Eu não gostava da aula porque era tudo muito básico.

Eu não gostava da aula porque era tudo muito básico. Aí os professores me mandavam ir estudar sozinho na biblioteca. (Leonardo Florentino, 14 anos). O conflito com a escola só terminou no terceiro ano, quando Leonardo  conseguiu uma bolsa em outra instituição, repleta de aulas extras na grade curricular, e começou a acumular troféus em campeonatos de conhecimento. Em casa, coleciona medalhas de matemática, física, química, astronomia, robótica e redação.

(Fonte: http://www.istoe.com.br/reportagens/267206_TALENTOS+DESPERDICADOS). 

Para que alunos como Leonardo, com altas habilidades/superdotação, tenham todo o potencial estimulado no ensino regular, a  legislação educacional  brasileira garante:

Disciplina:Educação Inclusiva1.519 materiais