A maior rede de estudos do Brasil

explique o trajeto e a origem dos ductos ejaculatórios ,explique também o local de drenagem de seu conteudo.


3 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

A ejaculação ocorre em dois estágios, o estágio de emissão e o estágio de expulsão. O estágio de emissão envolve o funcionamento de várias estruturas do ducto ejaculatório; as contrações da próstata, as vesículas seminais , a glândula bulbouretral e os vasos deferentes empurram líquidos para dentro da uretra prostática.

O sêmen é armazenado aqui até a ejaculação ocorrer. Músculos na base do pênis se contraem para impulsionar o líquido seminal preso na uretra prostática através da uretra peniana e expulsá-lo através do meato urinário. O ejaculado é expelido em jatos, devido ao movimento dos músculos que o impulsionam. Essas contrações musculares estão relacionadas às sensações do orgasmo no homem.

O esperma é produzido nos testículos e entra nos ductos ejaculatórios através do ducto deferente. Ao passar pelas vesículas seminais, um líquido rico em frutose se combina com o esperma. Essa adição nutre o esperma para mantê-lo ativo e móvel. O fluido seminal continua pelo ducto ejaculatório até a próstata, onde é adicionado um líquido prostático alcalino.

A ejaculação ocorre em dois estágios, o estágio de emissão e o estágio de expulsão. O estágio de emissão envolve o funcionamento de várias estruturas do ducto ejaculatório; as contrações da próstata, as vesículas seminais , a glândula bulbouretral e os vasos deferentes empurram líquidos para dentro da uretra prostática.

O sêmen é armazenado aqui até a ejaculação ocorrer. Músculos na base do pênis se contraem para impulsionar o líquido seminal preso na uretra prostática através da uretra peniana e expulsá-lo através do meato urinário. O ejaculado é expelido em jatos, devido ao movimento dos músculos que o impulsionam. Essas contrações musculares estão relacionadas às sensações do orgasmo no homem.

O esperma é produzido nos testículos e entra nos ductos ejaculatórios através do ducto deferente. Ao passar pelas vesículas seminais, um líquido rico em frutose se combina com o esperma. Essa adição nutre o esperma para mantê-lo ativo e móvel. O fluido seminal continua pelo ducto ejaculatório até a próstata, onde é adicionado um líquido prostático alcalino.

User badge image

Amanda Montagna

Há mais de um mês

Das vias condutoras do espermatozoide é o ducto ejaculatório de pequeno calibre que atravessa o parênquima da próstata e cai na parte prostática da uretra em uma saliência, denominada colículo seminal. Formado pela junção do ducto deferente mais o ducto da vesícula seminal. O seu trajeto é quase todo na próstata.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas