A maior rede de estudos do Brasil

Quais os princiapis princípios da execução em Processo Civil?


3 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

Carlos Eduardo Ferreira de Souza Verified user icon

Há mais de um mês

  1. Princípio da nula execução sem título: quem deseja realizar execução, deve apresentar título, judicial ou extrajudicial, que comprove seu direito. Não possuindo, deverá ajuizar ação de conhecimento.
  2. Princípio do interesse do credor: a jurisdição é inerte, então a execução, que visa à satisfação de crédito do credor em face do devedor deve ser promovida por aquele a quem interessa a execução, ou seja, o próprio credor do título.
  3. Princípio da menor onerosidade: se trata de princípio aplicável ao caso de haver mais de uma forma de cumprimento da obrigação contida no título executivo, cabendo ao devedor (executado) indicar meio menos oneroso, mas tão eficaz quanto ou mais eficaz que aquele apontado pelo credor.
  4. Princípio da fungibilidade: permite ao magistrado a busca pelo melhor meio possível para execução, não se vinculando ao meio requerido pelo credor ou indicado pelo devedor.
  5. Princípio da disponibilidade: o credor pode não ajuizar, não promover ou desistir da execução.
  1. Princípio da nula execução sem título: quem deseja realizar execução, deve apresentar título, judicial ou extrajudicial, que comprove seu direito. Não possuindo, deverá ajuizar ação de conhecimento.
  2. Princípio do interesse do credor: a jurisdição é inerte, então a execução, que visa à satisfação de crédito do credor em face do devedor deve ser promovida por aquele a quem interessa a execução, ou seja, o próprio credor do título.
  3. Princípio da menor onerosidade: se trata de princípio aplicável ao caso de haver mais de uma forma de cumprimento da obrigação contida no título executivo, cabendo ao devedor (executado) indicar meio menos oneroso, mas tão eficaz quanto ou mais eficaz que aquele apontado pelo credor.
  4. Princípio da fungibilidade: permite ao magistrado a busca pelo melhor meio possível para execução, não se vinculando ao meio requerido pelo credor ou indicado pelo devedor.
  5. Princípio da disponibilidade: o credor pode não ajuizar, não promover ou desistir da execução.
User badge image

Josy Soares

Há mais de um mês

Quanto aos princípios da execução, existem princípios específicos que só vigoram no processo executivo, compondo este quadro os seguintes princípios: nulla executivo sine título, desfecho único, disponibilidade da execução, menor onerosidade, patrimonialidade,...

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas