A maior rede de estudos do Brasil

explique a importância do surgimento das maxilas e das nadadeiras pares na história evolutiva dos vertebrados

Biologia

Escola Est Ceti Professor Manuel Vicente Ferreira Lima


1 resposta(s)

User badge image

Keila WP

Há mais de um mês

A presença de um maxilar forte e que tenha a habilidade de quebrar paredes celulares possibilita o desenvolvimento dos herbívoros ou daqueles que se alimentam de organismos autotróficos. Isso porque é bem difícil triturar e quebrar uma estrutura de uma planta. A importância da presença das nadadeiras em pares está basicamente relacionada à simetria, e que fique claro que as nadadeiras não surgiram juntas ao mesmo tempo.

           A simetria chamada de bilateral, possibilita movimentos precisos, possibilita a cefalização e com certeza muito mais coisas que evolutivamente não conseguimos descobrir. Isso porque grande parte dos animais são Bilateria e os que não são é porque perderam tal simetria.


A presença de um maxilar forte e que tenha a habilidade de quebrar paredes celulares possibilita o desenvolvimento dos herbívoros ou daqueles que se alimentam de organismos autotróficos. Isso porque é bem difícil triturar e quebrar uma estrutura de uma planta. A importância da presença das nadadeiras em pares está basicamente relacionada à simetria, e que fique claro que as nadadeiras não surgiram juntas ao mesmo tempo.

           A simetria chamada de bilateral, possibilita movimentos precisos, possibilita a cefalização e com certeza muito mais coisas que evolutivamente não conseguimos descobrir. Isso porque grande parte dos animais são Bilateria e os que não são é porque perderam tal simetria.


Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes