A maior rede de estudos do Brasil

Como funciona a teoria de Taylor?


4 resposta(s)

User badge image

Gabriell

Há mais de um mês

Taylor estava à procura de métodos de trabalho que fossem comprovados cientificamente e pudessem ser aplicados a qualquer tipo de negócio. Ele também defendia que as pessoas deveriam ser admitidas e colocadas em cargos de acordo com suas aptidões e habilidades.

O americano percebeu que o trabalho quase sempre não era concluído, porque o sistema administrativo das empresas era falho, uma vez que, elas empregavam qualquer pessoa e não possuíam um padrão de serviço.

Dessa forma, era difícil identificar de quem eram os erros quando eles eram cometidos, quem finalizou a produção ou deixou de fazê-lo. Também era difícil contabilizar o tempo que cada um levava para produzir.

Para conseguir mudar esse tipo de visão e de comportamento, Taylor direcionou o foco para aquilo que geralmente causa ou não a satisfação no emprego: o salário.

A partir disso, o empregado passou a receber de acordo com o que produzia. Portanto, quanto mais produção ele tinha em um determinado período, maior seria o seu salário como forma de estimulá-lo a produzir mais e mais.

Considere que, ainda que o trabalhador produza cada vez mais e seja remunerado por isso, o empresário também terá um acréscimo em seu lucro.

Ao analisar as origens da teoria de Taylor, percebemos que essas técnicas são aplicadas até hoje, não é? Claro que com pequenas mudanças, devido às leis trabalhistas.

Percebemos ainda uma evolução nos incentivos aos funcionários seguindo a teoria de Taylor. Quanto mais o trabalhador é produtivo, mais ele ganha estímulos, como título de funcionário do mês, bonificações, etc.


Além disso, quanto mais títulos o funcionário tiver, maior ou melhor será o seu cargo. Essa divisão de trabalho permitiu que houvesse diferentes hierarquias dentro das empresas.

Taylor estava à procura de métodos de trabalho que fossem comprovados cientificamente e pudessem ser aplicados a qualquer tipo de negócio. Ele também defendia que as pessoas deveriam ser admitidas e colocadas em cargos de acordo com suas aptidões e habilidades.

O americano percebeu que o trabalho quase sempre não era concluído, porque o sistema administrativo das empresas era falho, uma vez que, elas empregavam qualquer pessoa e não possuíam um padrão de serviço.

Dessa forma, era difícil identificar de quem eram os erros quando eles eram cometidos, quem finalizou a produção ou deixou de fazê-lo. Também era difícil contabilizar o tempo que cada um levava para produzir.

Para conseguir mudar esse tipo de visão e de comportamento, Taylor direcionou o foco para aquilo que geralmente causa ou não a satisfação no emprego: o salário.

A partir disso, o empregado passou a receber de acordo com o que produzia. Portanto, quanto mais produção ele tinha em um determinado período, maior seria o seu salário como forma de estimulá-lo a produzir mais e mais.

Considere que, ainda que o trabalhador produza cada vez mais e seja remunerado por isso, o empresário também terá um acréscimo em seu lucro.

Ao analisar as origens da teoria de Taylor, percebemos que essas técnicas são aplicadas até hoje, não é? Claro que com pequenas mudanças, devido às leis trabalhistas.

Percebemos ainda uma evolução nos incentivos aos funcionários seguindo a teoria de Taylor. Quanto mais o trabalhador é produtivo, mais ele ganha estímulos, como título de funcionário do mês, bonificações, etc.


Além disso, quanto mais títulos o funcionário tiver, maior ou melhor será o seu cargo. Essa divisão de trabalho permitiu que houvesse diferentes hierarquias dentro das empresas.

User badge image

Marcos

Há mais de um mês

A Teoria da Administração Científica iniciada por Frederick W. Taylor (1856 1915) fundamenta–se na aplicação de métodos da ciência positiva, racional e metódica aos problemas administrativos, a fim de alcançar a máxima produtividade.
User badge image

Jaqueline

Há mais de um mês

Em seu Principles of Scientific Management, Taylor enuncia cinco princípios: substituir os métodos empíricos e improvisados (rule-of-thumb method) por métodos científicos e testados (planejamento) selecionar os trabalhadores para suas melhores aptidões e treiná-los para cada cargo (seleção ou preparo)


Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes