A maior rede de estudos do Brasil

quais as formas de auditoria em uma empresa?

Auditoria Contábil

UNIASSELVI


1 resposta(s)

User badge image

Larissa

Há mais de um mês

De acordo com a extensão dos trabalhos

Auditoria geral: é a forma mais completa em extensão, abrangendo todas as unidades. Finalidades: proteger interesses de investidores e acionistas, atender exigências legais e avaliar a confiabilidade das demonstrações contábeis.

Auditoria parcial ou específica: é quando abrange, especificamente, apenas uma ou algumas demonstrações contábeis ou determinadas áreas operacionais. Finalidades: apurar a situação econômica e/ou financeira da entidade, apurar erros e fraudes, desvios e má administração do patrimônio.

Auditoria limitada: é o exame das demonstrações contábeis de um período (trimestral), porém não aplica todos os procedimentos de auditoria.


De acordo com a profundidade dos exames

Integral: consiste na realização de exames de todos os registros contábeis, documentos e do sistema de controle interno (equivalente a uma perícia).

Auditoria por amostragem ou testes: consiste em examinar determinada porcentagem dos registros e dos documentos, de acordo com a profundidade determinada pelo próprio auditor.

Revisão analítica: Esta forma de auditoria compreende o exame minucioso e a profundidade de todo o fluxo dos controles internos. 


De acordo com a natureza do trabalho

Auditoria permanente: pode ser continuada, onde são efetuados exames constantes das operações registradas e dos controles internos ou periódica (sazonal), podendo ser trimestral, semestral, anual ou em outro período. É executada por auditores internos ou por auditores independentes. Finalidade: descobrir erros e irregularidades logo após sua ocorrência, evitando sua repetição, evitando penalidades quando os erros são de natureza fiscal.

Auditoria especial ou eventual: Não possui caráter habitual, por essa razão não é realizada todos os anos. É realizada para fins específicos.

Balanço com fim específico: poderá ter por objetivo apenas as demonstrações contábeis periódicas (balanço patrimonial e outras demonstrações). 


De acordo com os fins a que se destina

Apurar erros e fraudes: Caracteriza-se com uma auditoria eventual, parcial e específica, mas de profundidade, visando o exame integral dos registros e controles relativos a determinado elemento patrimonial.

Atender exigências legais: Auditoria relacionada à verificação do cumprimento e/ou observância de normas e procedimentos implantados.

Confirmar a exatidão das demonstrações contábeis: certifica se todas as demonstrações contábeis espelham adequadamente a situação patrimonial e financeira da entidade.

Concessão de créditos

Apurar o valor real do patrimônio da entidade

Cumprimento das obrigações fiscais

Para satisfazer interesses de sócios e investidores  

Controle administrativo


De acordo com a relação do auditor com a empresa auditada

Externa (auditoria independente): apresenta de forma verdadeira a situação financeira da empresa, relatada pelas demonstrações financeiras. É realizada por profissional ou órgão externo, sem vínculo com a entidade.

Interna: exercida por profissionais vinculados à empresa, em caráter permanente. Possui a finalidade de auxiliar os gestores, através da análise, verificação e avaliação independente das atividades da empresa, e da eficácia e conformidade do funcionamento das demais técnicas de controle.


De acordo com a extensão dos trabalhos

Auditoria geral: é a forma mais completa em extensão, abrangendo todas as unidades. Finalidades: proteger interesses de investidores e acionistas, atender exigências legais e avaliar a confiabilidade das demonstrações contábeis.

Auditoria parcial ou específica: é quando abrange, especificamente, apenas uma ou algumas demonstrações contábeis ou determinadas áreas operacionais. Finalidades: apurar a situação econômica e/ou financeira da entidade, apurar erros e fraudes, desvios e má administração do patrimônio.

Auditoria limitada: é o exame das demonstrações contábeis de um período (trimestral), porém não aplica todos os procedimentos de auditoria.


De acordo com a profundidade dos exames

Integral: consiste na realização de exames de todos os registros contábeis, documentos e do sistema de controle interno (equivalente a uma perícia).

Auditoria por amostragem ou testes: consiste em examinar determinada porcentagem dos registros e dos documentos, de acordo com a profundidade determinada pelo próprio auditor.

Revisão analítica: Esta forma de auditoria compreende o exame minucioso e a profundidade de todo o fluxo dos controles internos. 


De acordo com a natureza do trabalho

Auditoria permanente: pode ser continuada, onde são efetuados exames constantes das operações registradas e dos controles internos ou periódica (sazonal), podendo ser trimestral, semestral, anual ou em outro período. É executada por auditores internos ou por auditores independentes. Finalidade: descobrir erros e irregularidades logo após sua ocorrência, evitando sua repetição, evitando penalidades quando os erros são de natureza fiscal.

Auditoria especial ou eventual: Não possui caráter habitual, por essa razão não é realizada todos os anos. É realizada para fins específicos.

Balanço com fim específico: poderá ter por objetivo apenas as demonstrações contábeis periódicas (balanço patrimonial e outras demonstrações). 


De acordo com os fins a que se destina

Apurar erros e fraudes: Caracteriza-se com uma auditoria eventual, parcial e específica, mas de profundidade, visando o exame integral dos registros e controles relativos a determinado elemento patrimonial.

Atender exigências legais: Auditoria relacionada à verificação do cumprimento e/ou observância de normas e procedimentos implantados.

Confirmar a exatidão das demonstrações contábeis: certifica se todas as demonstrações contábeis espelham adequadamente a situação patrimonial e financeira da entidade.

Concessão de créditos

Apurar o valor real do patrimônio da entidade

Cumprimento das obrigações fiscais

Para satisfazer interesses de sócios e investidores  

Controle administrativo


De acordo com a relação do auditor com a empresa auditada

Externa (auditoria independente): apresenta de forma verdadeira a situação financeira da empresa, relatada pelas demonstrações financeiras. É realizada por profissional ou órgão externo, sem vínculo com a entidade.

Interna: exercida por profissionais vinculados à empresa, em caráter permanente. Possui a finalidade de auxiliar os gestores, através da análise, verificação e avaliação independente das atividades da empresa, e da eficácia e conformidade do funcionamento das demais técnicas de controle.


Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes