A maior rede de estudos do Brasil

os dispositivos sobre legítima defesa são exemplos de normas explicativas

RESPONDA

Direito Civil IIESTÁCIO

4 resposta(s)

User badge image

Karin

Há mais de um mês

As normas penais não incriminadoras podem ser explicativas ou permissivas. 

As normas penais não incriminadoras podem ser explicativas ou permissivas. 

User badge image

Rayra

Há mais de um mês

As normas penais não incriminadoras podem ser explicativas ou permissivas. Os dispositivos sobre legítima defesa são exemplos de normas explicativas. As normas penais incriminadoras estabelecem condutas delitivas
User badge image

Kira

Há mais de um mês

As normas penais não incriminadoras podem ser explicativas ou permissivas. Os dispositivos sobre legítima defesa são exemplos de normas explicativas. As normas penais incriminadoras estabelecem condutas delitivas.Considera-se crime a infração penal que a lei comina pena de reclusão ou detenção, quer isoladamente, quer alternativa ou cumulativamente com a pena de multa; contravenção, a infração a que a lei comina, isoladamente, penas de prisão simples ou de multa, ou ambas, alternativa ou cumulativamente.É necessário que se entenda que “infração penal” é o gênero do qual se originam duas espécies: crime e contravenção. Como explica a lei acima o crime é a infração penal que a lei comina pena de reclusão ou detenção, quer isoladamente, quer alternativamente ou cumulativamente com a pena de multa; contravenção também chamada por alguns doutrinadores de crime anão, é a infração a que a lei comina, isoladamente, penas de prisão simples ou de multa, ou ambas, alternativamente ou cumulativamente.Muitas vezes nos referimos aos termos crimes, delitos e contravenções sem atentar para o seu real significado. Será o crime diferente do delito, ou será que são expressões sinônimas? Ou, ainda, há diferença entre crime, delito e contravenção? Para responder a essas indagações, é preciso saber que nosso sistema jurídico penal adotou, de um lado, as palavras crime e delito como expressões sinônimas, e, de outro, as contravenções penais.

Então aprofunde fazendo peguntas interpretativa o que ,o qual, porquê e justifica com explicações próximo ao seu cotidiano e quanto mais absurdo que seje ,enfim pratique sua escrita ,gramatica e pontuação ,para ser mais objetiva e direta.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes