A maior rede de estudos do Brasil

NOS PROCESSOS BIOQUIMICOS PARA QUE SERVE A MODIFICAÇÃO DO PH ?

BiologiaUEMS

3 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

Leilane Lopes Verified user icon

Há mais de um mês

Mudanças de PH, no caso mudanças de níveis de ionização do meio, seja por íons H+ (ácidos) ou íons OH- (básicos) podem ocasionar a desnaturação, ou retirada de grupamentos carboxila (COOH-) ou grupamentos amina (NH2), da conformação primária de uma proteína ou enzima, gerando assim modificações em sua estrutura secundária, folhas beta ou alfa helices, causando assim modificações em suas estrutura terciária, tridimensional. Essas mudanças podem levar a inatividade ou exposição do sítio ativo de uma enzima, levando a sua inibição ou ativação. Assim em processos bioquímicos que envolvem atuação de enzimas, mudanças de PH podem interferir na perfeita ação enzimática, comprometendo assim as reações bioquímicas necessárias da célula. 

Mudanças de PH, no caso mudanças de níveis de ionização do meio, seja por íons H+ (ácidos) ou íons OH- (básicos) podem ocasionar a desnaturação, ou retirada de grupamentos carboxila (COOH-) ou grupamentos amina (NH2), da conformação primária de uma proteína ou enzima, gerando assim modificações em sua estrutura secundária, folhas beta ou alfa helices, causando assim modificações em suas estrutura terciária, tridimensional. Essas mudanças podem levar a inatividade ou exposição do sítio ativo de uma enzima, levando a sua inibição ou ativação. Assim em processos bioquímicos que envolvem atuação de enzimas, mudanças de PH podem interferir na perfeita ação enzimática, comprometendo assim as reações bioquímicas necessárias da célula. 

User badge image

Jasmine

Há mais de um mês

conceito de pH de uma solução está relacionado ao logarítmo negativo de sua concentração hidrogeniônica, e expressa seu caráter ácido ou básico (soluções ácidas são aquelas em que seu pH está abaixo de sete, soluções básicas são aquelas onde o pH está acima de sete, sendo que a água pura apresenta pH equivalente a sete. Algumas substâncias agem na química de forma que impedem a variação ampla de pH de uma solução, ou seja, adicionando-se ácido ou base à solução, sob certas condições, esta permanecerá com o seu pH inalterado. Tais soluções recebem o nome de soluções tampão.

“O conceito original de ação tamponante surgiu de estudos bioquímicos e da necessidade do controle do pH em diversos aspectos da pesquisa biológica, como por exemplo em estudos com enzimas que têm sua atividade catalítica muito sensível a variações de pH. Neste contexto, em 1900, Fernbach e Hubert, em seus estudos com a enzima amilase, descobriram que uma solução de ácido fosfórico parcialmente neutralizado agia como uma proteção contra mudanças abruptas na acidez e alcalinidade”1.

Assim, soluções tampão são aquelas que atenuam a sua variação de pH, o qual mantem-se aproximadamente com o mesmo valor, mesmo na adição de brandas quantidades de ácido ou de bases.
Uma solução tampão pode ser formada ou por um ácido de natureza fraca e por um sal formado a partir da reação entre este ácido e uma base forte (sal de base forte), ou então por uma base fraca e por um ácido formado pela reação desta base com um ácido forte (sal de ácido forte). A preparação desta solução, de natureza tamponante, pode ser realizada apenas pela dissolução dos produtos em água.

“Hoje, o conceito de tampão é aplicado nas diversas áreas do conhecimento. Bioquímicos utilizam tampões devido às propriedades de qualquer sistema biológico ser dependente do pH; além disso, em química analítica e industrial, o controle adequado do pH pode ser essencial na determinação das extensões de reações de precipitação e de eletrodeposição de metais, na efetividade de separações químicas, nas sínteses químicas em geral e no controle de mecanismos de oxidação e reações .

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas