A maior rede de estudos do Brasil

Qual o proposito da tristeza?

FilosofiaUFFS

2 resposta(s)

User badge image

Henry

Há mais de um mês

Uma forma de responder à sua pergunta é usando o mesmo exemplo que o psicólogo Paul Ekman ilustrou no filme "Divertidamente" (muita gente nem sabe que justo ele, o pai da análise de linguagem corporal para identificação de mentiras, foi consultor na produção do filme):
A capacidade de sentir tristeza é o elemento fundamental da empatia! Não dá para se colocar no lugar do outro para compreender, apoiar e consolar sem saber o que é tristeza.
Saindo um pouco da atualidade, mesmo em tradições antigas, como a cristã, há exemplos de que o propósito da tristeza é a reflexão profunda para mudança de um comportamento desajustado. Em II Corínthios 7:9-11, o apóstolo Paulo diz:
"Agora, porém, me alegro, não porque vocês foram entristecidos, mas porque a tristeza os levou ao arrependimento. Pois vocês se entristeceram como Deus desejava, e de forma alguma foram prejudicados por nossa causa. A tristeza segundo Deus produz um arrependimento que leva à salvação e não ao remorso, mas a tristeza segundo o mundo produz morte. Vejam o que esta tristeza segundo Deus produziu em vocês: que dedicação, que desculpas, que indignação, que temor, que saudade, que preocupação, que desejo de ver a justiça feita! Em tudo vocês se mostraram inocentes a esse respeito. Assim, se lhes escrevi, não foi por causa daquele que cometeu o erro nem daquele que foi prejudicado, mas para que diante de Deus vocês pudessem ver por si próprios como são dedicados a nós."
Tristeza produz sofrimento. Mas ela não precisa necessariamente nos adoecer ou deprimir, desde que saibamos qual o propósito da tristeza e do sofrimento.
Sofrimento produz amadurecimento. Amadurecimento produz arrependimento. Arrependimento produz empatia. Empatia produz doação ao próximo.
Uma forma de responder à sua pergunta é usando o mesmo exemplo que o psicólogo Paul Ekman ilustrou no filme "Divertidamente" (muita gente nem sabe que justo ele, o pai da análise de linguagem corporal para identificação de mentiras, foi consultor na produção do filme):
A capacidade de sentir tristeza é o elemento fundamental da empatia! Não dá para se colocar no lugar do outro para compreender, apoiar e consolar sem saber o que é tristeza.
Saindo um pouco da atualidade, mesmo em tradições antigas, como a cristã, há exemplos de que o propósito da tristeza é a reflexão profunda para mudança de um comportamento desajustado. Em II Corínthios 7:9-11, o apóstolo Paulo diz:
"Agora, porém, me alegro, não porque vocês foram entristecidos, mas porque a tristeza os levou ao arrependimento. Pois vocês se entristeceram como Deus desejava, e de forma alguma foram prejudicados por nossa causa. A tristeza segundo Deus produz um arrependimento que leva à salvação e não ao remorso, mas a tristeza segundo o mundo produz morte. Vejam o que esta tristeza segundo Deus produziu em vocês: que dedicação, que desculpas, que indignação, que temor, que saudade, que preocupação, que desejo de ver a justiça feita! Em tudo vocês se mostraram inocentes a esse respeito. Assim, se lhes escrevi, não foi por causa daquele que cometeu o erro nem daquele que foi prejudicado, mas para que diante de Deus vocês pudessem ver por si próprios como são dedicados a nós."
Tristeza produz sofrimento. Mas ela não precisa necessariamente nos adoecer ou deprimir, desde que saibamos qual o propósito da tristeza e do sofrimento.
Sofrimento produz amadurecimento. Amadurecimento produz arrependimento. Arrependimento produz empatia. Empatia produz doação ao próximo.
User badge image

Pala

Há mais de um mês

A percepção do descontentamento, levando à ação, à busca pela mudança do que causa a tristeza. Voltar-se para o melhor diante da percepção do que é pior, ruim, levando às melhores escolhas e ações.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes