A maior rede de estudos do Brasil

Quais são os 5 os princípios da Administração Pública Brasileira?


10 resposta(s)

User badge image

Marcos Vini

Há mais de um mês

Os 5 princípios da Administração pública são:

LEGALIDADE, que é a obrigatoriedade dos servidores de fazerem apenas o que está previsto na Lei.

IMPESSOALIDADE, tem como objetivo a finalidade pública, sem promover interesses pessoais.

MORALIDADE ADMINISTRATIVA: O princípio da moralidade existe para estabelecer os bons costumes como regra da Administração Pública, ao passo que a sua inobservância importa em um ato viciado (errado), que se torna inválido, pois o ato praticado é considerado ilegal, justamente por não ser moralmente aceitável naquela comunidade.

PUBLICIDADE: Este princípio atinge, além do aspecto da divulgação dos atos, a possibilidade de conhecimento da conduta interna dos funcionários públicos. Assim, os documentos públicos podem ser examinados por qualquer pessoa do povo, exceto em casos de necessidade de preservação da segurança da sociedade e do Estado ou de interesse público, como, por exemplo, um processo judicial que corre em segredo de justiça.

EFICIÊNCIA: Compreende-se “eficiência” por quando o agente cumpre com suas competências, agindo com presteza, perfeição, buscando sempre o melhor resultado e com o menor custo possível, no sentido econômico-jurídico. Exige desfecho satisfatório, em tempo razoável, em prol do interesse público e segurança jurídica.


Os 5 princípios da Administração pública são:

LEGALIDADE, que é a obrigatoriedade dos servidores de fazerem apenas o que está previsto na Lei.

IMPESSOALIDADE, tem como objetivo a finalidade pública, sem promover interesses pessoais.

MORALIDADE ADMINISTRATIVA: O princípio da moralidade existe para estabelecer os bons costumes como regra da Administração Pública, ao passo que a sua inobservância importa em um ato viciado (errado), que se torna inválido, pois o ato praticado é considerado ilegal, justamente por não ser moralmente aceitável naquela comunidade.

PUBLICIDADE: Este princípio atinge, além do aspecto da divulgação dos atos, a possibilidade de conhecimento da conduta interna dos funcionários públicos. Assim, os documentos públicos podem ser examinados por qualquer pessoa do povo, exceto em casos de necessidade de preservação da segurança da sociedade e do Estado ou de interesse público, como, por exemplo, um processo judicial que corre em segredo de justiça.

EFICIÊNCIA: Compreende-se “eficiência” por quando o agente cumpre com suas competências, agindo com presteza, perfeição, buscando sempre o melhor resultado e com o menor custo possível, no sentido econômico-jurídico. Exige desfecho satisfatório, em tempo razoável, em prol do interesse público e segurança jurídica.


User badge image

Aline Oliveira

Há mais de um mês

Planejamento, Descentralização, Delegação, Coordenação e Controle (Decreto-Lei 200/67)

User badge image

Mi Pso Pza

Há mais de um mês

Legalidade

Significa que a administração pública está sujeita aos princípios legais, ou seja, as leis ou normas administrativas contidas na Constituição.

 

Impessoalidade

Aborda tanto a atuação impessoal, que objetiva a satisfação do interesse coletivo, quanto a própria administração pública.

 

Moralidade

Trata de obedecer não somente a lei jurídica mas também a lei ética da própria instituição, ou seja, o administrador público precisa seguir alguns padrões éticos.

 

Publicidade

Diz respeito à divulgação oficial do ato para conhecimento público. O princípio da publicidade é um requisito da eficácia e da moralidade.

 

Eficiência

Esse princípio exige que a atividade administrativa seja exercida de maneira perfeita, com rendimento funcional.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes