A maior rede de estudos do Brasil

Diga quais são as hipóteses de presunções legais de fraude a execução? CPC


4 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

Presunções legais são quando um legislador se utiliza de signos jurídicos ou econômicos que a existência não é concreta, mas pode vir a ser. Essas são utilizadas em normas tributárias para a análises e julgados anteriores, feitos pelo Supremo Tribunal Federal (STF), Superior Tribunal de Justiça (STJ) e Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (CARF).

Assim, para a prevenção de fraude, o contexto da questão, são necessárias algumas exigências, como por exemplo, na passagem de bens, como compra e venda, a obtenção de certidões para provar localização do imóvel, que judicialmente está tudo correto, se não há nenhuma dívida.

Assim, quando não há provas concretas ainda da fraude ou da má-fé de terceiros, mas até o momento o analisado indica que sim, podem ser feitas presunções legais.

Presunções legais são quando um legislador se utiliza de signos jurídicos ou econômicos que a existência não é concreta, mas pode vir a ser. Essas são utilizadas em normas tributárias para a análises e julgados anteriores, feitos pelo Supremo Tribunal Federal (STF), Superior Tribunal de Justiça (STJ) e Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (CARF).

Assim, para a prevenção de fraude, o contexto da questão, são necessárias algumas exigências, como por exemplo, na passagem de bens, como compra e venda, a obtenção de certidões para provar localização do imóvel, que judicialmente está tudo correto, se não há nenhuma dívida.

Assim, quando não há provas concretas ainda da fraude ou da má-fé de terceiros, mas até o momento o analisado indica que sim, podem ser feitas presunções legais.

User badge image

Suellen Galicioli

Há mais de um mês

Considera-se em fraude de execução, nos termos do artigo 593 do Código de Processo Civil, “…a alienação ou oneração de bens: I) quando sobre eles pender ação fundada em direito real; II) quando, ao tempo da alienação ou oneração, corria contra o devedor demanda capaz de reduzi-lo à insolvência; III) nos demais casos expressos em lei”.

User badge image

Mariana Costa

Há mais de um mês

poderia curtir por favor? 

User badge image

Joohn Júnior

Há mais de um mês

Considera-se em fraude de execução, nos termos do artigo 593 do Código de Processo Civil, “…a alienação ou oneração de bens: I) quando sobre eles pender ação fundada em direito real; II) quando, ao tempo da alienação ou oneração, corria contra o devedor demanda capaz de reduzi-lo à insolvência; III) nos demais casos expressos em lei”

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas