A maior rede de estudos do Brasil

atualização em triagem, urgência e emergência

6.     Nas ações de urgência e emergência deve-se levar em consideração os princípios éticos. Um desses princípios é o da:

 

a.      Autonomia: deve ser respeitado, sempre que possível, o direito do paciente em aceitar ou recusar o tratamento proposto.

 

b.     Justiça: cabe à equipe médica decidir quais ações serão desenvolvidas por cada profissional da saúde, supervisionar e avaliar as ações desenvolvidas por cada um deles.

 

c.      Empatia: cabe ao profissional de enfermagem estabelecer as prioridades no tratamento de acordo com a gravidade do caso.

 

d.     Maleficência: diz respeito a reduzir ao máximo os efeitos negativos impostos pela urgência, ou seja, evitar os riscos de iatrogenia que tendem a aumentar quando os procedimentos são realizados em caráter de urgência.

 

Enfermagem

PITÁGORAS


Ainda não temos resposta. Você sabe responder?