A maior rede de estudos do Brasil

Carta psicografada como meio de prova no Direito Processual Civil, quais doutrinadores escrevem à respeito do tema? é viável a prova nesses termos?

Com base em doutrinas, e jurisprudência, justifique sua resposta.


1 resposta(s)

User badge image

Alexander

Há mais de um mês

Nunca imaginei uma situação dessa e realmente não acredito que seja admissível em sede de prova processual.

O maior argumento jurídico é: a personalidade civil se estingue com a morte. Fim da persona natural.

Crenças de cunho religioso são relativas, não entram no universo da lógica empírica.
Sendo a psicografia para o Cardecismo como o exorcismo é para o Catolicismo e o Evangélico, etc.

Para aceitar isso, teriamos que mudar todo conceito de personalidade; da pessoa natural; etc.

Nunca imaginei uma situação dessa e realmente não acredito que seja admissível em sede de prova processual.

O maior argumento jurídico é: a personalidade civil se estingue com a morte. Fim da persona natural.

Crenças de cunho religioso são relativas, não entram no universo da lógica empírica.
Sendo a psicografia para o Cardecismo como o exorcismo é para o Catolicismo e o Evangélico, etc.

Para aceitar isso, teriamos que mudar todo conceito de personalidade; da pessoa natural; etc.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes