A maior rede de estudos do Brasil

Diferenciar o pensamento de Descartes do pensamento de Kant ??

FilosofiaCiep 323 Maria Werneck De Castro

3 resposta(s)

User badge image

Camila

Há mais de um mês

Descartes foi um filósofo importantíssimo ao colocar o homem como um ser capaz de produzir conhecimento. Suas teorias do cogito e da duvida hiperbólica foram fundamentais para a mudança de pensamento da época. Descartes, porém, não consegue solucionar o problema mente e cérebro. Kant, através do conceito do eu transcendental consegue propor uma solução para o problema deixado por Descartes. Kant também era extremamente racionalista e em sua obra "crítica da razão prática" diz que precisamos pressupor a existência de algumas coisas para que possamos entender o mundo.
Descartes foi um filósofo importantíssimo ao colocar o homem como um ser capaz de produzir conhecimento. Suas teorias do cogito e da duvida hiperbólica foram fundamentais para a mudança de pensamento da época. Descartes, porém, não consegue solucionar o problema mente e cérebro. Kant, através do conceito do eu transcendental consegue propor uma solução para o problema deixado por Descartes. Kant também era extremamente racionalista e em sua obra "crítica da razão prática" diz que precisamos pressupor a existência de algumas coisas para que possamos entender o mundo.
User badge image

Kaue

Há mais de um mês

Os pensamentos de Descartes e Kant têm na questão do conhecimento suas notórias divergências, na medida em que o racionalismo de Descartes cocebe no "cogito" o ponto de partida do alcance do conhecimento verdadeiro, que só pode surgir no próprio sujeito, através da razão, se contrapondo aos empiristas, enquanto Kant concebe o sujeito transcendental, no sentido de primeiro pensar na condição de possibilidade do sujeito conhecer, estabelecendo a distinção entre juízos a priori, que derivam da razão humana, sobre verdades não empíricas, daqueles juízos a posteriori, nos quais o sujeito se utiliza da sensibilidade empírica, para gerar as representações e o entendimento dos objetos verificados, formando os fenômenos decorrentes das coisas em si.

User badge image

Izabela

Há mais de um mês

Uma das diferenças, em uma analogia, Descartes diz que o principal da biblioteca são os livros. Já Kant, as prateleiras. O que isso quer dizer? que o que há de inato em nós, não é pura subjetividade capaz de criar a mim mesmo e ao mundo (como os livros), mas sim, mecanismos e formas em mim que proporcionam e possibilitam o conhecimento (a percepção, os comandos aferentes e eferentes, chamadas "categorias").

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes