A maior rede de estudos do Brasil

Qual a importância das ligações covalentes e interações moleculares para a formação das biomoléculas?


4 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

Todas as biomoléculas como, por exemplo, carboidratos e proteínas são formadas por meio de ligações químicas entre os átomos, que podem ser iônicas ou covalentes.

Porém, as iônicas não aparecem em todas as biomoléculas, enquanto as covalentes aparecem. Assim, a ligação covalente forma a base para todas as biomoléculas. Temos, ainda, o estabelecimento de forças elétricas entre as moléculas que são chamadas de interações intermoleculares. Essas interações estão associadas, entre outros aspectos, com a conformação espacial da biomolécula. Por exemplo, se as interações intermoleculares de uma proteína deixarem de existir, a proteína perde a sua função biológica.

Portanto, as ligações covalentes e as interações intermoleculares são importantes para as biomoléculas porque elas estão presentes em todas as macromoléculas como, por exemplo, carboidratos e proteínas. Inclusive, sem as interações intermoleculares, muitas biomoléculas não conseguem desempenhar a sua função.

Todas as biomoléculas como, por exemplo, carboidratos e proteínas são formadas por meio de ligações químicas entre os átomos, que podem ser iônicas ou covalentes.

Porém, as iônicas não aparecem em todas as biomoléculas, enquanto as covalentes aparecem. Assim, a ligação covalente forma a base para todas as biomoléculas. Temos, ainda, o estabelecimento de forças elétricas entre as moléculas que são chamadas de interações intermoleculares. Essas interações estão associadas, entre outros aspectos, com a conformação espacial da biomolécula. Por exemplo, se as interações intermoleculares de uma proteína deixarem de existir, a proteína perde a sua função biológica.

Portanto, as ligações covalentes e as interações intermoleculares são importantes para as biomoléculas porque elas estão presentes em todas as macromoléculas como, por exemplo, carboidratos e proteínas. Inclusive, sem as interações intermoleculares, muitas biomoléculas não conseguem desempenhar a sua função.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas