A maior rede de estudos do Brasil

quantas e quais as regras básicas de uma Descrição de Cargos?


2 resposta(s)

User badge image

Bruna Costa

Há mais de um mês

REGRAS GERA IS PARA A DES CRIÇÃO DE CARGOS

C om ba s e nos da d os leva ntados dos ca rg os , deve s er el a bo ra da a des cri çã o e

es pec i fic a ção do c argo, de forma o rg a nizada e padro nizada .

Desc r ão d e c arg o s: é o rel a to das ta refa s de f orma o rg a ni zada , pe r mi tind o a o l ei tor,

a c ompree ns ã o das a tividades des envol vidas pela pess oa .

A des cri çã o deve s er objetiva , poré m a l g uma s reg ra s s ã o importa n tes s erem

obs ervadas a fi m de padro ni za r e fa c ili ta r o entendi mento do c o nteú do d o ca rg o.

A des cri çã o deve s er cl ar a e el aborada de forma si mp les pa ra que al g uém q ue não

conheça dete rminado ca rg o pos s a comp reendê -l o. O s deta l hes devem s er es c ri tos

pa ra evitar dúvidas e os que o co nt ri bue m pa ra s ua comp reens ã o deve m s er

el imi nados . C as o s e utilize termos técnicos , estes devem s er definidos .

A d escrição é do cargo e não do ocupante do cargo. Portanto, deve m ser descritas as

tarefas e especificados os requisitos exigidos pelo carg o e não o que o eventual

ocupante deve fazer. Dessa forma , se o ocupante do cargo domina u m idioma

estrangeiro, ma s o cargo não exige tal conheci mento, es s a informação não deve fa zer

parte da descrição e especificação do cargo.

A descrição é impessoal . C a da tarefa deve s er descrita i nicia ndo po r u m ve rb o que

defina bem a atividade. O verbo de ve s er us a do na tercei ra pes s oa do s ingula r, no

presente do indicativo ou infinitivo a fim de tornar a des cri çã o impes s oal .

Exemplo:

 Preenche r cheques ;

 Arquivar documentos , etc

Não deve m ser utilizados advérbios na descrição das tarefas ; estes devem ser

utilizados apenas nas especificações .

C a da tarefa dever res ponder “O Q UE FAZ” ; “C OMO FAZ” e “ POR QUE FAZ


REGRAS GERA IS PARA A DES CRIÇÃO DE CARGOS

C om ba s e nos da d os leva ntados dos ca rg os , deve s er el a bo ra da a des cri çã o e

es pec i fic a ção do c argo, de forma o rg a nizada e padro nizada .

Desc r ão d e c arg o s: é o rel a to das ta refa s de f orma o rg a ni zada , pe r mi tind o a o l ei tor,

a c ompree ns ã o das a tividades des envol vidas pela pess oa .

A des cri çã o deve s er objetiva , poré m a l g uma s reg ra s s ã o importa n tes s erem

obs ervadas a fi m de padro ni za r e fa c ili ta r o entendi mento do c o nteú do d o ca rg o.

A des cri çã o deve s er cl ar a e el aborada de forma si mp les pa ra que al g uém q ue não

conheça dete rminado ca rg o pos s a comp reendê -l o. O s deta l hes devem s er es c ri tos

pa ra evitar dúvidas e os que o co nt ri bue m pa ra s ua comp reens ã o deve m s er

el imi nados . C as o s e utilize termos técnicos , estes devem s er definidos .

A d escrição é do cargo e não do ocupante do cargo. Portanto, deve m ser descritas as

tarefas e especificados os requisitos exigidos pelo carg o e não o que o eventual

ocupante deve fazer. Dessa forma , se o ocupante do cargo domina u m idioma

estrangeiro, ma s o cargo não exige tal conheci mento, es s a informação não deve fa zer

parte da descrição e especificação do cargo.

A descrição é impessoal . C a da tarefa deve s er descrita i nicia ndo po r u m ve rb o que

defina bem a atividade. O verbo de ve s er us a do na tercei ra pes s oa do s ingula r, no

presente do indicativo ou infinitivo a fim de tornar a des cri çã o impes s oal .

Exemplo:

 Preenche r cheques ;

 Arquivar documentos , etc

Não deve m ser utilizados advérbios na descrição das tarefas ; estes devem ser

utilizados apenas nas especificações .

C a da tarefa dever res ponder “O Q UE FAZ” ; “C OMO FAZ” e “ POR QUE FAZ


Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes