A maior rede de estudos do Brasil

ajuda na correção

1)  Em uma visão científica dos fenômenos sociais, é comum a utilização da "crítica" como uma categoria que denota o "questionar" a própria realidade. Por isso, é comum o emprego de análises críticas no âmbito da ciência. Neste sentido, em quais das alternativas, o conteúdo filosófico e científico desse termo é melhor compreendido?

Alternativas:

  • a) "A crítica só é construtiva quando aparece acompanhada de um saber comum. Pois, o senso comum é o próprio saber elaborado e por esse motivo não pode ser questionado. A razão de ser da ciência é absolutamente moral e não pode com seus instrumentos de análise ser instrumentalizada pela crítica. "  /??????
  •  
  • b) "A ciência desconfia da veracidade de nossas certezas, de nossa adesão imediata às coisas, da ausência de crítica e da falta de curiosidade. Por isso, ali onde vemos coisas, fatos e acontecimentos, a atitude científica vê problemas e obstáculos, aparências que precisam ser explicadas e, em certos casos, afastadas".
  •  
  • c) "Todo conhecimento científico é amoral. O saber absoluto como ilustra Hegel, é um saber fabricado e por esse motivo a crítica também deve ser fabricada pela ciência. O pensamento científico nunca pode alcançar a verdade pela crítica, pois, se assim o fizer, deixa de ser reconhecido pelo método de análise. "
  •  
  • d) "A ciência é em sua essência, senso comum. Por esse motivo o uso da crítica é uma espécie de arma contra a ignorância da própria ciência, que não pode questionar a realidade e nem mesmo os fenômenos sociais. A única maneira de se fazer ciência é pelo caminho da sociologia e do pensamento comum longe da história. "
  •  
  • e) "Não é a consciência dos homens quem determina o pensamento crítico, é o contrário. Apenas o pensamento crítico molda o homem enquanto gênero humano e sem a ciência a humanidade deixaria de existir. O conhecimento científico e a crítica, são fatores secundários ao senso comum de todos os seres sociais. "

2)  A atualidade assiste a mudanças profundas no mundo do trabalho e também está bem diferente da rigidez do modelo fordista. Alguns autores falarão em toyotismo e um modelo de trabalhador flexível. Sobre essas mudanças, sobre o trabalhador na concepção toyotista, e na concepção do trabalhador flexível, analise em "V" para as afirmações verdadeiras e "F" para as de conteúdo falso, de acordo com o material da disciplina:

(V ) No que diz respeito aos trabalhadores, ao contrário da rigidez fordista, a concepção toyotista exige deles não só seu esforço físico como sua energia mental; privilegia o trabalho em grupo; diminui a hierarquização do trabalho; concebe a qualidade não como um controle externo, mas como parte da atividade de cada operário.

(F ) Essa forma de trabalho valoriza e responsabiliza o operário em todas as instâncias; premia e destaca o desempenho de cada um e do grupo; aproveita seu saber, instituindo estratégias de mudanças internas a partir de suas experiências e criando forças-tarefas para a resolução de problemas emergentes; cria o trabalhador multifuncional e polivalente.

(V ) Mesmo com todas as transformações no mundo do trabalho, permanece ainda a divisão entre aqueles que dominam, por ter a posse do capital, e aqueles que são dominados por não possuírem nada além de sua força de trabalho.

A alternativa com a sequência correta da questão é?


Alternativas:

  • a) V - V - V.
  • b) V - F - V.
  • c) V - V - F.
  • d) F - F - V.
  • e) F - F - F.

3)  Para Ricardo Antunes, sociólogo brasileiro, que desenvolve pesquisas no campo da sociologia do trabalho, a forma fabril de trabalho divide espaço com outros setores, como o de serviços. Para ele, mesmo com as novas reconfigurações no campo da produção atualmente, o trabalho do operário continua existindo. Sobre as conclusões de Ricardo Antunes na sociologia do trabalho, avalie as afirmações a seguir:

I - Ricardo Antunes reflete sobre a esfera da reprodução das relações sociais e políticas, e muito pouco desenvolve sobre o trabalho enquanto categoria ontológica do ser social.

II - Ricardo Antunes aponta que, apesar do aumento dos trabalhadores de serviço em vista da diminuição dos trabalhadores fabris, a divisão de classe baseada na posse dos meios de produção continua a existir.

III - Para Ricardo Antunes, o que se apresenta na atualidade é uma mudança dos tipos de trabalho e das especializações necessárias para realizá-los, mas não uma mudança na estrutura de poder.

Assinale a alternativa correta da questão:

 

Alternativas:

  • a) Apenas as afirmações I e II estão corretas.
  • b) Apenas as afirmações I e III estão corretas.
  • c) Apenas a afirmação III está correta.
  • d) Apenas as afirmações II e III estão corretas.
  • e) As afirmações I, II e III estão corretas.

4)  Bourdieu, como ficou conhecido no meio científico, desempenhou um papel significativo para a sociologia contemporânea. Pierre Bourdieu nasceu na França em 1930 e faleceu em 2002. Seu trabalho é marcado pelo intenso diálogo com os clássicos da sociologia, sobretudo Marx e Weber, e com o estruturalismo francês. Sobre esse autor, avalie em "V" para as afirmações que são verdadeiras sobre o seu pensamento, e "F" para as de conteúdo falso sobre a sua teoria, considerando o material da disciplina:

( V) Bourdieu se opõe ao individualismo metodológico, à abordagem estratégica e à teoria da ação (Alain Touraine).

(V ) Bourdieu preocupa-se como as estruturas sociais são incorporadas, legitimadas e reproduzidas.

( F) Pierre Bourdieu, não tem a preocupação com as relações sociais e sim, com os espaços atomizados da estrutura social.

A alternativa com a sequência correta da questão é?

 

Alternativas:

  • a) V - V - V.
  • b) V - F - V.
  • c) V - V - F.
  • d) F - F - V.
  • e) F - F - F.

5)  Do ponto de vista teórico-metodológico, é muito difícil determinar uma sociologia sem crítica, mas podemos falar de momentos distintos que podem conduzir a determinadas conclusões sobre o problema da crítica. A sociologia como ciência, engloba o conteúdo de uma ciência essencialmente "crítica", sobretudo, pelo objeto e método que lhes são próprios. Dentro disso, avalie as afirmações a seguir:

I - Há momentos lógicos da reflexão sociológica sem os quais o ensino e a pesquisa contemporâneos dificilmente poderiam se desenvolver. Estes são alguns desses momentos: aparências e essências, parte e todo, singular e universal, sincrônico e diacrônico, histórico e lógico, passado e presente, sujeito e objeto, teoria e prática.

II - É claro que a reflexão científica e crítica pode basear-se maiormente em alguns momentos, deixando outros em segundo plano. Nem sempre a monografia e o ensaio mobilizam todas as conexões. Entretanto, necessariamente mobilizam alguns. Dizem respeito à razão científica.

III - Caso contrário ao conteúdo crítico e metodológico, o produto da atividade intelectual correria o risco de ficar no meio do caminho, realizar-se apenas como descrição, folclorização e ideologização, ou apresentar-se como sucedâneo de ficção, nem sempre com talento artístico. Assinale a alternativa correta da questão:Alternativas:

  • a) Apenas as afirmações I e II estão corretas.
  • b) Apenas as afirmações I e III estão corretas.
  • c) Apenas a afirmação III está correta.
  • d) Apenas as afirmações II e III estão corretas.
  • e) As afirmações I, II e III estão corretas.

1 resposta(s)

User badge image

Sandra Correia

Há mais de um mês

A minha esta dando erro
A minha esta dando erro

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes