A maior rede de estudos do Brasil

O TEXTO A PIPOCA DE RUBEM ALVES AFIRMA QUE:


2 resposta(s)

User badge image

Anderson Souza

Há mais de um mês

O texto,nos remete a perceber a intenção do autor em nos comunicar a sua percepção de como a pipoca o fez sonhar,algo até entaõ inimaginável para ele.

O texto também nos faz refletir sobre o sentido da transformação pelo fogo,sendo este simbólico. A simbologia é que o que antes era milho duro e mirrado,depois se transforma em algo belo desde o seu estouro ao ser colocado no fogo,tornando se flor branca e macia,a pipoca. O autor nos traz essa reflexão quando compara o milho e a pipoca ao ser humano duro,inflexível,que após passar por provações (o fogo) tem a oportunidade de se transformar em uma pessoa melhor.

O autor nos leva a refletir,também de forma simbólica,que oser humano pode não sofrer e/ou aceitar essas transformação,permanecendo imutável em sua essência e sendo comparado no texto ao milho que não estoura,o piruá,o qual não serve para nada,somente para ser jogado fora.

O texto,nos remete a perceber a intenção do autor em nos comunicar a sua percepção de como a pipoca o fez sonhar,algo até entaõ inimaginável para ele.

O texto também nos faz refletir sobre o sentido da transformação pelo fogo,sendo este simbólico. A simbologia é que o que antes era milho duro e mirrado,depois se transforma em algo belo desde o seu estouro ao ser colocado no fogo,tornando se flor branca e macia,a pipoca. O autor nos traz essa reflexão quando compara o milho e a pipoca ao ser humano duro,inflexível,que após passar por provações (o fogo) tem a oportunidade de se transformar em uma pessoa melhor.

O autor nos leva a refletir,também de forma simbólica,que oser humano pode não sofrer e/ou aceitar essas transformação,permanecendo imutável em sua essência e sendo comparado no texto ao milho que não estoura,o piruá,o qual não serve para nada,somente para ser jogado fora.

User badge image

Debora De Jesus Santos

Há mais de um mês

Com grande provação passamos por mudanças drasticas 

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes