Politica de Adam Smith*****Pergunta****

Aprendemos sobre Adam Smith e sua teoria do liberalismo econômico, que resultaria no Estado Mínimo, em que o governo não deve interferir, de forma alguma, na economia nacional. A seguir, veja dois trechos da mesma reportagem do jornalista Daniel Paulo, da Revista Carta Capital, de 8 de abril de 2011.

“As intervenções do Estado são nefastas, pois só o processo de mercado torna possível a inovação dos métodos de produção e de organização, a partir do continuado fluxo de informações que surge de interação entre os indivíduos livres. [...] as corporações globais, com o apoio decisivo do Estado, passaram a adotar padrões de governança de altíssima agressividade e competição [...]. O que se deve discutir não é a formação de lucros, mas sim, a formação e geração de riquezas! E, por isso, o Estado deve interferir no processo econômico”.DANIEL, Paulo. O Estado deve intervir no processo econômico? Carta Capital [online]. Publicado em: 08 abr. 2011. Disponível em: <http://www.cartacapital.com.br/economia/o-estado-deve-intervir-no-processo-economico>. Acesso em: 15/02/2017.

A partir do excerto e dos estudos livro-texto, considerando a teoria do Estado Mínimo de Adam Smith, podemos chegar à seguinte conclusão:

Selecionar a resposta correta

  1. A) O segundo trecho é contra a ideia de Adam Smith, pois permite o livre comércio entre as nações sem a interferência estatal.

  2. B) A primeira afirmação é contrária à ideia de Adam Smith, pois vai contra a autonomia de mercado defendida por ele.

  3. C ) O segundo trecho é a favor da ideia do Adam Smith, pois permite o crescimento do mercado e das empresas.

  4. D) O primeiro trecho é a favor da ideia de Adam Smith, pois considera absurda a intervenção do Estado na economia, que deve se autorregular.

#Adam-Smith
#sociedade-contemporânea
##Liberalismo
Disciplina:Economia e Administração Política na Sociedade Contemporânea1.519 materiais

1 resposta(s)

Carregar mais