A maior rede de estudos do Brasil

COMO FAZER AS CONTAGENS DE CARBOIDRATOS PARA DIABÉTICOS?

Nutrição

FAINTVISA


2 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

Os carboidratos são compostos formados por carbono, hidrogênio e oxigênio que constituem a principal fonte de energia do organismo e são essenciais para a manutenção dos tecidos e células do nosso corpo podem usar a glicose para produzir energia.

De acordo com o tamanho da cadeia, eles dividem-se em monossacarídeos, dissacarídeos, polissacarídeos.

Os carboidratos são absorvidos pelo intestino delgado e na sequência, ocorre a hidrólise dos dissacarídeos, oligossacarídeos e polissacarídeos. Por fim, as quebras acontecem de forma sequencial em diferentes lugares do trato gastrointestinal através de reações enzimáticas.

As principais fontes de carboidratos são o arroz, pães, batata, cereais, mel, etc.

Para a contagem de carboidratos para diabéticos, considera-se a informação nutricional dos alimentos, onde avalia-se a massa de carboidratos por refeição. Na contagem para diabéticos, considera-se que:


  • Os legumes e verduras possuem cerca de
    \(5{\ g}\)
    de carboidratos por porção e, portanto, não são incluídas na refeição;
  • Considera-se apenas refeições com quantidade igual ou superior a
    \(15{\ g}\)
    de carboidratos;
  • Apesar das carnes não terem carboidratos, pouco mais da metade das proteínas se converte em carne e, portanto, conta-se
    \(15{\ g}\)
    de carboidratos para cada três porções de carne.

Os carboidratos são compostos formados por carbono, hidrogênio e oxigênio que constituem a principal fonte de energia do organismo e são essenciais para a manutenção dos tecidos e células do nosso corpo podem usar a glicose para produzir energia.

De acordo com o tamanho da cadeia, eles dividem-se em monossacarídeos, dissacarídeos, polissacarídeos.

Os carboidratos são absorvidos pelo intestino delgado e na sequência, ocorre a hidrólise dos dissacarídeos, oligossacarídeos e polissacarídeos. Por fim, as quebras acontecem de forma sequencial em diferentes lugares do trato gastrointestinal através de reações enzimáticas.

As principais fontes de carboidratos são o arroz, pães, batata, cereais, mel, etc.

Para a contagem de carboidratos para diabéticos, considera-se a informação nutricional dos alimentos, onde avalia-se a massa de carboidratos por refeição. Na contagem para diabéticos, considera-se que:


  • Os legumes e verduras possuem cerca de
    \(5{\ g}\)
    de carboidratos por porção e, portanto, não são incluídas na refeição;
  • Considera-se apenas refeições com quantidade igual ou superior a
    \(15{\ g}\)
    de carboidratos;
  • Apesar das carnes não terem carboidratos, pouco mais da metade das proteínas se converte em carne e, portanto, conta-se
    \(15{\ g}\)
    de carboidratos para cada três porções de carne.

User badge image

Francisco Júnior

Há mais de um mês

É necessário somar todos os alimentos que contêm carboidratos que se vai ingerir numa refeição. Por exemplo: 3 colheres de arroz (40g HC) + 1 fruta média (20g HC) = 60g HC.

Depois, deve-se dividir esse valor pela quantidade de carboidratos que 1 unidade de insulina rápida cobre, que na maioria dos casos corresponde a 15 g de carboidratos. Este valor é determinado pelo médico individualmente, e pode ser diferente em cada refeição ou hora do dia. Por exemplo, 60 gHC/15gHC = 4 unidades de insulina.

Por fim, deve-se adicionar a quantidade de insulina para corrigir o valor de glicemia, e adicionar a quantidade de insulina para a quantidade de carboidratos que vão ser ingeridos obtendo-se a quantidade final de insulina que deve ser administrada.

 

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas