A maior rede de estudos do Brasil

Alguém tem a peça 4 “Agravo de Instrumento” da Lanchonete Dois Irmãos LTDA . EPP ?


2 resposta(s)

User badge image

Patricia

Há mais de um mês

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DO TRABALHO DA 10ª VARA DO TRABALHO DA COMARCA DE BELO HORIZONTE/MG.









PROCESSO Nº XXXX

LANCHONETE DOIS IRMÃOS LTDA. EPP, já qualificada nos autos da RECLAMAÇÃO TRABALHISTA, por seu advogado que está se subscreve, com escritório em (endereço), OAB nº(...), perante Vossa Excelência, interpor tempestivamente com fundamento no artigo 897 da CLT o presente:

AGRAVO DE INSTRUMENTO


Tendo como Recorrido JORGE DOS ANJOS, brasileiro, casado, portador da cédula de identidade n°, com CPF n°, com endereço eletrônico, residente e domiciliado na Rua Beco das Cores, nº 50, Bairro Serra, Cidade de Belo Horizonte/MG, o que faz alicerçado no art. 897, “b”, da Consolidação das Leis do Trabalho.

Com os fundamentos a seguir declinados, requerendo ainda, o exercício do juízo de retratação por parte de Vossa Excelência, para destrancar o recurso interposto, permitindo o seu processamento regular.

Assim não entendendo, requer seja o presente recebido e processado como AGRAVO DE INSTRUMENTO, encaminhando-o ao Egrégio Tribunal Regional do Trabalho da ____ Região, para que este, examinando as suas razões dê-lhe provimento, conhecendo e provendo também o Recurso Ordinário, como de direito. Para tanto, requer a remessa dos autos digitais para o E. TRT___.

Como determinado na alínea “b”, I do art. 897 da Consolidação das Leis do Trabalho, juntando as cópias das peças necessárias para formação do instrumento e julgamento do recurso denegado, quais sejam:


a) Decisão agravada;

b) Certidão da respectiva intimação;

c) Procurações outorgadas aos advogados do Agravante e do Agravado;

d) Petição inicial;

e) Contestação;

f) Decisão originária (sentença);

g) Guia de depósito de Recurso Ordinário;

h) Comprovante do pagamento de 50% do valor do recurso ordinário.



Nestes termos,

Pede deferimento


Local, dia, mês e ano.

Advogado/ OAB
















EGRÉGIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA __ª REGIÃO


RAZÕES DA AGRAVANTE


PROCESSO Nº 

AGRAVANTE: LANCHONETE DOIS IRMÃOS LTDA. EPP

AGRAVADO: JORGE DOS ANJOS

AGRAVO DE INSTRUMENTO EM RECURSO ORDINÁRIO


Egrégio Tribunal

Colenda Turma,


I – DA TEMPESTIVIDADE


O presente agravo é tempestivo, haja vista no dia 20/03/2020, houve a publicação de despacho pela 10ª Vara do Trabalho de Belo Horizonte negando seguimento ao Recurso Ordinário da empresa.

Considerando assim o prazo de 08 dias úteis concedidos pelo artigo 897 da CLT, o presente recurso é tempestivo.


II – DO PREPARO

Segue anexo com as presentes razões a guia de preparo devidamente recolhida no valor de 50% do recurso que se busca destrancar, nos termos do artigo 899, § 7º da CLT.


III – DOS FATOS

O agravado, move reclamação trabalhista em face da agravante, sustentando que foi contratado em 4/12/2017 e trabalhou até 28/6/2019, seu último dia de cumprimento do aviso prévio trabalhado.

Sustentou que foi contratado para exercer as funções de atendente, auferindo remuneração mensal de R$ 1.500,00 (mil e quinhentos reais), com uma jornada das 8h às 13h15min, de segunda a sexta-feira.

Todavia, alega que estendia sua jornada, em média, 1 (uma) hora por dia, terminando o expediente sempre às 14h15min, não tendo recebido qualquer valor pelo labor extraordinário.

Afirma, ainda, que tinha que chegar na reclamada com 15 (quinze) minutos de antecedência para se uniformizar, período este que também não era remunerado.

Diante do aumento da jornada pelas horas extras prestadas, ou seja, por ser superior a 6 (seis) horas diárias, assevera que tinha direito a intervalo intrajornada de 1 (uma) hora, mas que lhe eram concedidos somente 15 (quinze) minutos.

Por fim, o trabalhador destacou que recebia mensalmente uma parcela denominada “prêmio”, no valor de R$ 100,00 (cem reais). Esse pagamento era feito todos os meses, independentemente do desempenho profissional do trabalhador. Dessa forma, requer que integre a remuneração repercutindo em FGTS, contribuição previdenciária, férias e décimo terceiro salário, assim como componha a base de cálculo das horas extras pleiteadas no presente feito. Requer, ainda, o deferimento da justiça gratuita e a condenação da reclamada em honorários advocatícios (art. 791- A, CLT).

A agravante em sede de contestação por meio eletrônico, aduzindo que não é verídica a alegação de que o obreiro laborava até 14h15min. Para tanto, junta aos autos os cartões de ponto de todo o período contratual.

Contestou o pedido de tempo à disposição justificando que o trabalhador poderia se uniformizar em casa.

No que diz respeito ao intervalo intrajornada, impugnou o pedido concessão de 15 (quinze) minutos a este título, uma vez que a jornada não ultrapassava 6 (seis) horas diárias.

Por fim, requereu a improcedência do pedido de integração do pagamento feito sob a rubrica “prêmio”, invocando o art. 457, § 2º, da CLT. Impugna o pagamento de honorários advocatícios.

A sentença, julgou parcialmente procedente os pedidos, condenando a reclamada:

a) Ao pagamento de 15 (quinze) minutos extras por dia de trabalho, com acréscimo de 50% e reflexos em aviso prévio, férias + 1/3, décimo terceiro salário, FGTS e multa de 40% do seu saldo.

b) Ao pagamento dos reflexos da parcela mensalmente paga sob a rubrica “prêmio” em FGTS, contribuição previdenciária, férias e décimo terceiro salário, assim como componha a base de cálculo das horas extras deferidas no presente feito.

Os demais pleitos foram julgados improcedentes, condenando a agravante ainda ao pagamento de honorários advocatícios de 5% pela reclamada, devendo ser calculado sobre o valor a ser apurado em liquidação de sentença.

A agravante interpôs recurso ordinário tempestivamente, todavia, teve seu seguimento negado nestes termos:


1.Recurso Ordinário interposto pela a Lanchonete Dois Irmãos LTDA EPP. Tempestivo o apelo, assim como regular a representação processual. Todavia, nego seguimento ao Recurso Ordinário, vez que o depósito recursal foi realizado a menor, não se observando o valor máximo constante na tabela do TST para este fim, sendo irregular o depósito à metade, como realizado. Publique-se e intimem-se. Data, assinatura.

Entretanto, em que pese o notório saber jurídico do Magistrado tal decisão não deve prosperar pois vejamos:


IV – DO MÉRITO

O respeitável juízo a quo denegou seguimento ao Recurso Ordinário do ora Agravante, por entender que o depósito recursal realizado pela metade é irregular.

Entretanto, ocorre Excelência, que a ora agravante tem como razão social: Lanchonete Dois Irmãos Ltda. EPP, ou seja, é uma empresa de pequeno porte, uma pessoa jurídica com receita bruta anual entre 360 mil e 4,8 milhões de reais conforme a Lei Complementar nº 155, de 2016.

Isto posto, cumpre destacar que o artigo 899, § 9º da CLT, dispõe que:

Art. 899: Os recursos serão interpostos por simples petição e terão efeito meramente devolutivo, salvo as exceções prevista neste Título, permitida a execução provisória e até a penhora.

...

§9º - O valor do depósito recursal será reduzido pela metade para entidades sem fins lucrativos, empregadores domésticos, microempreendedores individuais, microempreendedores, microempresas e empresas de pequeno porte.

Douto Julgador, patente a violação do dispositivo legal antes mencionado, devendo portanto, a decisão ser reformada e dado seguimento ao recurso ordinário.


V - DO PEDIDO


Ante o exposto, requer:  

a) seja dado PROVIMENTO ao presente agravo para o fim de que seja reformada a decisão recorrida e, em consequência;

b) seja deferida a interposição do RECURSO ORDINÁRIO.


Nesses termos,

Pede deferimento.


Local, XX de mês e ano.

Advogado/ OAB


EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DO TRABALHO DA 10ª VARA DO TRABALHO DA COMARCA DE BELO HORIZONTE/MG.









PROCESSO Nº XXXX

LANCHONETE DOIS IRMÃOS LTDA. EPP, já qualificada nos autos da RECLAMAÇÃO TRABALHISTA, por seu advogado que está se subscreve, com escritório em (endereço), OAB nº(...), perante Vossa Excelência, interpor tempestivamente com fundamento no artigo 897 da CLT o presente:

AGRAVO DE INSTRUMENTO


Tendo como Recorrido JORGE DOS ANJOS, brasileiro, casado, portador da cédula de identidade n°, com CPF n°, com endereço eletrônico, residente e domiciliado na Rua Beco das Cores, nº 50, Bairro Serra, Cidade de Belo Horizonte/MG, o que faz alicerçado no art. 897, “b”, da Consolidação das Leis do Trabalho.

Com os fundamentos a seguir declinados, requerendo ainda, o exercício do juízo de retratação por parte de Vossa Excelência, para destrancar o recurso interposto, permitindo o seu processamento regular.

Assim não entendendo, requer seja o presente recebido e processado como AGRAVO DE INSTRUMENTO, encaminhando-o ao Egrégio Tribunal Regional do Trabalho da ____ Região, para que este, examinando as suas razões dê-lhe provimento, conhecendo e provendo também o Recurso Ordinário, como de direito. Para tanto, requer a remessa dos autos digitais para o E. TRT___.

Como determinado na alínea “b”, I do art. 897 da Consolidação das Leis do Trabalho, juntando as cópias das peças necessárias para formação do instrumento e julgamento do recurso denegado, quais sejam:


a) Decisão agravada;

b) Certidão da respectiva intimação;

c) Procurações outorgadas aos advogados do Agravante e do Agravado;

d) Petição inicial;

e) Contestação;

f) Decisão originária (sentença);

g) Guia de depósito de Recurso Ordinário;

h) Comprovante do pagamento de 50% do valor do recurso ordinário.



Nestes termos,

Pede deferimento


Local, dia, mês e ano.

Advogado/ OAB
















EGRÉGIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA __ª REGIÃO


RAZÕES DA AGRAVANTE


PROCESSO Nº 

AGRAVANTE: LANCHONETE DOIS IRMÃOS LTDA. EPP

AGRAVADO: JORGE DOS ANJOS

AGRAVO DE INSTRUMENTO EM RECURSO ORDINÁRIO


Egrégio Tribunal

Colenda Turma,


I – DA TEMPESTIVIDADE


O presente agravo é tempestivo, haja vista no dia 20/03/2020, houve a publicação de despacho pela 10ª Vara do Trabalho de Belo Horizonte negando seguimento ao Recurso Ordinário da empresa.

Considerando assim o prazo de 08 dias úteis concedidos pelo artigo 897 da CLT, o presente recurso é tempestivo.


II – DO PREPARO

Segue anexo com as presentes razões a guia de preparo devidamente recolhida no valor de 50% do recurso que se busca destrancar, nos termos do artigo 899, § 7º da CLT.


III – DOS FATOS

O agravado, move reclamação trabalhista em face da agravante, sustentando que foi contratado em 4/12/2017 e trabalhou até 28/6/2019, seu último dia de cumprimento do aviso prévio trabalhado.

Sustentou que foi contratado para exercer as funções de atendente, auferindo remuneração mensal de R$ 1.500,00 (mil e quinhentos reais), com uma jornada das 8h às 13h15min, de segunda a sexta-feira.

Todavia, alega que estendia sua jornada, em média, 1 (uma) hora por dia, terminando o expediente sempre às 14h15min, não tendo recebido qualquer valor pelo labor extraordinário.

Afirma, ainda, que tinha que chegar na reclamada com 15 (quinze) minutos de antecedência para se uniformizar, período este que também não era remunerado.

Diante do aumento da jornada pelas horas extras prestadas, ou seja, por ser superior a 6 (seis) horas diárias, assevera que tinha direito a intervalo intrajornada de 1 (uma) hora, mas que lhe eram concedidos somente 15 (quinze) minutos.

Por fim, o trabalhador destacou que recebia mensalmente uma parcela denominada “prêmio”, no valor de R$ 100,00 (cem reais). Esse pagamento era feito todos os meses, independentemente do desempenho profissional do trabalhador. Dessa forma, requer que integre a remuneração repercutindo em FGTS, contribuição previdenciária, férias e décimo terceiro salário, assim como componha a base de cálculo das horas extras pleiteadas no presente feito. Requer, ainda, o deferimento da justiça gratuita e a condenação da reclamada em honorários advocatícios (art. 791- A, CLT).

A agravante em sede de contestação por meio eletrônico, aduzindo que não é verídica a alegação de que o obreiro laborava até 14h15min. Para tanto, junta aos autos os cartões de ponto de todo o período contratual.

Contestou o pedido de tempo à disposição justificando que o trabalhador poderia se uniformizar em casa.

No que diz respeito ao intervalo intrajornada, impugnou o pedido concessão de 15 (quinze) minutos a este título, uma vez que a jornada não ultrapassava 6 (seis) horas diárias.

Por fim, requereu a improcedência do pedido de integração do pagamento feito sob a rubrica “prêmio”, invocando o art. 457, § 2º, da CLT. Impugna o pagamento de honorários advocatícios.

A sentença, julgou parcialmente procedente os pedidos, condenando a reclamada:

a) Ao pagamento de 15 (quinze) minutos extras por dia de trabalho, com acréscimo de 50% e reflexos em aviso prévio, férias + 1/3, décimo terceiro salário, FGTS e multa de 40% do seu saldo.

b) Ao pagamento dos reflexos da parcela mensalmente paga sob a rubrica “prêmio” em FGTS, contribuição previdenciária, férias e décimo terceiro salário, assim como componha a base de cálculo das horas extras deferidas no presente feito.

Os demais pleitos foram julgados improcedentes, condenando a agravante ainda ao pagamento de honorários advocatícios de 5% pela reclamada, devendo ser calculado sobre o valor a ser apurado em liquidação de sentença.

A agravante interpôs recurso ordinário tempestivamente, todavia, teve seu seguimento negado nestes termos:


1.Recurso Ordinário interposto pela a Lanchonete Dois Irmãos LTDA EPP. Tempestivo o apelo, assim como regular a representação processual. Todavia, nego seguimento ao Recurso Ordinário, vez que o depósito recursal foi realizado a menor, não se observando o valor máximo constante na tabela do TST para este fim, sendo irregular o depósito à metade, como realizado. Publique-se e intimem-se. Data, assinatura.

Entretanto, em que pese o notório saber jurídico do Magistrado tal decisão não deve prosperar pois vejamos:


IV – DO MÉRITO

O respeitável juízo a quo denegou seguimento ao Recurso Ordinário do ora Agravante, por entender que o depósito recursal realizado pela metade é irregular.

Entretanto, ocorre Excelência, que a ora agravante tem como razão social: Lanchonete Dois Irmãos Ltda. EPP, ou seja, é uma empresa de pequeno porte, uma pessoa jurídica com receita bruta anual entre 360 mil e 4,8 milhões de reais conforme a Lei Complementar nº 155, de 2016.

Isto posto, cumpre destacar que o artigo 899, § 9º da CLT, dispõe que:

Art. 899: Os recursos serão interpostos por simples petição e terão efeito meramente devolutivo, salvo as exceções prevista neste Título, permitida a execução provisória e até a penhora.

...

§9º - O valor do depósito recursal será reduzido pela metade para entidades sem fins lucrativos, empregadores domésticos, microempreendedores individuais, microempreendedores, microempresas e empresas de pequeno porte.

Douto Julgador, patente a violação do dispositivo legal antes mencionado, devendo portanto, a decisão ser reformada e dado seguimento ao recurso ordinário.


V - DO PEDIDO


Ante o exposto, requer:  

a) seja dado PROVIMENTO ao presente agravo para o fim de que seja reformada a decisão recorrida e, em consequência;

b) seja deferida a interposição do RECURSO ORDINÁRIO.


Nesses termos,

Pede deferimento.


Local, XX de mês e ano.

Advogado/ OAB


Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes