A maior rede de estudos do Brasil

Descreva o percurso do líquor dos seus pontos de formação até o local de reabsorção ??

Anatomia I

UNIP


1 resposta(s)

User badge image

Tiago

Há mais de um mês

O líquido cerebrospinal (LCS) é secretado (400 a 500 m l/dia) principalmente por células epiteliais coroidais (células

ependimárias modificadas) dos plexos corióideos nos ventrículos laterais e no terceiro e no quarto ventrículos.

O LCS deixa os ventrículos laterais através dos forames interventriculares e entra no terceiro ventrículo. A partir daí, o LCS atravessa o aqueduto do mesencéfalo para o quarto ventrículo. Parte do LCS deixa esse ventrículo através de suas aberturas mediana e lateral e entra no espaço subaracnóideo, que é contínuo ao redor da medula espinal e na região posterossuperior sobre o cerebelo. Entretanto, a maior parte do LCS flui para as cisternas interpeduncular e colicular. O LCS das várias cisternas subaracnóideas flui superiormente pelos sulcos e fissuras nas faces medial e superolateral dos hemisférios cerebrais. O LCS também penetra nas extensões do espaço subaracnóideo ao redor dos nervos cranianos.

Os principais locais de absorção de LCS para o sistema venoso são as granulações aracnóideas principalmente aquelas que se projetam para o seio sagital superior e suas lacunas laterais O LCS entra no sistema venoso por duas vias: (1) a maior parte do LCS entra no sistema venoso para os seios venosos da dura-máter; (2) parte do LCS desloca-se entre as células que formam as granulações aracnóideas.

O líquido cerebrospinal (LCS) é secretado (400 a 500 m l/dia) principalmente por células epiteliais coroidais (células

ependimárias modificadas) dos plexos corióideos nos ventrículos laterais e no terceiro e no quarto ventrículos.

O LCS deixa os ventrículos laterais através dos forames interventriculares e entra no terceiro ventrículo. A partir daí, o LCS atravessa o aqueduto do mesencéfalo para o quarto ventrículo. Parte do LCS deixa esse ventrículo através de suas aberturas mediana e lateral e entra no espaço subaracnóideo, que é contínuo ao redor da medula espinal e na região posterossuperior sobre o cerebelo. Entretanto, a maior parte do LCS flui para as cisternas interpeduncular e colicular. O LCS das várias cisternas subaracnóideas flui superiormente pelos sulcos e fissuras nas faces medial e superolateral dos hemisférios cerebrais. O LCS também penetra nas extensões do espaço subaracnóideo ao redor dos nervos cranianos.

Os principais locais de absorção de LCS para o sistema venoso são as granulações aracnóideas principalmente aquelas que se projetam para o seio sagital superior e suas lacunas laterais O LCS entra no sistema venoso por duas vias: (1) a maior parte do LCS entra no sistema venoso para os seios venosos da dura-máter; (2) parte do LCS desloca-se entre as células que formam as granulações aracnóideas.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes