A maior rede de estudos do Brasil

quem pode classificar as vítimas der acordo com o método start?


2 resposta(s)

User badge image

Li

Há 1 mês

É importante ter conhecimento e treinamento especializado para aplicação desse método, uma vez que o número de vítimas em um ambiente de austeridade requer calma, logística e liderança. A tomada de decisões e o raciocínio crítico-reflexivo sobre o estado das vítimas são os maiores desafios para esse profissional, uma vez que ficará sob sua responsabilidade o reconhecimento das vítimas em estado crítico e com pouca chance de sobrevida. Treinamento e educação permanente são o caminho indicado para conseguir atendimento linear e sistematizado.

É importante ter conhecimento e treinamento especializado para aplicação desse método, uma vez que o número de vítimas em um ambiente de austeridade requer calma, logística e liderança. A tomada de decisões e o raciocínio crítico-reflexivo sobre o estado das vítimas são os maiores desafios para esse profissional, uma vez que ficará sob sua responsabilidade o reconhecimento das vítimas em estado crítico e com pouca chance de sobrevida. Treinamento e educação permanente são o caminho indicado para conseguir atendimento linear e sistematizado.

User badge image

Li

Há 1 mês

Esse método de triagem de vítimas não preconiza o diagnóstico médico e, sim, a classificação das pessoas acidentadas com base nas necessidades de cuidados e chance de sobrevivência. Ou seja este método utiliza do mnemônico “30-2-pode fazer” para triar as vítimas de um incidente, no qual “30” avalia a capacidade respiratória em um minuto, “2” a qualidade da perfusão periférica em 2 segundos e “pode fazer” o nível de consciência dessa vítima para seguir os comandos dos socorristas.

Essa avaliação inicial dura aproximadamente 30 segundos e não deve ultrapassar 60 segundos. Portanto, é rápida e não requer equipamentos médicos especializados.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes