A maior rede de estudos do Brasil

A pergunta ta na descrição

Talvez algum dia, nas próximas décadas, você esbarre nessa crônica, pela internet. Talvez uma tia comente, “lembro de um texto que o teu pai te escreveu quando você era bebê, era sobre uma praça, acho, cê já leu?” Talvez eu mesmo te mostre, na adolescência, vai saber?Essa crônica é sobre uma praça, sim, sobre uma tarde que a gente passou na praça, no dia 5 de abril de 2016 (ontem). Não é nenhuma história extraordinária a que vou te contar. É uma história simples, feita de elementos simples como é feita a maior parte da vida da gente, esses 99% de que a gente desdenha, sempre esperando por acontecimentos extraordinários. Mas acontecimentos extraordinários são raros, como a própria palavra “extraordinários” já diz, aí a vida passa e a gente não aproveitou. Pois hoje você me fez aproveitar a vida, Daniel, por isso resolvi te escrever, agradecendo. - Essa crônica é escrita numa linguagem informal, o que se percebe

Português

Ne Paulo Freire


1 resposta(s)

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes