sobre a motricidade que não leve em conta apenas a função cinética do movimeno, como tradicionalmente a educação física tem feito,mas também a função tônica e expressiva.

As variações de postura e posições do corpo, a possibilidade de movimentar-se pela sala, fazer experiências, expressar-se, podem permitir uma maior atenção e interesse na atividade que está sendo realizada.

Avalie as seguintes afirmações e a relação entre as mesmas. Em seguida, assinale a alternativa correta.

1. A escola costuma impedir o movimento dos alunos em sala de aula.

PORQUE

2. Costuma-se associar a imobilidade à atenção e à concentração em determinada atividade.


Alternativas:

  • a)

    As afimações 1 e 2 são proposições verdadeiras e a 2 justifica a 1.

    Alternativa assinalada

  • b)

    As afimações 1 e 2 são proposições verdadeiras e a 2 não justifica a 1.

  • c)

    A afirmação 1 é verdadeira e a 2, falsa.

  • d)

    A afirmação 1 é falsa e a 2, verdadeira.

  • e)

    Ambas as afimações são falsas.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes