A maior rede de estudos do Brasil

Por que a reação química de conversão de xantina a ácido úrico necessita ser catalisada?


2 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

Isso ocorre devido ao processo de degradação em hipoxantina, que acaba se transformando em xantina. Por sua vez a xantina sofre ação de uma espécie reativa de oxigênio que recebe o nome de xantina oxidase (XO), transformando-se em ácido úrico. Tanto a velocidade como a concentração de ácido úrico formado são dependentes diretamente da xantina oxidase.

O crescimento do ácido úrico no corpo pode levar o humano a adquirir uma patologia denominada de gota, que é caracterizada como o aumento dos níveis de ácido úrico no sangue, gerando por meio da concentração de cristais de urato monossódico no líquido sinovial das articulações, acarretando em ataques de artrite inflamatória, ou seja, articulações inchadas e doloridas, quadro esse que pode evoluir para tofo, cálculos renais e nefropatia por ácido úrico.

Isso ocorre devido ao processo de degradação em hipoxantina, que acaba se transformando em xantina. Por sua vez a xantina sofre ação de uma espécie reativa de oxigênio que recebe o nome de xantina oxidase (XO), transformando-se em ácido úrico. Tanto a velocidade como a concentração de ácido úrico formado são dependentes diretamente da xantina oxidase.

O crescimento do ácido úrico no corpo pode levar o humano a adquirir uma patologia denominada de gota, que é caracterizada como o aumento dos níveis de ácido úrico no sangue, gerando por meio da concentração de cristais de urato monossódico no líquido sinovial das articulações, acarretando em ataques de artrite inflamatória, ou seja, articulações inchadas e doloridas, quadro esse que pode evoluir para tofo, cálculos renais e nefropatia por ácido úrico.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas